🔴 MELHORES MOMENTOS DO MACRO SUMMIT BRASIL 2024 – ASSISTA AQUI

Titã do varejo, Americanas (AMER3) deve perder terreno depois de rombo — e três rivais podem aproveitar a oportunidade

Apesar de a Via (VIIA3) ter capturado parte do tráfego online dos sites da Americanas após a crise na empresa, outras concorrentes devem se beneficiar do caos na varejista

17 de fevereiro de 2023
11:53
Fachada da Americanas; estágio
Fachada da Americanas - Imagem: Divulgação

Até o início da crise, a Americanas (AMER3) se posicionava como um verdadeiro titã do varejo. Acontece que a revelação de um rombo contábil na empresa abriu uma janela de oportunidade para as rivais, que parecem preparadas para abocanhar o espaço antes ocupado pela companhia — especialmente no que diz respeito ao e-commerce.

Segundo relatório do Itaú BBA, a companhia perdeu cerca de 57% do fluxo nos sites — incluindo Americanas.com, Submarino e Shoptime — entre o anúncio da saída de Sérgio Rial do cargo de CEO até o fim de janeiro.

Acontece que, na visão dos fundadores e gestores da Aster Capital, Marcello Silva e Rodrigo Nasser, nem todas as concorrentes serão capazes de absorver o mercado da empresa.

No episódio #32 do Market Makers, os gestores da Aster destrincharam o cenário do varejo após a divulgação da fraude contábil na Americanas e revelaram quais as três rivais da Lojas Americanas que podem se beneficiar do caos no setor.

É só dar play aqui para escutar o podcast completo:

As rivais da varejista

Em conversa com os apresentadores Matheus Soares e Thiago Salomão, Rodrigo Nasser, da Aster, explicou que boa parte do mercado da Americanas (AMER3) deve ser absorvida pelas rivais da empresa.

Enquanto o setor de e-commerce perdeu cerca de 10% do tráfego entre 11 e 31 de janeiro, segundo o relatório do Itaú BBA, apenas uma empresa foi capaz de aumentar o fluxo para o site no período.

Acontece que essa mesma rival que pode ter abocanhado o fluxo dos sites da Americanas em janeiro não entra para a lista dos gestores da Aster para absorver o mercado de AMER3 no futuro.

Confira o episódio na íntegra:

Quem deve capturar o mercado da Americanas (AMER3)?

Para a Aster Capital, o Magazine Luiza (MGLU3), o Mercado Livre (MELI34) e a Amazon (AMZO34) devem ser as principais beneficiadas pela crise contábil na Lojas Americanas.

“Você tem uma boa venda para ser capturada não só pelo Mercado Livre. Definitivamente, o Magazine Luiza está super bem posicionado para participar da absorção de demanda. A Amazon claramente está evoluindo [no Brasil] em todos os pontos, então também deve participar dessa absorção”, projeta Nasser.

Segundo Rodrigo Nasser, o modelo de negócios da Americanas é mais parecido com o Mercado Livre em relação à estrutura de vendedores, chamados de “sellers”.

“Quando você conversa com os sellers sobre onde vendem mais, geralmente [eles] trabalham com vários marketplaces. A distribuição era o Mercado Livre em primeiro lugar, a Americanas em segundo e o Magazine Luiza em terceiro lugar. Só depois vem a Via Varejo.”

Enquanto isso, os sites com maiores promoções ocupam os holofotes no coração dos consumidores. Desde o início da crise, o número de descontos nos sites da Americanas diminuiu drasticamente, o que impulsionou a migração dos clientes para outras páginas do e-commerce.

“Ele vai procurar algum produto e vai acabar não encontrando no site. Para onde esse consumidor deve ir, então? Provavelmente, para Mercado Livre, Magazine Luiza e Amazon.”

Assista ao episódio completo no Youtube:

Compartilhe

SEXTOU COM O RUY

Enquanto você se preocupa com a Oi (OIBR3), esta empresa da B3 virou a campeã de qualidade no serviço de internet – e ainda está barata na bolsa

12 de abril de 2024 - 6:07

Para se diferenciar, essa companhia construiu uma infraestrutura de qualidade, que tem proporcionado prêmios de internet fixa mais rápida do Estado de São Paulo, à frente das gigantes de telecom

EXILE ON WALL STREET

Rodolfo Amstalden: Quintal da China, quintal do mundo

10 de abril de 2024 - 19:15

Se a economia chinesa sofre, nós necessariamente compartilhamos dessa desgraça?

INSIGHTS ASSIMÉTRICOS

Juro real de volta aos 6%: com bolsa na pior e dólar nas alturas, essa é uma nova oportunidade?

9 de abril de 2024 - 6:40

Uma regra prática comum para investimentos em renda fixa no Brasil sugere vender títulos quando os juros reais atingem 3% e comprá-los a 6%

EXILE ON WALL STREET

Além do bitcoin (BTC): esta carteira já rendeu 447% acima da maior criptomoeda do mercado

8 de abril de 2024 - 20:01

Acredito que exista uma forma melhor de pensar sobre a ciclicidade do preço do bitcoin (BTC), que historicamente nos ajudou a gerar alfa neste mercado

BOMBOU NO SD

Argentina entra na rota de ‘paraíso fiscal’, China encara mesma crise do Japão e inteligência artificial “sugando” o Ibovespa — veja tudo o que foi destaque na semana

6 de abril de 2024 - 13:36

A crise e os seus reflexos no país vizinho no Brasil despertaram o interesse dos leitores do Seu Dinheiro nos últimos dias

IR 2024

Pago escola e plano de saúde de um filho ilegítimo; posso abater esses gastos no imposto de renda?

6 de abril de 2024 - 8:00

Filho não assumido rende deduções no imposto de renda? A Dinheirista responde dúvidas de leitores sobre o IR 2024

EXILE ON WALL STREET

Rodolfo Amstalden: Lições da renda fixa — um intervalo assimétrico

3 de abril de 2024 - 20:01

De 2010 para cá, mediante a ajuda da balança comercial, a maturação do Copom e a lapidação das metas fiscais, os juros reais passaram a respeitar uma zona limítrofe de 3% a 6%, com raras exceções

INSIGHTS ASSIMÉTRICOS

A inteligência artificial está “sugando” recursos das bolsas — inclusive do nosso Ibovespa

2 de abril de 2024 - 6:58

No início dos anos 2000, se entendia que os mercados emergentes, de alguma forma, se aproximariam dos desenvolvidos

EXILE ON WALL STREET

Tony Volpon: E se a inflação superar a meta do Fed? Precificando o “no landing” dos juros nos Estados Unidos

1 de abril de 2024 - 20:01

O Fed sinalizou três cortes de juros de 0.25% neste ano. Mas, como em 2023, vale a pena perguntar: e se o esperado não acontecer?

de repente no mercado

A ‘virada de chave’ do Magalu, melhores investimentos para abril, ‘boom’ dos FIIs e um guia para investir (ou não) em PETR4

31 de março de 2024 - 12:00

E mais: análise do 4T23 de Equatorial (EQTL3); veja os destaques da semana na ‘De repente no mercado’

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies