🔴 [EVENTO GRATUITO] COMPRAR OU VENDER VALE3? INSCREVA-SE AQUI

Renan Sousa
Renan Sousa
É repórter do Seu Dinheiro. Formado em jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP) e já passou pela Editora Globo e SpaceMoney. Twitter: @Renan_SanSousa
DISPARA NA FRENTE

Fundos imobiliários (FIIs) entregam retorno de mais de 40% no ano; veja a lista dos campeões em valorização na B3 e o que esperar daqui para frente

O combo desses quase oito meses que se passaram foi o que impulsionou o resultado dos FIIs: a melhora dos índices de inflação e a redução da taxa básica de juros

Fundos Imobiliários (FIIs) em alta fii
Fundos Imobiliários (FIIs) em alta -

O ano já caminha para o seu nono mês e os investidores começam a olhar a rentabilidade de suas carteiras com olhos mais críticos. Para quem decidiu apostar em fundos imobiliários (FIIs), fazer as contas não é um trabalho tão ruim assim.

Isso porque o índice de fundos imobiliários da bolsa, o IFIX, registrou alta de mais de 12% desde o começo de 2023.

Por sua vez, o Ibovespa acumula alta de pouco mais de 5% no mesmo período — apesar da sequência de perdas em agosto

Entre os fundos imobiliários, alguns têm um destaque especial, com uma disparada de mais de 43% em 2023, segundo um levantamento da Quantum Finance feito para o Seu Dinheiro

O que deu tração aos fundos imobiliários

O combo desses quase oito meses que se passaram foi o que impulsionou o resultado desses fundos: a melhora dos índices de inflação e a redução da taxa básica de juros (Selic) são os principais motivos para a volta do otimismo no mercado de fundos imobiliários. 

Veja a seguir as dez maiores valorizações entre os FIIs:

Fundo ImobiliárioTickerGestãoClassificação Setorial -Tipo de ImóvelPatrimônio LíquidoRetorno no Ano *
KINEA FUNDO DE FUNDOS IMOBILIÁRIOS FIIKFOF11Kinea InvestimentosHíbridoR$ 442.312.455,6643,64%
TELLUS PROPERTIES FIITEPP11Tellus InvestimentosLajes CorporativasR$ 401.175.109,2042,50%
BRESCO LOGÍSTICA FIIBRCO11BrescoLogísticaR$ 1.774.186.566,1134,08%
RBR ALPHA MULTIESTRATÉGIA REAL ESTATE FIIRBRF11RBR Asset ManagementHíbridoR$ 1.184.405.899,0933,64%
CSHG IMOBILIÁRIO FOF FIIHGFF11Credit Suisse Hedging-Griffo CorretoraHíbridoR$ 266.323.658,8932,73%
BRADESCO CARTEIRA IMOBILIÁRIA ATIVA FIIBCIA11Bradesco Asset ManagementHíbridoR$ 409.523.791,7332,39%
HEDGE BRASIL SHOPPING FIIHGBS11Hedge InvestmentsShoppingR$ 2.223.428.871,0628,85%
HEDGE TOP FOFII 3 FIIHFOF11Hedge InvestmentsHíbridoR$ 1.903.337.123,9528,79%
RIO BRAVO RENDA VAREJO FIIRBVA11Rio Bravo InvestimentosOutrosR$ 1.256.242.711,1628,16%
MOGNO FOF FIIMGFF11Mogno CapitalHíbridoR$ 680.024.021,3526,59%
IFIX--------12,20%
Fonte: Quantum Finance / *Retornos acumulados em 2023 até 08/08

A DINHEIRISTA — Pensão alimentícia: valor estabelecido é injusto! O que preciso para provar isso na justiça?

O que mudou no mundo dos fundos imobiliários

Para  João Vítor Freitas, analista sênior da Toro Investimentos, o tipo de fundo que ganhou destaque nos últimos meses teve uma mudança considerável em relação ao ano passado. 

Em 2022, os FIIs que estavam na ponta positiva da tabela eram aqueles relacionados aos recebíveis imobiliários ou CRIs — os chamados “fundos de papel”. 

Mas a expectativa de queda dos juros virou o jogo a favor dos FIIs de tijolo, que investem diretamente na compra de imóveis como prédios de escritórios e shoppings.

Os Top 3 entre os FIIs

Nesse cenário, alguns fundos se destacaram, como foi o caso dos Kinea Fundo de Fundos (KFOF11), do Tellus Properties (TEPP11) e do Bresco Logística (BRCO11), que tiveram os melhores desempenhos no acumulado do ano até o começo de agosto, de acordo com o levantamento da Quantum. 

Em comum entre os líderes do ranking de valorização no ano está a capacidade dos gestores de ajustarem as carteiras antes das mudanças nas condições de mercado que favoreceram os FIIs, segundo Caio Nabuco de Araújo, analista de fundos imobiliários da Empiricus.

Mas é claro que retornos passados não são garantia de retornos futuros. Então confira a seguir o que esperar dos fundos imobiliários líderes da B3 neste ano:

1 - Kinea Fundo de Fundos (KFOF11)

Começando pelo fundo da Kinea, que sobe 43,64% no ano e lidera a lista. Como sugere o ticker KFOF11, ele é um FOF — ou seja, investe em outros FIIs. Apesar do portfólio diversificado, ele é o único dos três que não tem recomendação da Empiricus. 

Porém, isso não quer dizer que esse seja um mau investimento. “Gostamos da gestão, mas preferimos outras oportunidades”, diz Araújo.

O KFOF11 tem mais de 17 mil cotistas e um dividend yield de 9,19% nos últimos 12 meses.

  • ONDE INVESTIR NO 2º SEMESTRE: o Seu Dinheiro consultou uma série de especialistas do mercado financeiro e preparou um guia completo para te ajudar a montar uma carteira de investimentos estratégica para a segunda “pernada” de 2023. Baixe aqui gratuitamente. 

2 - Tellus Properties (TEPP11)

Partindo para aqueles fundos imobiliários que estão sendo acompanhados pela casa de análise, o TEPP11 é uma recomendação antiga no portfólio.

O fundo Tellus Properties investe em imóveis com maior valor agregado, o que gerou um retorno significativo nos últimos meses. Além disso, a ocupação costuma ser acima da média do mercado.

Vale ressaltar que o TEPP11 vem apresentando um controle maior do endividamento ao longo dos últimos anos, e a venda de alguns conjuntos do edifício Timbaúba em maio deste ano rendeu um lucro de R$ 28,1 milhões ao fundo. 

Por fim, o TEPP11 passou a fazer parte da carteira do IFIX, representando 0,34% do índice, o que tende a aumentar a liquidez do ativo. O fundo possui pouco mais de 12 mil cotistas com um dividend yield na casa dos 7,17% nos últimos 12 meses. 

3 - Bresco Logística (BRCO11)

Fechando o pódio de melhores FIIs de 2023 até o momento, o BRCO11 é um dos queridinhos dos analistas e acumula alta de 34% no ano.

O fundo de galpões chegou a ter problemas com o Pão de Açúcar no ano passado e ontem anunciou o fim de um contrato com o Carrefour. Porém, a boa localização e a escassez de instalações do gênero próximas à cidade de São Paulo fizeram o resultado deste ano surpreender os analistas. 

“Não estamos nem tão otimistas assim com o setor de logística, mas portfólios com qualidade, como é o caso do BRCO11, podem gerar valor. Com a queda de juros, ele deve despontar”, comenta Araujo. 

São mais de 113 mil cotistas e um dividend yield da ordem de 7,44% nos últimos 12 meses, “podendo se manter na faixa dos 8,5% nos próximos meses, podendo chegar a 9%”, diz o analista da Empiricus.

Ainda dá para aproveitar a onda dos fundos imobiliários?

Tanto para João Freitas, da Toro, quanto para Caio Araújo, da Empiricus, o bom momento dos fundos imobiliários ainda não acabou. 

O investidor pode focar tanto na valorização das cotas quanto nos rendimentos vindos dos dividendos que o resultado deve ser positivo nos próximos meses.

Os futuros cortes nas taxas de juros e o arrefecimento da inflação devem empurrar os investidores para ativos de maior risco. 

Mas vale lembrar que FIIs são ativos de renda variável, ou seja, estão expostos a um risco maior do que aqueles de renda fixa. Apesar do bom desempenho do IFIX, o setor de fundos imobiliários pode não se comportar de forma linear ao longo do tempo. 

Por isso, os analistas recomendam um portfólio de investimentos diversificado para minimizar eventuais perdas.

Compartilhe

Market Makers

Vale (VALE3) é a mais barata do setor de mineração e sai ganhando com futuro promissor do minério de ferro

19 de abril de 2024 - 13:46

Eu, Matheus Soares, enxergo um grande potencial na commodity independentemente da crise de sua maior exportadora: a China — e a mineradora brasileira sai ganhando com isso

SAIBA MAIS

XP Malls (XPML11) vai pagar o segundo maior dividendo de sua história neste mês; veja quem tem direito a receber

19 de abril de 2024 - 11:54

De acordo com comunicado enviado ao mercado na noite de quinta-feira (18), o XPML11 distribuirá R$ 0,91 por cota neste mês

MERCADO DE CAPITAIS

Boa Safra (SOJA3) supera o “El Niño” da bolsa e capta R$ 300 milhões em oferta de ações

19 de abril de 2024 - 10:17

Apesar do momento de seca da bolsa, a Boa Safra encontrou uma boa demanda para os papéis no mercado; preço por ação saiu a R$ 16,50

MERCADOS HOJE

Bolsa hoje: Dólar perde força e fecha abaixo de R$ 5,20; Ibovespa reduz as perdas da semana com “empurrão” de Petrobras (PETR4)

19 de abril de 2024 - 6:50

RESUMO DO DIA: Embora a tempestade que assombrou a semana não tenha se dissipado totalmente, o Ibovespa conseguiu emplacar a segunda alta consecutiva com apoio de Petrobras (PETR4) — que fez o índice reduzir as perdas dos últimos pregões. O Ibovespa fechou com alta de 0,75%, aos 125.124 pontos. Na semana, o recuo foi de […]

DE OLHO NAS REDES

Petrobras (PETR4): e se a melhor e pior notícia que a empresa poderia dar vierem juntas, o que seria das ações? 

18 de abril de 2024 - 13:30

De uns tempos para cá, a Petrobras vem testando os nervos dos investidores. Há alguns dias, rumores de que os saudosos dividendos extraordinários que foram retidos pela companhia finalmente poderiam sair, o que animou o mercado — e fez as ações saltarem.  Mas logo veio um potencial balde de água fria: Aloizio Mercadante poderia assumir […]

MERCADOS HOJE

Bolsa hoje: Nova York e Petrobras (PETR4) contaminam Ibovespa, que fecha próximo da estabilidade; dólar tem leve alta a R$ 5,25

18 de abril de 2024 - 6:35

RESUMO DO DIA: Para acertar o alvo, às vezes é preciso mais de uma flecha, ainda que a mira esteja no ponto certo. Mesmo com as incertezas sobre os juros e a questão fiscal no ar, o Ibovespa conseguiu terminar o dia em tom positivo. O principal índice da bolsa brasileira ficou próximo da estabilidade […]

AÇÕES NO SHAPE

Smart Fit (SMFT3) vai virar “monstro”? Banco recomenda compra das ações e vê espaço para rede de academias dobrar de tamanho

17 de abril de 2024 - 15:25

Os analistas do JP Morgan calcularam um preço-alvo de R$ 31 para os papéis da Smart Fit (SMFT3), o que representa um potencial de alta da ordem de 30%

DESTAQUES DA BOLSA

Ozempic que se cuide! Empresa de biotecnologia faz parceria para distribuir caneta do emagrecimento no Brasil e ações disparam quase 40% 

17 de abril de 2024 - 14:03

Com o anúncio, a Biomm conquistou R$ 1,2 bilhão em valor de mercado na B3; a comercialização do similar do Ozempic deve ainda passar pelo crivo da Anvisa

MERCADOS HOJE

Bolsa hoje: Vale (VALE3) não é suficiente e Ibovespa fecha em queda na esteira de Nova York; dólar cai a R$ 5,24

17 de abril de 2024 - 6:49

RESUMO DO DIA: O Ibovespa até tentou interromper o ciclo de quedas com o forte avanço do minério de ferro e a prévia do PIB, mas o tom negativo de Nova York falou mais alto e arrastou o principal índice da bolsa brasileira. Com isso, o Ibovespa terminou o pregão em baixa de 0,17%, aos […]

REPORTAGEM ESPECIAL

O fracasso das empresas “sem dono” na B3. Por que o modelo das corporations vai mal na bolsa brasileira

16 de abril de 2024 - 15:54

São vários exemplos e de inúmeros setores de companhias sem uma estrutura de controle que passaram por graves problemas ou simplesmente fracassaram

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar