🔴 RECEBA ANÁLISES DE MERCADO DIÁRIAS: CLIQUE AQUI E SIGA O SEU DINHEIRO NO INSTAGRAM

2022-02-19T18:06:51-03:00
Ricardo Gozzi
toma lá, dá cá

Elon Musk reclamou e a SEC recuou: xerife do mercado americano promete apresentar plano para devolver dinheiro a acionistas da Tesla

Reclamação do advogado de Musk refere-se a um acordo supostamente descumprido pela SEC de devolver US$ 40 milhões aos acionistas da Tesla

19 de fevereiro de 2022
18:06
Montagem de Elon Musk no espaço voando em foguete que está falhando o motor com o planeta terra ao fundo | SpaceX, Marte
Elon Musk no espaço voando em foguete que está falhando o motor - Imagem: Montagem Andrei Morais / Elon Musk Instagram / Shutterstock / Envato

É um fato que o bilionário Elon Musk volta e meia usa as redes sociais para tecer comentários sobre ativos financeiros de seu interesse. Não raro, esses ativos registram movimentos bruscos na esteira dos comentários do CEO da Tesla.

Também é fato que a Securities and Exchange Commission (SEC) está atenta ao comportamento do bilionário-celebridade em suas contas nas redes sociais.

Só não se esperava que Musk fosse bater o pé e o xerife dos mercados financeiros dos Estados Unidos fosse ficar pianinho.

Suposto assédio

Em uma carta enviada em nome de Musk e da Tesla a um tribunal norte-americano na quinta-feira, o advogado Alex Spiro alegou que a SEC estava descumprindo acordos e assediando o bilionário e suas empresas por meio de investigações intermináveis.

Em setembro de 2018, a SEC acusou Musk de fazer declarações “falsas e enganosas” aos investidores depois que ele anunciou, via Twitter, que havia garantido um acordo que provocou intensa volatilidade nas ações da Tesla, mas que nunca se materializou.

Alguns meses depois, já em 2019, a Tesla, Musk e a SEC chegaram a um acordo sobre o tema.

O que diz o acordo

Como parte do acordo, Musk teve que renunciar temporariamente ao cargo de presidente do conselho da Tesla e pagar uma multa de US$ 20 milhões com seu próprio patrimônio. A Tesla também teve que pagar US$ 20 milhões em multas à SEC.

Musk e a Tesla concordaram que o conteúdo das postagens do bilionário nas redes sociais seria submetido à aprovação de um especialista em leis de valores mobiliários. Mas isto somente em ocasiões em que contivessem informações comerciais relevantes.

Os US$ 40 milhões pagos em multas deveriam ser distribuídos aos acionistas da Tesla em seguida. Só não estava muito claro quando exatamente esse pagamento deveria acontecer. E a SEC aparentemente sentou em cima da bolada.

A reclamação de Musk

Segundo o advogado de Musk, a SEC até agora não devolveu esses US$ 40 milhões aos acionistas da Tesla.

Spiro também sugeriu que a SEC não estava focada nas remessas de dinheiro porque estava muito ocupada investigando e emitindo mais intimações à Tesla.

A resposta da SEC

Stephen Buchholz respondeu em nome da SEC na sexta-feira. Segundo ele, a agência está "progredindo" em relação ao pagamento, tarefa qualificada por ele como "muito complexa".

Ainda de acordo com Buchholz, a Tesla ainda não havia manifestado preocupação com a demora, mas uma proposta de pagamento será apresentada ao tribunal "até o fim de março".

Na resposta, a SEC também argumenta que a Tesla não estava seguindo os procedimentos adequados para contestar as intimações emitidas pela agência na condição de regulador independente.

*Com informações da CNBC.

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

FII DO MÊS

Fundos de papel retornam ao topo da preferência dos analistas; veja quais são os FIIs favoritos para julho

6 de julho de 2022

Em meio ao temor de recessão global, as corretoras consultadas pelo Seu DInheiro voltaram-se novamente para a proteção do papel

ESQUENTA DOS MERCADOS

Bolsas estrangeiras patinam à espera da ata do Fed e dos dados de desemprego nos Estados Unidos

6 de julho de 2022

Investidores preparam-se para a divulgação da ata do Fed na tentativa de prever os próximos passos da política monetária norte-americana

Especiais SD

Onde investir no 2º semestre: Renda fixa, nós gostamos de você! Com juros altos, ativos mais rentáveis do ano continuam atraentes

6 de julho de 2022

No difícil primeiro semestre de 2022, ativos de renda fixa foram os únicos a se salvarem, especialmente aqueles que se beneficiam da alta dos juros; para o resto do ano, esses investimentos permanecem interessantes, e investidor não precisa correr muito risco para ganhar dinheiro

NOITE CRIPTO

Parece, mas não vai: bitcoin segue preso ao patamar de US$ 20 mil; saiba o que está no caminho do BTC

5 de julho de 2022

Investidores devem ficar atentos à divulgação da ata da reunião do junho do Federal Reserve, prevista para amanhã — documento tem potencial para aumentar a volatilidade do mercado

AGORA É PRA VALER

Petrobras (PETR4) conclui a venda de participação na Deten Química — veja quanto entrou no caixa da estatal

5 de julho de 2022

O negócio, que tinha sido anunciado em abril, encerra a presença da petroleira na fabricante das principais matérias-primas para o segmento de limpeza doméstica e comercial no Brasil

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies