O melhor time de jornalistas e analistas do Telegram! Inscreva-se agora e libere a sua vaga

2022-04-29T13:34:34-03:00
Liliane de Lima
É repórter do Seu Dinheiro. Jornalista formada pela PUC-SP.
MERCADO DE TRABALHO

Desigualdade no mercado: veja os 10 cargos com maior diferença salarial entre homens e mulheres

Cargos nas áreas de tecnologia e administração são os que apresentam maior diferença salarial entre homens e mulheres

29 de abril de 2022
13:34
mulheres recebem menos que homens em cargos iguais; diferença salarial
Imagem: Reprodução/Pixabay

Os empregos no Brasil estão começando a aparecer novamente: o país abriu mais de 615 mil vagas de trabalho com carteira assinada no primeiro trimestre deste ano. Mas, infelizmente, as oportunidades seguem desiguais em termos de remuneração entre homens e mulheres.

Segundo dados do Novo Cadastro Geral de Empregos e Desempregados (Novo Caged), as mulheres foram as que mais assinaram contratos de admissão. Mais de 70 mil trabalhadoras entraram ou reingressaram no mercado  em março, cerca de 5 mil a mais que o número de homens. 

Contudo, as mulheres ainda recebem salários menores. Elas ganham 20% a menos que eles, segundo a consultoria IDados, que utiliza informações do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). E essa disparidade aumenta na área de tecnologia - o setor com mais vagas disponíveis. 

O Banco Nacional de Empregos (BNE) apontou que a diferença salarial entre os gêneros em um cargo de desenvolvedor front-end é de 63,2%. Confira, os cargos com maior discrepância de remuneração, segundo levantamento do BNE.

Cargos com maior diferença salarial

A diferença salarial entre homens e mulheres não tem nada a ver com a proporção de vagas. Ou seja: o motivo não é a falta de posições disponíveis no mercado de trabalho. 

Um exemplo disso é o cargo de técnico administrativo, apontado como um dos grandes grupos de profissionais pelo Caged. Cerca de 9.281 mulheres foram admitidas em março, frente ao número de 8.427 homens. Contudo, é a segunda posição com maior disparidade salarial, segundo o BNE.

Veja a seguir a lista de empregos e suas respectivas variações de remuneração entre homens e mulheres: 

  1. Desenvolvedor Front-end - diferença de 63,2%
  2. Técnico administrativo - 58%
  3. Gerente geral - 57,9%
  4. Supervisor de produção - 56,3%
  5. Supervisor de vendas - 43,4%
  6. Auxiliar de Manutenção - 41,7%
  7. Engenheiro Civil - 38,6%
  8. Gerente de Projetos - 36%
  9. Analista de Qualidade - 35,8%
  10. Comprador - 31,2%

O levantamento considerou os todos níveis hierárquicos: desde cargos de liderança, como gerentes e supervisores, até outras funções, como auxiliares e analistas. 

Outro aspecto que chama a atenção é a relação entre renda e escolarização. Segundo o BNE, os homens têm maiores salários e ocupam cargos mais altos, mas as mulheres são mais escolarizadas: 29,75% delas frequentaram o ensino superior contra 21,5% dos homens, conforme a pesquisa Estatísticas de Gênero, do IBGE.

Leia também

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

PORTFÓLIO DE BILHÕES

Aposta contra a Apple (AAPL34)? Veja as mudanças que Warren Buffett, Michael Burry e investidores de elite fizeram nas carteiras

Esses pesos-pesados do mercado financeiros tomaram decisões surpreendentes no primeiro trimestre; confira as mudanças mais significativas que eles fizeram no período

DO BRASIL PRO MUNDO

Guedes tem encontro com Escobari, da General Atlantic, e vai a jantar do BTG; confira a agenda do ministro em Davos

O banqueiro André Esteves, que em abril voltou ao comando do conselho do BTG Pactual, está participando do evento na Suíça

UMA TECH ATRAENTE

É hora da Locaweb? Saiba por que o Deutsche Bank vê ponto de entrada para as ações LWSA3

Banco alemão atualizou a recomendação para a empresa de neutra para compra e vê potencial de valorização de mais de 50% para os papéis

O QUE VEM POR AÍ

Ata do Fed e IPCA-15: confira a agenda de indicadores da semana aqui e lá fora

Nos Estados Unidos, a segunda prévia do PIB no primeiro trimestre também é destaque; na Europa, o PIB da Alemanha é o principal dado

CAMINHO DO MEIO

Menor rejeição e apoio interno no MDB dão vantagem a Simone Tebet; veja os rumos da senadora da terceira via

Maior desafio, segundo marqueteiros, é torná-la popular: 46% do eleitorado desconhece Simone Tebet, segundo pesquisas recentes

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies