';

🔴 O ‘NOVO PETRÓLEO’ FOI ENCONTRADO E JÁ É MOTIVO DE DISPUTA NO MUNDO — DESCUBRA AQUI

Cotações por TradingView
2022-11-29T12:00:41-03:00
Ricardo Gozzi
TECNOLOGIA

VAR 2.0? Conheça a bola altamente tecnológica que ajudou o juiz a anular o gol de Vini Junior na Copa do Mundo

Batizada como Al Rihla, a bola da Copa do Mundo contém dois sensores que emitem 500 sinais de localização por segundo à sala do VAR

29 de novembro de 2022
11:38 - atualizado às 12:00
FIFA, Bola, Copa do Mundo
Imagem: Reprodução/FIFA

A Copa do Mundo do Catar parece ter iniciado uma nova era para o ainda jovem (mas já bastante contestado) VAR, sigla em inglês para o árbitro assistente de vídeo.

Na rodada inaugural, quando a zebra deu as caras pela primeira vez, a Argentina teve três gols anulados - dois deles milimetricamente - antes de a Arábia Saudita virar o placar nos dois únicos lances de ataque que tentou em toda a partida.

No jogo da segunda rodada da primeira fase entre Brasil e Suíça, ninguém estranhou quando Vinícius Júnior ganhou na corrida, dominou a bola e bateu com classe na saída do goleiro adversário.

O jogo era duro e os brasileiros comemoraram com gosto. Reprisada a jogada do gol, porém, ficou a dúvida: a participação de Richarlison foi regular ou não?

Checado o lance, ficou claro que Richarlison voltava de impedimento e o gol foi anulado.

Mas que VAR é esse que permite decisões rápidas, certeiras e sem margem para contestação na Copa do Mundo?

O árbitro de vídeo como o conhecemos até antes da Copa do Mundo de 2022 não chegou nem perto de cair no gosto dos torcedores, principalmente no Brasil.

Quando a tecnologia acerta, até vai. O problema é quando as mal traçadas linhas e a escolha de frames ou ângulos duvidosos decidem jogos, às vezes campeonatos, servindo de combustível para críticas justificadas ao VAR.

Isso sem contar quando o árbitro de vídeo demora e, ainda assim, erra.

A tecnologia (realmente) a serviço do futebol

As falhas no uso do VAR nos anos que antecederam a Copa do Mundo do Catar não passaram despercebidas na Fifa.

A entidade máxima do futebol decidiu então investir pesado em uma tecnologia capaz de inibir erros humanos, principalmente em situações de impedimento, com a máxima transparência possível.

O resultado foi o desenvolvimento do chamado sistema semiautomático de impedimento.

A seguir, vamos explicar como ele funciona. E também apresentar a bola altamente tecnológica que viabiliza seu funcionamento.

Sistema semiautomático de impedimento

O sistema semiautomatizado de impedimento utiliza 12 câmeras dedicadas estrategicamente posicionadas no estádio. Falamos das câmeras Hawk-Eye, as mesmas usadas com sucesso há anos nas quadras de tênis. Elas rastreiam a bola e 29 pontos de dados de cada jogador em campo, emitindo todos esses sinais à taxa de 50 vezes por segundo.

Com base nessas informações, o sistema calcula a posição exata dos jogadores e da bola em cada momento do jogo. Quando o sistema detecta um impedimento, um alerta é enviado imediatamente ao árbitro de vídeo.

É nesse ponto em que a inteligência artificial do sistema é submetida ao crivo humano.

Alertado, o árbitro de vídeo revisa manualmente a posição da bola no momento do passe e, se confirmado o impedimento, comunica ao árbitro de campo.

Uma vez tomada a decisão final, uma animação em 3D é exibida tanto nos telões do estádio quanto na geração de imagens para a televisão e a internet.

As demais atribuições do VAR continuam as mesmas.

É claro que os impedimentos não são as únicas decisões que o árbitro de campo e o VAR terão pela frente na Copa do Mundo.

O VAR também fornece suporte ao árbitro de campo nos lances de gol, pênalti, cartão vermelho direto e erro de identificação de atleta.

Finalmente, a bola da Copa do Mundo

Mas por que falamos tanto da bola? Porque, sem ela, todo o aparato tecnológico não ajudaria tanto.

Afinal, estabelecer com precisão o momento e a posição em que ela foi chutada é um fator crucial para qualquer decisão de impedimento.

Batizada como Al Rihla, a bola da Copa do Mundo contém dois sensores que funcionam simultaneamente. Desenvolvidos pela Kinexon, eles pesam 14 gramas e estão instalados no interior da bola produzida pela Adidas.

Enquanto um sensor de banda ultralarga informa a posição da bola em tempo real, o outro sensor capta todas as nuances do deslocamento do objetivo no espaço. Juntos, eles emitem espantosos 500 sinais de localização por segundo à sala do VAR.

Se os sensores indicarem impedimento ou avisarem que a bola entrou no gol sem que o árbitro de campo e os auxiliares vissem, o assistente de vídeo será alertado para que os dados sejam revisados.

Tudo isso em poucos segundos.

Em Portugal x Uruguai, por exemplo, o sistema comprovou que Cristiano Ronaldo não tocou na bola no primeiro gol português. O tento foi atribuído ao talentoso Bruno Fernandes.

Dizem os entendidos que não se elogia goleiro nem juiz antes do apito final. Mas até o momento, talvez contrariando as probabilidades, o sistema tem funcionado com perfeição.

*Com informações do Daily Mail e do FiveThirtyEight.com.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

DIAS 28 E 29

Lula tem fim de semana com folga na agenda, #TBT e Kid Bengala no site do PT

29 de janeiro de 2023 - 15:09

Única perturbação ao fim de semana de Lula parece ter sido a invasão do site do PT por hackers, na madrugada de domingo

JÁ É RECORDE NA AUSTRÁLIA

Quase bilionário, Djokovic iguala recorde de Rafa Nadal em Grand Slams

29 de janeiro de 2023 - 11:18

Djokovic dá a volta por cima, vence mais uma final na Austrália e chega à marca de 22 conquistas de Grand Slam na carreira

FIM DE SEMANA EM CRIPTO

Bitcoin (BTC) firma-se acima dos US$ 23 mil com investidores de olho no Fed

29 de janeiro de 2023 - 9:32

Depois de passar o sábado sem estabelecer uma direção clara, o bitcoin amanheceu no azul hoje, com alta de quase 2% nas últimas 24 horas

ANOTE NO CALENDÁRIO

Agenda econômica: a primeira super-quarta do ano trará decisões de juros no Brasil e nos EUA; BCE também se reúne

29 de janeiro de 2023 - 8:11

O Copom, o Fed, o Banco Central Europeu (BCE) e o Banco da Inglaterra (BoE) definem suas novas taxas de juros; dados do mercado de trabalho nos EUA também estarão no radar

LOTERIAS

Mega-Sena acumula e prêmio vai a R$ 115 milhões; Lotofácil tem 3 ganhadores

29 de janeiro de 2023 - 7:49

Enquanto a Lotofácil segue fazendo a alegria dos apostadores, Mega-Sena está acumulada desde o sorteio da virada

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies