2022-05-12T10:20:07-03:00
Ricardo Gozzi
PARCERIA COM A NASDAQ

A XP (XPBR31) no mundo do bitcoin: corretora lança plataforma de negociação de criptomoedas

Os cerca de 3,5 milhões de clientes da XP poderão negociar criptomoedas diretamente no aplicativo com o qual já estão familiarizados

12 de maio de 2022
10:20
XP investimentos
Em parceria com a Nasdaq, XP Investimentos embarca no universo das criptomoedas. Imagem: Montagem Andrei Morais / Shutterstock

O crescente interesse pelo mercado de criptomoedas atrai cada vez mais atores bem posicionados em outros setores do mundo das finanças. Ontem, o Nubank (NUBR33) ter passado a oferecer criptomoedas em seu app e alocado parte do caixa em bitcoin (BTC). Hoje foi a vez de a XP Investimentos (XPBR31) anunciar o lançamento de sua plataforma para a negociação de ativos digitais.

Batizado XTAGE, o projeto está sendo lançado em parceria com a Nasdaq. Além de operar uma das maiores bolsas do mundo, a Nasdaq é conhecida pelo desenvolvimento de tecnologia para o mercado de capitais.

De acordo com a XP, a expectativa é de que a XTAGE esteja totalmente operacional até o fim de junho.

XP vai começar pelas criptomoedas

A integração da plataforma ao ambiente de navegação da XP começará com a liberação para que seus clientes transacionem criptomoedas.

“No momento do lançamento, nossos 3,5 milhões de clientes terão acesso à plataforma de negociação diretamente no aplicativo que já estão familiarizados”, afirmou Bruno Constantino, CFO da XP.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Clique aqui e receba a nossa newsletter diariamente

De acordo com a corretora, a intenção é abrir a plataforma para transações com outros ativos digitais. Mas isso será feito “à medida que as tendências de mercado e o apetite dos investidores evoluam”.

Muito além da volatilidade

Caso você tenha a intenção de investir em criptomoedas, é preciso ficar atento não apenas à aterradora volatilidade desses ativos, mas também a um ditado corrente entre os investidores do ramo: "not yours keys, not your coins". Numa tradução rasteira, se as chaves criptos não são suas, as moedas também não são.

Trata-se de uma prática recorrente entre as empresas de setores menos disruptivos que têm embarcado no mundo cripto, como o Mercado Pago, o Nubank, o Paypal, a Meta e agora a XP.

Você consegue usar essas plataformas para comprar e vender bitcoin (BTC), ethereum (ETH) e algumas outras criptomoedas, mas a custódia delas fica a cargo de uma empresa de tecnologia especializada em blockchain.

No caso das empresas citadas, a Paxos é quem faz a ponte entre o mercado tradicional e o universo de criptomoedas. Na XP, quem deve ficar responsável por isso é a Nasdaq, de acordo com o comunicado.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Clique aqui e receba a nossa newsletter diariamente
Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

EXILE ON WALL STREET

Rodolfo Amstalden: Entre 65 e 380 eu compro

7 de julho de 2022

“O que vai acontecer com X?”. É uma pergunta errada e perigosa, que nem sequer deve ser formulada em decisões de investimento; entenda

OS SOBREVIVENTES

Putin vê mais um primeiro-ministro britânico cair, mas ainda precisa comer muita farinha antes de alcançar a rainha Elizabeth II

7 de julho de 2022

Boris Johnson é o quinto primeiro-ministro a cair com Putin na presidência da Rússia, mas a monarca britânica já viu muito mais que isso

FINO EQUILÍBRIO

Bitcoin (BTC) tenta começar o segundo semestre com o pé direito e criptomoedas acumulam altas na semana; confira oportunidades

7 de julho de 2022

Na semana, a maior criptomoeda do planeta acumula avanço de mais de 8%, mas investidores continuam à espera de um milagre

REESTRUTURAÇÃO

TIM anuncia plano de transformação: confira se as mudanças vão atingir os negócios da TIM Brasil (TIMS3)

7 de julho de 2022

A reestruturação tem o objetivo de reduzir a dívida da operadora na Itália; as operações no Brasil não serão afetadas, de acordo com a TIM

RECONECTANDO

Após três semanas fora do ar, Binance volta a negociar criptomoedas em reais; problemas com BC serão resolvidos com nova parceira?

7 de julho de 2022

Em nota enviada à reportagem, a exchange afirma que “atua em total acordo com o cenário regulatório do Brasil”