2022-05-29T23:37:09-03:00
Renan Sousa
Renan Sousa
É repórter do Seu Dinheiro. Cursa jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP) e já passou pela Editora Globo e SpaceMoney. Twitter: @RenanSSousa1
Houston, NÓS TEMOS UM PROBLEMA

Lançamento da Terra 2.0 não acontecerá hoje devido a problemas com desenvolvedores; entenda por que criptomoeda vai ao ar no sábado

Os desenvolvedores alegam que o atraso se deve a um empenho da rede em melhorar a experiência do usuário; analistas contestam

27 de maio de 2022
10:10 - atualizado às 23:37
Terra (LUNA) 2.0 adiada a criptomoeda desapareceu, os desenvolvedores criaram outra e atrasaram a entrega da rede; entenda
Terra (LUNA) 2.0 adiada a criptomoeda desapareceu, os desenvolvedores criaram outra e atrasaram a entrega da rede; entenda. Imagem: Shutterstock

E no sétimo dia, a Terra não foi criada. Estamos falando do tão esperado lançamento da nova rede (blockchain) da Terra 2.0 que não acontecerá nesta sexta-feira (27). A Terraform Labs (TFL) comunicou aos usuários por meio de sua conta no Twitter o atraso no lançamento da nova criptomoeda.

O novo prazo para o lançamento da Terra 2.0 ficou para a madrugada deste sábado (28). “Como uma comunidade unida, nós vamos nos levantar das cinzas. Amanhã, uma das blockchains mais descentralizadas e community-owned será lançada como resultado desses esforços”, escreveu a TFL.

O que atrasou o lançamento?

Aqui no Seu Dinheiro, nós já falamos que a expectativa geral com a Terra 2.0 não era das melhores. O projeto não animou os analistas, que pararam de seguir e abandonaram as recomendações depois que o protocolo Terra (LUNA) desapareceu.

Além disso, os dados da TFL não são claros quanto à quantidade de desenvolvedores na blockchain da Terra 2.0, o que pode ser um dos motivos que levou ao atraso do lançamento da rede.

De qualquer maneira, a Terraform Labs alega que está trabalhando para que a usabilidade da nova plataforma da Terra Network seja amigável aos usuários. Por isso, os desenvolvedores estão investindo tempo em User Experience (UX) e User Interface (UI).

Relembre a destruição da Terra (LUNA)

Durante a pior fase do mercado, quando o bitcoin (BTC) derreteu e fez o mercado desabar, a Terra (LUNA) começou a perder patamares de preço. Acontece que essa criptomoeda era o lastro da stablecoin da Terra Network, TerraUSD (UST) que, em teoria, deveria valer US$ 1.

Para manter a paridade com o dólar, a rede começou a emitir mais criptomoedas LUNA — a partir daí, impera a lei do mercado: quanto maior a oferta, menor o preço.

Essa “espiral da morte” desestabilizou o protocolo e ambas as criptomoedas entraram em queda livre. A Terraform Labs entende que se trata de um ataque hacker, enquanto analistas entendem que houve uma falha na condução das políticas envolvendo o lastro e gestão das moedas.

E a nova Terra

Com a destruição da Terra (LUNA), a TFL resolveu começar uma blockchain nova do zero e lançar outra criptomoeda.

Dessa forma, a Terra (LUNA) que conhecemos passará a se chamar Terra Classic (LUNC), e a nova criptomoeda receberá o nome de Terra, com o token LUNA.

Além disso, a TerraUSD (UST) deixará de existir. A proposta de uma nova stablecoin algorítmica foi retirada na pela votação da rede — entenda o que são stablecoins e por que elas sofreram quando o UST desapareceu.

Não esqueça que amanhã nós também teremos uma matéria especial falando sobre o que os analistas esperam da Terra 2.0. Aguarde!

Enquanto isso, não deixe de ouvir o último Papo Cripto com Ray Nasser, CEO da Arthur Mining e especialista em criptomoedas, em que ele fala sobre o caos de agora. Dê o play!

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

NOVO MODELO DE NEGÓCIOS

Varejo adota ‘loja-contêiner’ para fugir dos custos de shoppings e aluguéis; conheça o que são os estabelecimentos modulares

A estreante no formato é a Chilli Beans, de óculos de sol. “Acho que não teria uma Eco Chilli se não houvesse pandemia”, afirma o CEO, Caito Maia

NÃO MEXE NO MEU QUEIJO

Membros do mercado financeiro defendem Lei das Estatais em documento enviado ao ao Congresso; revogação seria ‘retrocesso’

O texto também cita o relatório de 2020 em que a OCDE afirma que a Lei das Estatais deixou os conselhos de empresas públicas mais independentes de interferências

NESTA SEGUNDA-FEIRA

Governador de São Paulo fará coletiva nesta segunda-feira após Bolsonaro aprovar isenção do ICMS sem garantia de compensação aos estados

O presidente da República vetou o fundo de ajuda aos estados após sancionar o teto do imposto estadual

SEU DOMINGO EM CRIPTO

‘Compre na baixa’ anima e bitcoin (BTC) busca os US$ 22 mil; criptomoedas aguardam semana de olho no Fed

Entre os destaques da próxima semana estão o avanço dos juros nos Estados Unidos e um possível default da Rússia

DE OLHO NO FUTURO

Goldman Sachs quer entrar no mundo da ‘renda fixa’ em criptomoedas e lidera grupo para comprar a Celsius por US$ 2 bilhões

O staking vem crescendo nos últimos meses e é motivo de certa preocupação após o caso da Celsius — e o banco de Wall Street quer um pedaço dele

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies