🔴 BRASIL PODE TER 1.000 NOVOS MILIONÁRIOS DAQUI A 14 MESES – VEJA COM SER UM DELES

Renan Sousa
Renan Sousa
É repórter do Seu Dinheiro. Formado em jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP) e já passou pela Editora Globo e SpaceMoney. Twitter: @Renan_SanSousa
DE VOLTA DAS CINZAS

Nova esperança da Terra (LUNA)? Criador do projeto tenta salvar criptomoeda que desapareceu com proposta de atualização; é o suficiente?

O relançamento da Terra inclui distribuição gratuita de novas criptomoedas para alguns investidores; saiba se você pode receber

Renan Sousa
Renan Sousa
18 de maio de 2022
16:00 - atualizado às 16:17
Terra (LUNA) deve voltar; investir na criptomoeda agora vale a pena.
Terra (LUNA) deve voltar; investir na criptomoeda agora vale a pena. Imagem: Shutterstock

Filmes pós-apocalípticos falam da salvação da raça humana por meio da colonização de outros planetas. Mas, no caso das criptomoedas, essa salvação precisa acontecer dentro da rede (blockchain) — e é o que a Terra (LUNA) pretende fazer. 

Depois de praticamente desaparecer do mapa — o preço caiu de US$ 119 nas máximas históricas para menos de US$ 0,0001 —, o desenvolvedor dessa criptomoeda, o sul-coreano Do Kwon, apresentou uma proposta para salvar o projeto. 

Chamado de Terra Ecosystem Revival Plan 2, a proposta leva em conta uma série de atualizações pontuais. Uma delas, o fork (divisão) da blockchain — que já aconteceu em criptomoedas como o bitcoin (BTC) e o ethereum (ETH) —, deve ser o principal ponto da “nova Terra”. 

Salvação da Terra, segundo Do Kwon

O documento, assinado por Do Kwon e Terra Builders Alliance (TBA), leva em conta o potencial da Terra frente a outros projetos.

O ponto mais interessante da publicação, porém, é que os desenvolvedores assumem que a organização autônoma descentralizada (DAO, em inglês) que controlava o lastro em LUNA da TerraUSD, sofreu um ataque hacker. Isso pode abalar ainda mais a credibilidade do projeto.

“Essa é a nossa chance de levantar das cinzas”, afirma a publicação. 

Os pontos mais importantes da proposta de reestruturação levam em conta:

  • Criar uma nova rede Terra sem uma stablecoin algorítmica. A antiga blockchain será chamada de Terra Classic (com token LUNC), e a nova blockchain será chamada de Terra (com token LUNA);
  • Distribuição de LUNA para quem tiver Terra Classic (LUNC) em suas carteiras e residuais de TerraUSD (UST) (ação conhecida no mercado de criptomoedas como airdrop) e também para os desenvolvedores dos projetos;
  • A carteira da Terraform Labs (desenvolvedora dos protocolos da Terra Network) será removida da lista do airdrop, fazendo com que a comunidade tenha total posse do projeto;
  • Alocar uma porção dos tokens distribuídos para a saída segura dos desenvolvedores de aplicativos descentralizados (DApps) da blockchain da Terra;
  • Alocar uma parte dos tokens distribuídos no alinhamento dos interesses dos desenvolvedores desse novo ecossistema, focando no longo prazo.

Quem pode receber

O airdrop da criptomoeda pagará de maneira diferente os investidores que mantiveram suas criptos durante a fase mais crítica dos últimos dias. Você pode conferir como e quanto receber na postagem de Do Kwon no site da Terraform Labs.

Emergência em curso

E os desenvolvedores arregaçaram as mangas para fazer o projeto voltar aos trilhos. O dia que marcou o início da crise no protocolo foi 7 de maio. 

A partir de agora, o plano é colocar a blockchain nos trilhos mais uma vez até o final deste mês. Confira as datas: 

  • 17/05: Anúncio das mudanças
  • 18/05: Propostas de governança
  • 21/05: Informações técnicas, como lançamento preliminar da rede teste e instruções para os validadores
  • 25/05: Fim do período de registro dos desenvolvedores
  • 27/05: Criação do “arquivo gêneses”, que levará ao lançamento da criptomoeda 
  • 27/05 (podendo ser postergado): Lançamento da rede

Vale a pena entrar na nova Terra?

O protocolo anterior da Terra Network se provou falho e colocou em xeque o próprio conceito das stablecoins algorítmicas. Inclusive, esse é um dos temas do especial sobre stablecoins aqui do Seu Dinheiro. 

A TerraUSD (UST), a stablecoin da Terra, desapareceu e não deve voltar; já o novo projeto ainda precisa da aprovação da comunidade para tomar forma. Portanto as palavras escritas por Do Kwon e os desenvolvedores da Terraform Labs podem ser bonitas, mas ainda são muito preliminares.

Contudo, vale destacar que nas primeiras 24h da postagem, os usuários participaram ativamente das sugestões propostas pelos desenvolvedores, com mais de dois mil comentários. 

Assim, vale a pena acompanhar os próximos passos do projeto e sempre lembrar que o investimento em criptomoedas é altamente volátil e que o montante alocado nesses ativos não deve ultrapassar 5% da sua carteira. 

E a situação só aperta

Além de tudo isso, o projeto ainda enfrenta alguns problemas bem mais reais e envolvem o governo sul-coreano.

Segundo o portal Watcher.Guru, a Terraform Labs deve cerca de US$ 78,5 milhões ao governo da Coreia do Sul em impostos não declarados. 

Isso pode gerar o congelamento dos bens de Do Kwon e um possível atraso nos planos de lançamento da nova Terra. 

Compartilhe

SEU DIA EM CRIPTO

Cortes de juros da China e início das negociações ETF de ethereum (ETH) amanhã: veja o que mexe com o preço do bitcoin (BTC) e das criptomoedas hoje

22 de julho de 2024 - 9:02

Em maio deste ano, gestores receberam o sinal verde para dar entrada na documentação necessária para começarem a negociar ethereum à vista

CRIPTOMOEDAS HOJE

Sabe quem não saiu do ar com a pane cibernética? O bitcoin (BTC), que aproveitou para subir para os US$ 66 mil hoje

19 de julho de 2024 - 15:15

Verdade seja dita, desde a criação do bitcoin em 3 de janeiro de 2009, a maior criptomoeda do mundo ficou online 99,99% do tempo

DESCOMPRESSÃO

Bitcoin (BTC) avança para os US$ 62 mil: veja os dois eventos que fizeram os preços da maior criptomoeda do mundo ‘respirar’ hoje

15 de julho de 2024 - 8:48

Um dos fatores que contribuíram para um alívio nos preços do bitcoin e das demais criptomoedas do mundo foi o fim das transferências do governo da Alemanha

CRIPTOMOEDAS HOJE

Por que o atentado contra Trump ajudou o bitcoin (BTC) recuperar o patamar de US$ 60 mil

14 de julho de 2024 - 10:03

Depois de patinar no início de julho, bitcoin (BTC) mostrou uma recuperação mais firme após o atentado de sábado contra Trump

É A VOLTA DO RALI

Bitcoin (BTC) salta e busca os US$ 59 mil após inflação dos EUA vir menor que o esperado; veja criptomoedas que sobem hoje

11 de julho de 2024 - 10:33

Imediatamente após os dados de inflação, os mercados já precificaram em cerca de 87% de chance de o Fed começar a cortar as taxas em sua próxima reunião, em setembro

CRIPTOMOEDAS HOJE

Até onde vai o preço do bitcoin (BTC)? Queda pode colocar criptomoeda no nível de US$ 50 mil, mesmo com expectativas positivas para 2024

8 de julho de 2024 - 12:12

Apesar das perspectivas de curto prazo serem negativas, analistas ouvidos pela reportagem apontam que, em um horizonte maior, o bitcoin tende a se valorizar

CRIPTOMOEDAS HOJE

Bitcoin (BTC) começa semana com desconto de 6% após perdas recentes; entre as criptomoedas, Notcoin (NOT) salta 50% hoje 

7 de julho de 2024 - 11:49

O Notcoin começou como um jogo que se tornou viral entre os usuários do app de mensagens Telegram

EM QUEDA LIVRE

Bitcoin (BTC) perde suporte e chega aos US$ 54 mil; criptomoedas derretem em meio à crise da gestora Mt. Gox

5 de julho de 2024 - 9:41

Gestora que entrou em falência há dez anos realizará pagamentos aos credores neste mês; distribuição de bitcoins no mercado pressionam os preços das criptomoedas nesta sexta-feira (5)

DESCE?

Bitcoin (BTC) cai e testa suporte de US$ 57 mil com vencimento de contratos somando mais de US$ 340 milhões

4 de julho de 2024 - 7:27

Além disso, a ausência de negócios em Nova York em virtude do feriado de independência dos EUA tende a trazer volatilidade aos negócios

ONDE INVESTIR NO 2º SEMESTRE

Bitcoin (BTC) vai renovar máximas históricas de novo? Analistas veem criptomoedas apenas no início de um ciclo de novas altas

4 de julho de 2024 - 6:15

Conheça também três setores e três moedas virtuais que podem se valorizar no segundo semestre de 2024

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar