🔴 SAVE THE DATE: 22/07 – FERRAMENTA PARA GERAR RENDA COM 1 CLIQUE SERÁ LIBERADA – CONHEÇA

Renan Sousa
Renan Sousa
É repórter do Seu Dinheiro. Formado em jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP) e já passou pela Editora Globo e SpaceMoney. Twitter: @Renan_SanSousa
SEU DINHEIRO NA COPA

Deu zebra: criptomoeda Chiliz (CHZ) era aposta durante Copa do Mundo, mas token caiu 35% durante a competição; entenda o que houve

Os fan tokens têm diversas finalidades e havia uma grande expectativa com a competição para que a Chiliz pudesse voltar a brilhar

Renan Sousa
Renan Sousa
7 de dezembro de 2022
11:31
Criptomoeda Chiliz (CHZ) não consegue acertar bolão da Copa do Mundo do Catar e cai mais de 30%
Imagem: Divulgação

A zebra corre solta pelos gramados cataris. O exemplo mais recente foi a eliminação da Espanha pelo Marrocos, na disputa de pênaltis. Mas enquanto o equino do mundo real estica suas patas na Copa do Mundo do Catar, o setor de criptomoedas também tem alguns resultados inusitados, como é o caso da Chiliz (CHZ).

A moeda digital da plataforma de negociação de fan tokens de clubes mais famosa do mundo era uma das favoritas para ter um desempenho acima do esperado. Afinal, um evento do porte da Copa deveria aumentar a procura pela criptomoeda, fazendo o preço subir.

Mas não foi o que aconteceu: o token CHZ registra queda de 35,68% desde o início da competição em 20 de novembro deste ano. Em 2022 a queda chega aos 46%.

O que faz a Chiliz e o token CHZ

A blockchain é usada pela Socios.com para permitir a emissão e negociação de tokens de esportes. Competições como UFC, times da liga de basquete norte-americana (NBA) entre outros patrocinadores emitem seus fan tokens por lá.

Os fan tokens geralmente são usados para dar preferência aos torcedores na hora de comprar ingressos, camisas, entre outras atividades. Há também quem compra esses ativos apenas para colecionar.

O investimento nessa classe de ativos digitais divide a opinião dos analistas, tendo em vista que o preço pode variar de acordo com a demanda, emissão, etc., e o usuário pode se beneficiar de qualquer alta das cotações.

Alternativas ao fan token

Mas o CHZ é a criptomoeda nativa da rede Chiliz. O crescimento da rede (blockchain) e o aumento da demanda por outros tokens tende a valorizar essa criptomoeda, que chegou a ser um dos projetos considerados mais promissores por analistas do mercado.

Isso porque além de esportes tradicionais, existe ainda o investimento no setor de e-sports e games, setores que tendem a gerar bastante receita. A própria Microsoft abriu a carteira e pretende desembolsar alguns bilhões para investir no setor.

Copa do Catar no meio do inverno

A Chiliz também emitiu alguns tokens de seleções que disputam o mundial no Catar. Os times da Argentina, de Portugal e da Itália são alguns deles.

Então, por que o CHZ teve um desempenho aquém do esperado?

Na verdade, a “zebra” do mercado de criptomoedas já estava presente antes do primeiro apito soar pelos campos do Catar. Este tem sido um ano difícil para o mercado de ativos digitais, período conhecido como Longo Inverno Cripto.

Assim, o setor como um todo vem sentindo a pressão sobre as cotações. Bons projetos estão altamente descontados, enquanto alguns chegam a desaparecer do mapa.

Começando pelo cenário macroeconômico, os juros nos EUA escalaram da faixa de 0% a 0,25% ao ano para a faixa de 3,75% a 4,0% — o que por si só já teria potencial para impactar os negócios.

Mas o colapso do protocolo Terra (LUNA) e o efeito dominó no mercado foram demais para o setor. Primeiro, a Celsius suspendeu as negociações, o Three Arrows Capital (3AC) foi por água abaixo e, por fim, a falência da FTX.

Compartilhe

CRIPTOMOEDAS HOJE

Sabe quem não saiu do ar com a pane cibernética? O bitcoin (BTC), que aproveitou para subir para os US$ 66 mil hoje

19 de julho de 2024 - 15:15

Verdade seja dita, desde a criação do bitcoin em 3 de janeiro de 2009, a maior criptomoeda do mundo ficou online 99,99% do tempo

DESCOMPRESSÃO

Bitcoin (BTC) avança para os US$ 62 mil: veja os dois eventos que fizeram os preços da maior criptomoeda do mundo ‘respirar’ hoje

15 de julho de 2024 - 8:48

Um dos fatores que contribuíram para um alívio nos preços do bitcoin e das demais criptomoedas do mundo foi o fim das transferências do governo da Alemanha

CRIPTOMOEDAS HOJE

Por que o atentado contra Trump ajudou o bitcoin (BTC) recuperar o patamar de US$ 60 mil

14 de julho de 2024 - 10:03

Depois de patinar no início de julho, bitcoin (BTC) mostrou uma recuperação mais firme após o atentado de sábado contra Trump

É A VOLTA DO RALI

Bitcoin (BTC) salta e busca os US$ 59 mil após inflação dos EUA vir menor que o esperado; veja criptomoedas que sobem hoje

11 de julho de 2024 - 10:33

Imediatamente após os dados de inflação, os mercados já precificaram em cerca de 87% de chance de o Fed começar a cortar as taxas em sua próxima reunião, em setembro

CRIPTOMOEDAS HOJE

Até onde vai o preço do bitcoin (BTC)? Queda pode colocar criptomoeda no nível de US$ 50 mil, mesmo com expectativas positivas para 2024

8 de julho de 2024 - 12:12

Apesar das perspectivas de curto prazo serem negativas, analistas ouvidos pela reportagem apontam que, em um horizonte maior, o bitcoin tende a se valorizar

CRIPTOMOEDAS HOJE

Bitcoin (BTC) começa semana com desconto de 6% após perdas recentes; entre as criptomoedas, Notcoin (NOT) salta 50% hoje 

7 de julho de 2024 - 11:49

O Notcoin começou como um jogo que se tornou viral entre os usuários do app de mensagens Telegram

EM QUEDA LIVRE

Bitcoin (BTC) perde suporte e chega aos US$ 54 mil; criptomoedas derretem em meio à crise da gestora Mt. Gox

5 de julho de 2024 - 9:41

Gestora que entrou em falência há dez anos realizará pagamentos aos credores neste mês; distribuição de bitcoins no mercado pressionam os preços das criptomoedas nesta sexta-feira (5)

DESCE?

Bitcoin (BTC) cai e testa suporte de US$ 57 mil com vencimento de contratos somando mais de US$ 340 milhões

4 de julho de 2024 - 7:27

Além disso, a ausência de negócios em Nova York em virtude do feriado de independência dos EUA tende a trazer volatilidade aos negócios

ONDE INVESTIR NO 2º SEMESTRE

Bitcoin (BTC) vai renovar máximas históricas de novo? Analistas veem criptomoedas apenas no início de um ciclo de novas altas

4 de julho de 2024 - 6:15

Conheça também três setores e três moedas virtuais que podem se valorizar no segundo semestre de 2024

REAL DIGITAL

Um jabuti no Drex: Congresso usa PEC da autonomia do BC para preservar cartórios dos impactos do real digital

3 de julho de 2024 - 9:43

Jabuti que limita uso do real digital para reduzir burocracia foi inserido na PEC da autonomia do BC durante tramitação na CCJ do Senado

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar