🔴 RECEBA ANÁLISES DE MERCADO DIÁRIAS: CLIQUE AQUI E SIGA O SEU DINHEIRO NO INSTAGRAM

Jasmine Olga
O melhor do Seu Dinheiro
Jasmine Olga
2022-02-23T20:07:00-03:00
SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Dólar é a estrela solitária do dia, Nubank desaba mais um pouco e Rede D’Or vai às compras; confira os destaques do dia

O Ibovespa caiu 0,78%, fechando aos 112.007 pontos. O dólar continuou sua trajetória de queda e fechou a R$ 5,00

23 de fevereiro de 2022
20:06 - atualizado às 20:07
Mercado de ações Ibovespa
O Ibovespa interrompeu a sequência de altas com desvalorização de 0,78% - Imagem: Shutterstock

Nem mesmo a constante ameaça de guerra no leste europeu parece ser capaz de deter a recuperação engatada pelo real em 2022. Nesta quarta-feira (23), o dólar à vista chegou a ser negociado abaixo dos R$ 5 pela primeira vez desde junho do ano passado, rompendo uma marca psicológica importante. 

No fechamento, a moeda americana teve uma queda um pouco mais modesta de 0,95%, a R$ 5,0042. Como pano de fundo, tivemos mais uma vez a entrada expressiva de recursos de investidores estrangeiros - que só este ano já injetaram mais de R$ 50 bilhões - e também a prévia da inflação (IPCA-15) mais salgada do que o inicialmente esperado.

Para João Penteado, CEO da Apollo Investimentos, o resultado do IPCA-15 de hoje é pontual, mas caso se torne recorrente deve pressionar o Banco Central a elevar a Selic acima dos 12% ou 13%, o que deixa o investimento no país mais atrativo. O indicador registrou alta de 0,99% em fevereiro, acima do teto das expectativas dos analistas consultados pelo Broadcast. 

Enquanto o dólar manteve sua trajetória de queda livre, o Ibovespa não teve a mesma sorte, ainda que o dia tenha começado no positivo. Os Estados Unidos endureceram mais as sanções impostas à Rússia e o governo ucraniano expressou descontentamento com as medidas tomadas até agora.

As bolsas americanas tiveram outro dia de queda expressiva, com o Nasdaq recuando mais de 2,5%. Já o principal índice da B3 caiu 0,78%, aos 112.007 pontos.

Hoje, o presidente americano, Joe Biden, anunciou restrições ao gasoduto russo Nord Stream 2, que também teve a sua certificação cancelada pela Alemanha. Com a elevação da tensão na região, o parlamento ucraniano decretou 30 dias de estado de emergência, com restrições à circulação e outras atividades que podem interferir na segurança nacional e ordem pública. 

Veja tudo o que movimentou os mercados nesta quarta-feira, incluindo os principais destaques do noticiário corporativo e as ações com o melhor e o pior desempenho do Ibovespa.

NA SAÚDE E NA DOENÇA
Mais um casamento à vista: Rede D’Or compra Sul América Seguros; saiba o que muda para o acionista. Negócio deve ser um dos maiores do ano e segue a movimentação intensa de fusões e aquisições no setor. 

BALANÇO
Gerdau (GGBR4) tem resultado recorde no 4T21 e anuncia investimentos e dividendos. Lucro da empresa atinge R$ 13,879 bilhões em 2021, sendo R$ 3,5 bilhões nos últimos três meses do ano. Acionistas receberão 37,3% do resultado em proventos.

DESTAQUE DO DIA
Aprovação de desestatização da Eletrobras (ELET6 e ELET3) anima setor elétrico e ações puxam o Ibovespa. A privatização da empresa deve movimentar todo o setor e por isso impulsionou os papéis das concorrentes nesta quarta-feira (23).

GUIA PARA BUSCAR DINHEIRO: baixe agora o guia gratuito com 51 investimentos promissores para 2022 e ganhe de brinde acesso vitalício à comunidade de investidores Seu Dinheiro

VIDA DIFÍCIL?
Nubank (NUBR33) chega a cair mais de 10% na B3; resultados trimestrais do roxinho têm pontos fortes e fracos. Ações do banco digital iniciam o dia em forte alta tanto na bolsa brasileira como em Nova York, mas logo o movimento perdeu força e papéis passaram a cair.

DEPOIS DA TEMPESTADE
As 7 ações na bolsa que os gestores de fundos apostam para atravessar a maré dos juros altos. Perspectiva de redução da inflação no médio prazo deve propiciar cenário mais benéfico para o mercado.

STUHLBERGER, XAVIER E GOLDBERG
Por que o dólar cai e a bolsa sobe, mesmo com Lula x Bolsonaro e guerra no radar? Três grandes gestores respondem. Luis Stuhlberger, Rogério Xavier e Daniel Goldberg falaram da relação da moeda norte-americana e do mercado com eleições, cenário global e juros.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

PROBLEMAS FINANCEIROS

Tenda (TEND3) negocia com credores e consegue sinal verde para flexibilizar endividamento

Os detentores de debêntures da empresa aceitaram mudar os termos das dívidas em troca de garantias – e remuneração – extras

O MELHOR DO SEU DINHEIRO

‘Pane’ nas exchanges, os limites para a Rússia e a queda do Ibovespa; confira os destaques do dia

Os corredores do mercado financeiro estavam mais silenciosos do que o habitual nesta segunda-feira (04).  Nos Estados Unidos, as bolsas em Wall Street ficaram fechadas devido ao feriado do Dia da Independência americana, mas parece que boa parte dos investidores brasileiros também deu uma esticadinha no fim de semana.  Sem Nova York e com o […]

FECHAMENTO DO DIA

Ibovespa cai abaixo dos 99 mil pontos em dia de baixa liquidez; dólar e juros sobem com petróleo

Sem Wall Street, o Ibovespa teve um dia de movimentação limitada. Apesar da alta do petróleo, o índice não conseguiu se consolidar em alta

ELEIÇÕES 2022

Quem é Maria Luiza Ribeiro Viotti, a primeira mulher a comandar o Itamaraty se Lula vencer as eleições?

A indicação de uma mulher para o Itamaraty contemplaria o movimento feminino na diplomacia, que ganhou força política no Congresso e foi incentivado por Amorim no passado; o Brasil nunca teve uma chanceler

QUEREM PARAR O RUSSO

Todos contra Putin: O assunto da vez da reunião dos líderes do G7? Impor limites à Rússia

Dessa vez, a ideia central é a de impor um “teto” no preço dos combustíveis russos — a proposta foi trazida à pauta pelo presidente americano, Joe Biden

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies