🔴 3 ações para LUCRAR com a SELIC em alta: clique aqui e descubra quais são

2022-05-17T18:39:21-03:00
Flavia Alemi
Flavia Alemi
Jornalista formada pela Universidade Presbiteriana Mackenzie e com MBA em Informações Econômico-Financeiras e Mercado de Capitais pela FIA. Trabalhou na Agência Estado/Broadcast e na S&P Global Platts.
onda vendedora

Nubank (NUBR33) perde US$ 1,2 bi em valor de mercado e já vale menos que o Banco do Brasil (BBAS3)

As ações do Nubank, negociadas na bolsa de Nova York (Nyse), encerraram o pregão em queda de 6,21%, a US$ 4,08

17 de maio de 2022
18:39
Nubank
Imagem: Nubank/Getty

O Nubank (NUBR33) perdeu US$ 1,2 bilhão em valor de mercado nesta terça-feira (17), com o mercado reagindo aos resultados operacionais do primeiro trimestre de 2022, publicados ontem (16) à noite.

As ações, negociadas na bolsa de Nova York (Nyse), encerraram o pregão em queda de 6,21%, a US$ 4,08. Na primeira hora de negociação, porém, os papéis chegaram a subir mais de 10% e logo perderam fôlego.

Isso significa que o valor de mercado do Nubank caiu para US$ 18,8 bilhões, bem longe dos US$ 41,5 bilhões de quando estreou na Nyse. Naquela época, destacava-se o fato do Nubank ter valor de mercado superior ao do Itaú (ITUB4).

Porém, com as sucessivas quedas no preço das ações, hoje o Nubank está valendo menos que o Banco do Brasil (BBAS3), que tem valor de mercado de US$ 21 bilhões (usando o câmbio desta terça-feira).

Para quem não sabe, o valor de mercado de uma empresa é calculado usando o número de ações da companhia vezes o preço delas. Mas vale ressaltar que ele não deve ser analisado isoladamente para basear decisões de investimento, ok?

Volume de negociação acima da média

Outro ponto notável do pregão de hoje foi o volume de negociação, que ficou muito acima da média para as ações do Nubank. Segundo dados compilados no Yahoo!Finance, enquanto a média de volume fica na casa de 13,7 milhões, hoje ele saltou para 97,8 milhões.

Vale lembrar que esta terça-feira (17) marcou o fim do período de lock-up do Nubank. O lock-up é uma cláusula contratual que determina um período no qual os investidores não podem vender as ações de uma empresa.

Balanço do Nubank mostrou redução do prejuízo

Na noite de ontem (17), o Nubank reportou redução do prejuízo líquido, que atingiu US$ 45,1 milhões no primeiro trimestre. O resultado representa uma melhoria de 9% em relação ao mesmo período do ano passado.

O número veio melhor do que o estimado por analistas ouvidos pela FactSet, que esperavam prejuízo de US$ 77 milhões no período.

Já no cálculo ajustado por despesas relacionadas à remuneração baseada em ações e pelos efeitos tributários aplicáveis, o Nubank obteve lucro de US$ 10,1 milhões. Isso significa uma reversão do prejuízo de US$ 11,9 milhões registrado no 1T21.

Confira os destaques do balanço do Nubank aqui.

Leia também:

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

O MELHOR DO SEU DINHEIRO

A quadrilha triste do Ibovespa e o nascimento de uma nova gigante; confira os destaques do dia

O mês de junho vai chegando ao fim, mas o mercado financeiro parece longe de se juntar às alegres festividades juninas espalhadas pelo país.  Na B3 e em Wall Street, os investidores dançam uma quadrilha pra lá de triste e cheia de obstáculos.  Não estamos falando de uma ponte quebrada, uma cobra perdida ou uma […]

FECHAMENTO DO DIA

Ibovespa despenca mais de 11% e tem o pior mês desde março de 2020; dólar sobe a R$ 5,23

O início do aperto monetário do Federal Reserve levou os ativos globais a ter um semestre para esquecer – e o Ibovespa não escapou disso

Proventos

Dividendos: Rede D’Or (RDOR3) e Raia Drogasil (RADL3) vão distribuir quase R$ 300 milhões em juros sobre capital próprio; veja detalhes

Pagamento de nova leva de proventos aos acionistas está previsto para o dia 16 de julho, no caso da Rede D’Or

ALTAS E BAIXAS

Destaques da bolsa: Fleury (FLRY3) e Hermes Pardini (PARD3) disparam com fusão; TC (TRAD3) e Light (LIGT3) despencam

A nova consolidação no setor de saúde mexeu com o segmento nesta quinta; a renúncia do CEO da Light pesou sobre as ações da empresa

FECHAMENTO DO DIA

Banho de sangue lava Wall Street e S&P 500 tem o pior semestre em mais de 50 anos; saiba o que aconteceu

O combo de péssimas notícias também fez o S&P 500 e o Dow Jones terem o pior período de três meses desde o primeiro trimestre de 2020, marcado pelo auge da pandemia de covid-19

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies