2022-04-08T17:05:19-03:00
Guilherme Valle
FECHAMENTO DO CÂMBIO

Dólar volta a recuar e vale R$ 4,70, no ano desvalorização é de mais de 15%. Euro também cai e é negociado a R$ 5,11; confira o que movimentou o câmbio nesta sexta-feira

Com IPCA de março acima das expectativas, investidores começam a rever suas apostas para a Selic

8 de abril de 2022
17:05
dólar e euro
A sexta-feira foi de muita volatilidade para o dólar - Imagem: Shutterstock

O dólar teve uma sessão marcada pela volatilidade mas interrompeu a sequência de altas e voltou a recuar nesta sexta-feira (08). 

A moeda norte-americana agora é negociada a R$ 4,7089, desvalorização de 0,67%. O euro também recuou 0,68% e vale R$ 5,1196. Na semana, o dólar subiu 0,89%, ao passo que o euro registrou avanço de 1,26%.

Por aqui

O dia ficou marcado pela divulgação do IPCA de março, que fechou o mês com avanço de 1,62%, acima da mediana das expectativas que estavam em 1,35%. No acumulado de 12 meses a inflação atingiu 11,3%.

O resultado marca a maior taxa de inflação registrada no mês de março desde 1994 e coloca dúvidas na cabeça dos investidores, que pareciam estar considerando que a próxima alta na Selic seria a última do ciclo de aperto. Com esse novo cenário batendo à porta, os juros tiveram um dia de forte alta.

O euro registrou máxima de R$ 5,1897 e mínima de R$ 5,1160. O dólar, por sua vez, alternou momentos de alta e de queda e operou no intervalo entre R$ 4,7010 e R$ 4,7939.

Por lá

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Clique aqui e receba a nossa newsletter diariamente

O tom da ata do Federal Reserve e dos mais recentes discursos de dirigentes da entidade continua a causar impactos nos mercados do mundo todo. As bolsas de NY tiveram um dia volátil mas acabaram conseguindo registrar alta ao final do dia.

Contudo, os treasuries, títulos da dívida norte-americana, passaram o dia inteiro operando no território da alta, sinalizando que o apetite ao risco vem se reduzindo conforme ficam mais claros os remédios que o Federal Reserve pretende usar contra a inflação no país.

O DXY, índice que mede a força do dólar em relação aos seus pares, chegou a romper os 100 pontos, um patamar que não era visto desde junho de 2020, demonstrando que o dólar ganha força frente moedas como euro, yen e libra. 

Acompanhe a nossa cobertura completa de mercados para acompanhar o desempenho de bolsa, dólar e juros hoje. Confira também o fechamento dos principais contratos de DI:

CÓDIGONOME ULT  FEC 
DI1F23DI jan/2312,96%12,74%
DI1F25DI Jan/2511,78%11,49%
DI1F26DI Jan/2611,52%11,29%
DI1F27DI Jan/2711,48%11,25%
Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Clique aqui e receba a nossa newsletter diariamente
Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

Nova aquisição

Ambipar (AMBP3) volta às compras e adquire a Bioenv, que desenvolve projetos de monitoramento do meio ambiente

Como a compra foi feita por meio da controlada Ambipar Response ES S.A., não precisará ser aprovada pelos acionistas da empresa mãe

FECHAMENTO DO DIA

Temor de recessão segue forte e Ibovespa volta a perder os 100 mil pontos; dólar cai com PEC melhor que o esperado

O Ibovespa chegou a amanhecer no azul, mas os temores que rondam o mercado falaram mais alto

CONTROLE DE DANOS

Pedro Guimarães entrega carta de demissão a Jair Bolsonaro e rebate acusações de assédio; veja quem o sucederá na presidência da Caixa

Guimarães deixa o cargo em meio a uma investigação do Ministério Público Federal por múltiplas denúncias de assédio sexual

ELEIÇÕES 2022

Bolsonaro foi bloqueado? Entenda porque o governo criou perfis temporários nas redes sociais

Mudança passa a valer a partir do próximo dia de 2 julho e deve durar até o final das eleições marcadas para o mês de outubro

CARREIRA C-LEVEL

Desigualdade no mercado: Mulheres ainda são minoria em cargos de alta liderança

Painel do Young Women Summit, organizado pela Fin4She, discute a importância das mulheres em posições de liderança em grandes empresas