Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2021-07-13T09:55:46-03:00
Kaype Abreu
Kaype Abreu
Formado em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná (UFPR). Colaborou com Estadão, Gazeta do Povo, entre outros.
expansão dos negócios

Totvs cria empresa de serviços financeiros em parceria com a B3

Iniciativa tem um aporte primário de R$ 600 milhões da operadora da bolsa; companhia, que foi avaliada em R$ 1,6 bilhão, deve buscar um IPO futuramente

12 de julho de 2021
18:58 - atualizado às 9:55
Dennis Herszkowicz, presidente da Totvs
Dennis Herszkowicz, presidente da Totvs - Imagem: Totvs

A Totvs anunciou nesta segunda-feira (12) a criação de uma nova companhia dedicada ao segmento de serviços financeiros, em uma cisão da atual operação da TFS (Totvs Financial Services).

A iniciativa tem um aporte primário de R$ 600 milhões da B3, a operadora da bolsa brasileira, que passa a deter 37,5% da nova empresa. A transação avaliou a companhia em R$ 1,6 bilhão.

A nova TFS pretende realizar aquisições e parcerias, além da implementação do seu plano de desenvolvimento orgânico, para gerar um portfólio mais amplo, disse a Totvs.

A TFS é dona de plataformas para processamento e controle de middle e back offices de fundos de investimentos, de core banking para processamento de produtos financeiros de pequenos e médios bancos e de uma ferramenta de processamento e gestão para administradoras de cartões private label.

Durante os últimos anos, a operação da empresa teve uma "sólida trajetória de crescimento e rentabilidade, com receita líquida realizada no ano de 2020 de aproximadamente R$ 140 milhões", diz a Totvs.

Segundo o CEO da Totvs, Dennis Herszkowicz, o carve-out da TFS é parte de um caminho "criativo" para gerar mais valor e construir novas avenidas de crescimento para a companhia.

''Fazer isso em parceria com a B3, que tem inquestionável track record e credibilidade na construção e operação de plataformas tecnológicas críticas para o setor financeiro, nos honra e indica o enorme potencial dessa oportunidade", diz o executivo.

A companhia nova terá como CEO da operação Denis Piovezan, ex-vice-presidente da Linx, responsável pela idealização e lançamento da Linx Pay Hub, com passagens pelo Banco Ibi (Serviços Financeiros de Varejo da C&A), WalMart, Losango (Financiamento ao Consumidor do HSBC), Smiles e Banco Plural.

“Autonomia na gestão e um plano ambicioso focado nos clientes, são os ingredientes principais dessa nova etapa da TFS. O suporte e experiência da TOTVS e da B3 trazem robustez e segurança para a nova operação", diz Piovezan.

O objetivo é atingir um crescimento acelerado e, futuramente, buscar o IPO.

Denis Piovezan, CEO da TFS

O ingresso da B3 como sócia da Totvs na nova companhia depende da aprovação das autoridades concorrenciais brasileiras, da CVM e da verificação de outras condições usuais para esse tipo de negócio.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

Mostrando confiança

BR Distribuidora resolve antecipar R$ 554 milhões em remuneração aos acionistas referente a 2021

Empresa vai pagar os proventos em forma de Juros sobre Capital Próprio, divididos em duas datas, em setembro e em dezembro deste ano

Nova tentativa

Guedes afirma que programa de emprego para jovens terá crédito extraordinário de até R$ 3 bilhões

Segundo ministro, a alternativa foi pensada como forma de enfrentar os efeitos da pandemia no nível de desocupação de jovens, que aumentou no período

SEXTOU COM O RUY

Big Bang, a teoria: As leis da Física e a tributação dos dividendos

As empresas são organismos vivos, que precisam se adaptar às mudanças para sobreviver, como na recente proposta de tributação de dividendos

dinheiro no caixa

Petrobras vende participação em companhias de energia por R$ 160 milhões

Estatal assinou contratos para a venda de suas participações de 20% na Termelétrica Potiguar (TEP) e de 40% na Companhia Energética Manauara (CEM) para a Global Participações Energia S.A. (GPE)

seu dinheiro na sua noite

Mais micro, menos macro: quando os balanços são o destaque na bolsa

Como investidores, sabemos que os mercados estão sujeitos às mudanças no cenário macroeconômico – e, no caso do Brasil e outros países emergentes, os pregões são particularmente suscetíveis também ao noticiário político. Mas, no fim do dia, a bolsa reflete o desempenho das companhias que ali são negociadas. Nas temporadas de balanços trimestrais, analistas e […]

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies