Menu
2021-05-05T06:50:45-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
b3 menos desigual?

Número de mulheres na bolsa brasileira chega a marca de 1 milhão

Participação feminina representa 27,3% do total de CPFs de pessoas que aplicam na bolsa – um avanço de apenas 2 pontos percentuais em 10 anos, mas recorde para a B3

4 de maio de 2021
15:39 - atualizado às 6:50
mulher
Imagem: Shutterstock

As investidoras mulheres na B3 totalizam 1 milhão de pessoas neste ano, segundo dados disponíveis no site da operadora da bolsa brasileira. Em 2020, o país contava 847 mil investidoras.

Proporcionalmente, a participação feminina representa 27,3% do total de CPFs de pessoas que aplicam na bolsa - um avanço de apenas 2 pontos percentuais em 10 anos, mas recorde para a B3.

A participação das mulheres caiu entre 2012 e 2018, quando chegou a 22%. Naquele ano, a bolsa ganhou cerca de 200 mil investidores no total.

Em 2019, o total de investidores praticamente dobrou, chegando a 1,6 milhão, em meio a uma redução da taxa básica de juros, a Selic - movimento que tende a incentivar a busca por ativos de maior risco.

Apoiado nas diminuições seguintes da Selic, hoje a 2,75% ao ano, o número de investidores seguiu aumentando até chegar a um total de 3,6 milhões neste ano - e a 1 milhão de mulheres.

Os dados da B3 também revelam que mulheres entre 26 a 35 anos estão na faixa etária mais participava, em relação ao total de pessoas do mesmo gênero: são 322,9 mil. O total investido corresponde a R$ 8,8 bilhões, enquanto homens na mesma faixa etária têm R$ 31,3 bilhões.

A faixa etária que tem maior valor investido por mulheres é a de mais de 66 anos, com R$ 35,7 bilhões. Nessa mesma faixa etária, homens totalizam R$ 127 bilhões, ainda conforme dados disponibilizados pela B3.

Quase 40% do total de mulheres que investem na bolsa brasileira moram em São Paulo: são 399 mil CPFs do Estado. Em seguida aparece Rio de Janeiro, com 108 mil, e Minas Gerais, com 98 mil.

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

Novo competidor

Grupo catarinense que fatura R$ 8,8 bi vai abrir 1º atacarejo no estado de SP

O Grupo Pereira vai abrir uma unidade da Fort Atacadista, sua bandeira de atacarejo, na cidade de Jundiaí; forte competição em SP é desafio

Tensão em Brasília

Racha no Congresso põe reformas em xeque

A decisão do presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), de fatiar a reforma tributária foi vista como a pá de cal nas chances de avanço das reformas no Congresso até o fim do atual governo. Embora Lira tenha prometido abrir o diálogo com o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), para definir os próximos passos, […]

Rapidinhas da semana

BLINK: Itaúsa, B2W, Eletrobras e mais recomendações rápidas

Felipe Miranda, sócio-fundador e CIO da Empiricus, fala sobre Alpargatas, Eletrobras, Itaúsa, Lojas Americanas e muito mais no Blink

Reserva de emergência

Jeff Bezos, o homem mais rico do mundo, vende ações da Amazon e põe US$ 5 bi na conta

O bilionário Jeff Bezos vendeu cerca de 1,5 milhão de ações da Amazon nos últimos dias e pode vender outros 500 mil papéis em breve

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies