🔴 DÓLAR A R$5,38 E PODE SUBIR MAIS – VEJA COMO PROTEGER O SEU PATRIMÔNIO

Ricardo Gozzi
OMS ALERTA

Variante Ômicron representa risco global ‘muito elevado’ e é provável que se espalhe

OMS emitiu hoje um informe técnico sobre a cepa do coronavírus causador da covid-19 recentemente descoberta na África do Sul

Ricardo Gozzi
29 de novembro de 2021
7:37 - atualizado às 7:45
Coronavírus
Imagem: Shutterstock

A variante Ômicron do novo coronavírus provavelmente se espalhará mais e representa um risco global “muito elevado”, advertiu a Organização Mundial da Saúde (OMS) na manhã de hoje.

A entidade alertou ainda que surtos de infecções de Covid causados ​​pela variante do problema poderiam ter “consequências graves” em algumas regiões.

A mensagem faz parte de um informe técnico emitido hoje pela OMS aos governos dos 194 países que a integram.

Consequências potencialmente graves

“Dadas as mutações que podem conferir potencial de escape imunológico e possivelmente vantagem de transmissibilidade, a probabilidade de disseminação potencial do Ômicron em nível global é alta”, diz a OMS em sua avaliação de risco.

“Dependendo dessas características, pode haver surtos futuros da covid-19, o que pode ter consequências graves, dependendo de uma série de fatores, inclusive onde os surtos podem ocorrer”, prossegue o documento.

Com isso, o risco representado pela variante é considerado “muito elevado”.

Segundo a agência de saúde da ONU, a Ômicron é "uma variante altamente divergente com um alto número de mutações algumas das quais são preocupantes e podem estar associadas ao potencial de escape imunológico e maior transmissibilidade".

Incertezas

Apesar do alerta, ainda existem incertezas e incógnitas ​​em relação à cepa em um momento no qual o número de mortes provocadas pela pandemia ultrapassa a marca de 5,2 milhões, sendo mais de 614 mil no Brasil.

Os especialistas ainda não sabem, por exemplo, o quão transmissível é a variante.

Também há incerteza sobre se as vacinas desenvolvidas até o momento protegem contra infecção, transmissão e quadros clínicosde diferentes graus de gravidade e morte.

Além disso, não se sabe se a Ômicron representa um perfil de gravidade diferente em relação a outras cepas.

Risco elevado de reinfecção

Segundo a OMS, levará semanas algumas para se chegar a respostas a essas dúvidas.

Ainda assim, evidências preliminares sugerem que a cepa tem um risco elevado de reinfecção.

Diante das incertezas, a OMS pediu aos países-membros que acelerem a vacinação contra a covid-19, especialmente entre os grupos de alta prioridade.

Poucos casos fora da África do Sul

As informações disponíveis até o momento dão conta que a variante está se espalhando pela África do Sul mais rapidamente do que variantes anteriores.

Até o momento, porém, houve apenas um pequeno número de casos relatados fora da África do Sul, o que abrange alguns países vizinhos e casos no Reino Unido, na França, em Israel, na Escócia, na Bélgica, na Holanda, na Alemanha, na Itália, na Austrália, no Canadá e em Hong Kong.

*Com informações da CNBC.

Compartilhe

INSIGHTS ASSIMÉTRICOS

Os investidores agora viraram virologistas: os impactos da Ômicron sobre os mercados

30 de novembro de 2021 - 6:07

Ainda não sabemos o bastante para decidir se esta é uma oportunidade de compra, mas parecemos estar mais preparados como sociedade para enfrentar o problema

DEMANDA AMEAÇADA

Petróleo cai mais de 10% nos mercados internacionais e arrasta cotação de ações de empresas do setor

26 de novembro de 2021 - 13:31

Surgimento de nova variante do novo coronavírus alimenta temores de desaceleração da demanda

A PANDEMIA NÃO ACABOU

Descoberta de nova variante de covid-19 na África do Sul derruba mercados pelo mundo

26 de novembro de 2021 - 6:55

Cientistas estão preocupados com a quantidade de mutações apresentada pelo organismo e com o aumento dramático nas infecções

Próximos passos

Banco dos BRICS quer trabalhar com mais empréstimos em moedas locais

13 de novembro de 2019 - 17:38

NDB tem como foco o financiamento de projetos no Brasil, na Rússia, na Índia, na China e na África do Sul

Precisa melhorar isso aí

Em reunião em Brasília, representantes dos BRICS dizem que cooperação do grupo está aquém do potencial

13 de novembro de 2019 - 15:43

Grupo realiza nesta quarta-feira uma série de encontros e debates em Brasília para decidir os seus próximos passos

Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies

Continuar e fechar