Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2021-03-16T17:47:43-03:00
Estadão Conteúdo
Mil maravilhas?

Para Guedes, economia está ‘decolando’ e arrecadação em janeiro deve ser recorde

O resultado da arrecadação não tem data definida para ser divulgado, mas Guedes disse que pode ser nesta semana.

16 de março de 2021
17:47
O ministro da Economia do Brasil, Paulo Guedes, concede entrevista coletiva.
Imagem: Tânia Rêgo/Agência Brasil

O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou nesta terça-feira, 16, que o resultado da arrecadação federal de janeiro deve ser recorde para o mês, assim como aconteceu com o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged).

Leia também:

"As primeiras conversas que eu tive com o secretário Tostes, ele me dizia que é possível que tenhamos um resultado recorde de arrecadação", disse, em referência ao chefe da Receita Federal, José Tostes.

O resultado da arrecadação não tem data definida para ser divulgado, mas Guedes disse que pode ser nesta semana.

"Então, há sinais por toda parte, seja no Índice de Atividade do Banco Central IBC-Br, seja no Caged, seja na arrecadação da Receita Federal, de que a economia brasileira está de novo decolando", destacou o ministro.

O IBC-Br subiu 1,04% em janeiro, o dobro da mediana de 0,50% da pesquisa do Projeções Broadcast. "Foi o dobro do esperado."

Ministro afirmou que Caged de janeiro indica a retomada da economia brasileira

O ministro da Economia também destacou que o resultado recorde do Caged de janeiro, com criação líquida de 260.353 vagas formais, indica a retomada da economia brasileira. Ele repetiu a diferença para outras recessões, em que houve destruição de empregos com carteira assinada.

Em 2020, o Produto Interno Bruto (PIB) caiu 4,1%, mas houve saldo positivo no Caged (112.340 vagas). Guedes apareceu de surpresa no meio da coletiva sobre os dados de janeiro.

O ministro destacou o papel do Programa Emergencial de Manutenção de Emprego e Renda, conhecido como BEm, na preservação de vagas formais e da concessão do auxílio emergencial para proteger os "invisíveis". "O BEm foi uma política muito bem formulada, que preservou 11 milhões de empregos, com mais de 20 milhões de contratos. Ao lado do BEm, fizemos o auxílio emergencial para atender a 38 milhões de invisíveis, além dos que estão no Bolsa Família, que perderam o sustento. Protegemos 64 milhões de brasileiros."

O resultado do Caged de janeiro decorreu de 1,527 milhão de admissões e 1,266 milhão de demissões. Esse foi o melhor resultado para o mês em 30 anos, já que a série histórica do Caged se inicia em 1992. Em janeiro de 2020, houve a abertura de 117.793 vagas com carteira assinada.

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

De olho na bolsa

Esquenta dos mercados: impasse dos precatórios deve pressionar bolsa hoje antes dos dados do varejo nos EUA

Além disso, no radar ficam o risco fiscal antes da eleição de 2022 e os dados da economia dos Estados Unidos, com destaque para os pedidos de auxílio-desemprego

NA B3

Ações do setor de saúde foram as que menos sofreram em agosto

Levantamento da Teva Índices mostra que os papéis do comércio e da construção foram os mais castigados no mês passado

NÃO AGRADOU

IBP critica mudanças regulatórias na venda de combustíveis

Representante das grandes distribuidoras de combustíveis defende manutenção do modelo de exclusividade no mercado de revenda de derivados de petróleo

Tempo de entrega menor

Randon terá linha férrea própria no interior de SP

Linha férrea partirá de dentro da fábrica e percorrerá 1,5 km transportando vagões, reboques e semirreboques a um ramal principal na mesma cidade; expectativa é de que a obra fique pronta em 2023

Entrevista exclusiva

Após vender Hortifruti para Americanas, Partners Group quer investir US$ 300 milhões e lançar fundo para o varejo no Brasil

Com um total de US$ 120 bilhões sob gestão, responsável pela gestora suíça no Brasil e América Latina fala ao Seu Dinheiro sobre potenciais alvos de aquisição e “concorrência” com IPOs na B3

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies