Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2021-02-10T17:33:12-03:00
Renan Sousa
É repórter do Seu Dinheiro. Cursa jornalismo na Universidade de São Paulo (ECA-USP) e já passou pela Editora Globo
Pequeno investidor em alta

Com Ibovespa em queda, entrada de investidores desacelera em janeiro

Mesmo assim, o número de pessoas que compram ações na bolsa quase dobrou em um ano, puxado por pequenos investidores

10 de fevereiro de 2021
12:31 - atualizado às 17:33
Trader em frente a terminal com várias telas
Imagem: Shutterstock

Você muito provavelmente ouviu falar de alguém que começou a investir em ações no último ano. O número de pessoas físicas que ingressaram na bolsa brasileira de 2019 até 2020 subiu 92,2%, segundo dados da XP Investimentos. 

Na comparação com dezembro do ano passado, o aumento foi menos expressivo, de 0,04%. Mesmo assim, hoje são 3.230.551 de pessoas que têm seus recursos alocados no mercado de ações, um total de R$ 453,5 bilhões.

Essa desaceleração do crescimento do número de investidores em janeiro tem a ver com o aumento da percepção de risco no período. No mês passado, o Ibovespa recuou 3,32%.

Prego, preguinho… Pregão!

Essa migração do investidor brasileiro veio de um movimento que se iniciou com os cortes na taxa básica de juros, a Selic. Com a poupança rendendo cada vez menos, as pessoas passaram a procurar os títulos do Tesouro para conseguir alguma rentabilidade acima da inflação. 

Isso dava certo porque a taxa básica de juros era considerada alta para os padrões internacionais. Em janeiro de 2016, a Selic estava em 14,25% ao ano, mas no mesmo mês de 2021, já havia caído para 2,0% ao ano.

Com isso, os investidores também também começaram a sair do Tesouro Direto, passando para outros tipos de investimento com maior potencial de retorno. Entre eles, as ações.

A melhora na educação financeira da população em geral e a proliferação das plataformas digitais que facilitam o acompanhamento dos investimentos também contribuíram para essa maior diversificação.

Pequeno investidor

Nem só de Warren Buffet e George Soros vive a bolsa de valores, e no Brasil não seria diferente. A quantidade de dinheiro investido por pessoa vem caindo desde 2017, ano seguinte ao início do ciclo de cortes na taxa de juros.

O saldo por indivíduo passou de R$ 267,9 mil em 2017 para R$ 140,4 mil em janeiro deste ano, o que indica uma maior presença do pequeno investidor nas transações.

Perfil do investidor pessoa física

Onde mora?

A maioria dos investidores vive na terra da garoa, do pingado e do trânsito. São 1.248.845 contas de moradores de São Paulo, 38,7% do total e três vezes mais do que o segundo colocado, o Rio de Janeiro, com 10,6% do total, o equivalente a 343.842 contas.

Em seguida, vêm os estados de Minas Gerais (317.532 contas, 9,8% do total),  Paraná (201.684 contas, 6,2% do total), Rio Grande do Sul (180.552 contas, 5,6% do total) e Santa Catarina (154.612 contas, 4,8% do total).

A hegemonia paulista é ainda maior quando olhamos para o valor investido na bolsa: o estado de São Paulo representa 47,8% (R$ 217,0 bilhões) do valor total de transações.

Bolsa masculina

Apesar de o número de mulheres investidoras ainda ser muito baixo (só 26,2% do total), elas estão penetrando cada vez mais no mercado. Desde dezembro de 2019, o número de investidoras cresceu 118,2% e atingiu o patamar de 2.382.966 em janeiro.

São Paulo segue sendo o estado com maior número absoluto de investidoras (340.486, 27,2% do total), mas o terceiro na análise percentual por estado, ficando atrás do Distrito Federal (28,5%) e do Rio de Janeiro (27,5%).

O saldo por investidora também é menor, com especial destaque para São Paulo e Minas Gerais. Enquanto as mulheres paulistas têm, em média, R$ 147,14 mil por pessoa, os homens ficam com R$ 183,74 mil por indivíduo. 

Mas Minas Gerais é o estado com a maior diferença entre homens e mulheres: eles têm, em média, R$ 154,94 mil por investidor e elas apenas R$ 77,28 mil por pessoa, uma diferença de mais de 50%.

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

FECHAMENTO DO DIA

Vale puxa o Ibovespa e garante alta do dia, mas dólar avança com temores fiscais na véspera do Copom

Em Nova York, a volatilidade foi mais comedida. No Brasil, o conturbado cenário interno trouxe dor de cabeça e tensão para o Ibovespa e o câmbio

Chama o Max!

Como ter renda extra através de ações? Max Bohm explica os diferentes tipos de proventos!

Já pensou viver de renda? É o sonho de muitos brasileiros. Max Bohm, analista da Empiricus, explica quais são os diferentes tipos de proventos recebidos por um acionista. Confira agora!

Com preço no piso da faixa indicativa, Raízen movimenta R$ 6,9 bilhões no IPO; veja o que vem a seguir para esta ação

Ação da produtora de açúcar e álcool e dona dos postos Shell é precificada a R$ 7,40 e começará a ser negociada no próximo dia 5

DISPUTA DOS BANCÕES

Bradesco aumenta lucro em 63%, a R$ 6,3 bilhões — mas não supera Itaú

Cifra do período não supera a projeção de lucro de R$ 6,596 bilhões, apontada pelo mercado, conforme dados da Bloomberg

ciclo de alta

Taxa Selic hoje é de 4,25% ao ano, mas vai subir; entenda por quê

Expectativa do mercado financeiro é de que o Banco Central promova um aumento de 1,00 ponto porcentual na taxa básica de juros, levando-a para 5,25%

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies