Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2021-07-09T08:21:10-03:00
Estadão Conteúdo
Otimismo com cautela

Cepal eleva projeção de crescimento da América Latina em 2021, mas faz alertas

Para o Brasil, entidade projeta que o PIB deve avançar 4,5% neste ano e 2,3% em 2022, abaixo da média da região, que deve ser de 5,2% e 2,9%, respectivamente

9 de julho de 2021
8:21
América Latina
Imagem: América Latina

O crescimento econômico da América Latina em 2021 será de 5,2%, o que não será o suficiente para assegurar uma alta sustentada, de acordo com a projeção contida em relatório da Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (Cepal) publicado nesta quinta-feira, 8.

Ainda assim, a Comissão aumentou sua perspectiva, que era de 4,1% em abril, no que é um valor que "denota recuperação da profunda contração de 6,8% registrada em 2020", segundo o documento.

Para o Brasil, a Cepal projeta uma alta no PIB de 4,5% em 2021 e de 2,3% em 2022, ambas abaixo da média da região, que é de 2,9% no ano que vem.

De acordo com o relatório, que leva especialmente em conta os impactos da covid-19 na região mais atingida pela pandemia, a taxa de crescimento atual não é sustentável, e existe "um risco de retorno a trajetórias medíocres, com insuficiente investimento e emprego", além de maior deterioração ambiental.

A Cepal lembra que em junho, a região acumulava mais de 1.260.000 óbitos devido à covid-19, o que representa 32% do total mundial, apesar de sua população representar 8,4% no âmbito global.

Em termos fiscais, a avaliação da Comissão é de que é "imprescindível manter as políticas para apoiar as transferências sociais emergenciais, setores produtivos e reverter a persistente queda do investimento para continuar mitigando os efeitos da pandemia", além de avançar em uma recuperação transformadora com igualdade.

A Cepal recomenda que o espaço fiscal seja aumentado por meio do "crescimento da arrecadação tributária e da redução de gastos desnecessários".

Também diz ser "necessário consolidar os impostos sobre a renda, estender o alcance dos tributos sobre propriedade e patrimônio". Outro ponto destacado no relatório é o de revisar e atualizar de forma progressiva os royalties sobre a exploração de recursos não renováveis.

Por fim, a Comissão recomenda "considerar os impostos sobre a economia digital, ambientais e relacionados com a saúde pública".

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

PREPARE O BOLSO

O IPTU 2022 ficou mais caro em SP — veja até quando é possível pagar com desconto os boletos que chegam a partir de hoje

O prazo máximo para quitar o imposto varia de acordo com a data limite de recebimento dos boletos, que chegarão entre hoje e 18/02

Novo flerte?

Acionista da Aliansce vai ao “shopping” da bolsa e compra 5,76% da BR Malls após empresa rejeitar fusão

Fundo canadense CPPIB, que integra o bloco de controle da Aliansce Sonae, agora também é acionista relevante da brMalls

BLINK!

Vender Nubank (NUB33)? O que esperar do IPO da Creditas? Eleições 2022? Bitcoin (BTC) ou Microcoins? Saiba sobre esses assuntos e muito mais no BLINK!

Felipe Miranda, estrategista-chefe e CIO da Empiricus, responde às perguntas dos seus seguidores, acompanhe

EXILE ON WALL STREET

O peru de natal e o complexo de vira-latas: confira os alertas e oportunidades para voltar a investir na bolsa brasileira

Com o estouro da bolha tech nos EUA, as ações brasileiras, agora no campo positivo, voltam a ganhar a atenção dos investidores. Veja as portas que se abrem com este cenário

PÍLULA DO MERCADO

Enquanto o bitcoin (BTC) derrete mais de 40% em 2 meses, preço do petróleo bate recordes e pode subir ainda mais; veja 3 investimentos para buscar lucros com a alta

O ano novo não tem sido bom para o bitcoin e para o mercado das criptomoedas no geral, já o petróleo está explodindo e pode subir ainda mais; entenda a ligação entre esses movimentos

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies