Menu
O melhor do Seu Dinheiro
Estadão Conteúdo
Dados da Bolsa por TradingView
2021-11-05T19:50:00-03:00
SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

Semana positiva para a bolsa, os criptoativos e o leilão do 5G: confira os assuntos que marcaram esta sexta

5 de novembro de 2021
19:49 - atualizado às 19:50
alta ações Ibovespa
O setor imobiliário chinês deve seguir pressionando as bolsas, apesar da recuperação do subíndice de Hong Kong - Imagem: Shutterstock

A forte geração de empregos nos Estados Unidos em outubro fez o sol brilhar novamente sobre a B3. As 531 mil novas vagas impulsionaram os negócios, levando as bolsas americanas a fecharem mais uma vez em suas máximas históricas - quebrar recordes virou rotina em Nova York.

Por aqui, os investidores também viram o arco-íris que se formou no céu e seguiram em busca do pote de ouro. O Ibovespa fechou em alta de 1,37%, aos 104.824 pontos, revertendo o quadro de perdas e fechando a semana com um avanço de 1,28%. 

O dólar à vista sentiu o efeito do crescimento da economia americana e também passou por um alívio. A moeda americana recuou 1,49%, a R$ 5,5227, acumulando uma queda de 2,19% na semana. 

Mas além do arco-íris, bem lá no alto, o investidor brasileiro dificilmente encontrará pássaros azuis a cantar. Na realidade, existe uma grande montanha que separa a bolsa brasileira dos seguidos recordes que continuam a ser registrados em Wall Street e de alguma previsibilidade do que vem a seguir.

A Montanha de Incerteza Fiscal é o maior obstáculo do mercado brasileiro no momento. Conforme os investidores avançam, às vezes ela parece menos ameaçadora, mas basta uma curva errada e ela volta a crescer diante dos olhos de todos, afastando a recompensa no fim do arco-íris.

Nesta semana, a curva errada levou o nome de PEC dos precatórios. O texto, considerado a saída “menos pior” para as contas públicas, foi aprovado em primeiro turno, mas deve encontrar muita resistência no Senado. Diversos partidos se articulam para reverter os votos a favor registrados no primeiro turno.

Com a PEC, os investidores conseguem enxergar o caminho que precisam seguir. Sem ela, é como andar no escuro, com o constante medo de esbarrar em novos gastos públicos ou soluções apavorantes, como a declaração do estado de calamidade e uma nova renovação do auxílio emergencial sem uma fonte de receita definida.

É bom aproveitar os dias de sol, pois os analistas e economistas seguem vendo muita dificuldade para escalar essa montanha, mesmo que a temporada de balanços continue apresentando bons números. 

Hoje, o grande destaque do dia foi a PetroRio, que segue para a etapa final de negociação de importantes ativos da Petrobras. O setor de varejo, tão penalizado pela alta dos juros e a inflação, também brilhou. Magazine Luiza e Via subiram pegando carona nos bons números do Mercado Livre.

Veja tudo o que movimentou os mercados nesta sexta-feira, incluindo os principais destaques do noticiário corporativo e as ações com o melhor e o pior desempenho do Ibovespa.

NA SEMANA EM CRIPTO
Bitcoin caminha para semana positiva, mas perde espaço para criptomoedas como Polkadot (DOT) e Solana (SOL), que dispararam mais de 20%. Saiba um pouco sobre o que são e o que fazem as duas criptomoedas que mais subiram nesta semana, bem acima do bitcoin.

NÃO SE ESQUEÇA
Ajuste o seu relógio! B3 terá uma hora a mais de negociação a partir de segunda-feira (08). Confira a tabela com os novos horários de negociação de cada mercado.

SALDO POSITIVO
Leilão do 5G: Segunda maior licitação da história rendeu ágio de R$ 5 bi na outorga e atraiu novos participantes para o mercado. As principais operadoras do País arremataram os blocos mais nobres, mas seis empresas conseguiram entrar no mercado de telecomunicações e devem ampliar a concorrência no setor.

CADA VEZ MAIS INTERNACIONAL
De olho na América Latina, Itaú volta a aumentar participação no CorpBanca. Operação chilena do maior banco brasileiro é vista como trampolim para outros países sul-americanos e também centro-americanos.

NA JUSTIÇA
Contra PEC dos precatórios, seis deputados acionam o STF para anular votação da Câmara. Os parlamentares apontam “patentes desvios de finalidade” na votação do texto, além de “atropelo do devido processo legislativo”.

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

DINHEIRO NA CONTA

Dividendos: Vibra (VBBR3) distribui R$ 148,5 milhões em JCP

Valor refere-se à segunda parcela de pagamento aos acionistas anunciado quando a Vibra ainda atendia como BR Distribuidora

Rumo aos dois dígitos

Como ficam os seus investimentos em renda fixa com a Selic em 9,25%

Aumento da taxa básica dispara gatilho de mudança na forma de remuneração da poupança. Veja como fica o retorno das aplicações conservadoras de renda fixa agora que o Banco Central elevou a Selic mais uma vez

SEU DINHEIRO NA SUA NOITE

BC aumenta a Selic, Nubank conclui IPO e mercado reage bem à PEC dos precatórios; veja o que marcou esta quarta-feira

Conforme esperado pelos economistas após dados recentes mais fracos da atividade econômica brasileira, o Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central decidiu elevar a taxa básica de juros em 1,5 ponto percentual, a 9,25% ao ano, em sua última reunião do ano. Se em muitos momentos ao longo de 2021 o mercado acionário reagiu ao […]

2022 MAIS GORDO

Dividendos e JCP: Copel (CPLE6) engrossa a lista de pagamentos milionários aos acionistas; não fique fora dessa

Data da remuneração ainda não foi definida pela empresa, mas valerá para aqueles com posição até 30 de dezembro deste ano

FECHAMENTO DO DIA

Investidores tentam equilibrar noticiário e Ibovespa emplaca mais um dia de alta; dólar tem queda firme com ômicron no radar

Com o avanço da PEC dos precatórios, a pandemia se torna um dos únicos gatilhos negativos a rondar o Ibovespa

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies