O melhor do Seu Dinheiro
Kaype Abreu
2021-10-09T15:09:52-03:00
o melhor do seu dinheiro

Relatório de emprego e inflação salvam o Ibovespa na semana; veja os destaques do período

9 de outubro de 2021
13:06 - atualizado às 15:09
Fachada do edifício-sede da B3 em São Paulo
Fachada da bolsa de valores (B3) em São Paulo - Imagem: Shutterstock

A semana que termina seria de perda de 2% para o Ibovespa, mas duas notícias - uma ruim e outra menos pior - salvaram o índice de um mergulho. 

Ontem, os números do relatório de emprego nos Estados Unidos mostraram a criação de 194 mil postos de trabalho, contra 500 mil esperados pelo mercado, em um reflexo do impacto da variante Delta sobre a economia norte-americana. 

A informação levou o mercado a acreditar que a retirada de estímulos monetários nos EUA pode demorar mais tempo do que até então se esperava. O cenário beneficiaria a buscar por riscos em países emergentes. 

No Brasil, o IBGE divulgou uma inflação medida pelo IPCA a 1,16% em setembro - maior nível para o mês desde 1994. Mas o dado foi menos pior do que o esperado, de alta de 1,25%, e concentrado em canais como energia elétrica e combustíveis. 

Com o IPCA não surpreendendo para pior, não há riscos por enquanto de o mercado ter de aumentar ainda mais as projeções para o ciclo de alta da Selic, que tende a castigar uma economia capenga. 

No saldo da semana, o Ibovespa registrou uma queda de apenas 0,06%, aos 112.833 pontos. Veja nesta matéria do desempenho dos mercados no período.  

1 - Escassez global, custo Brasil e os planos da Multilaser 

Uma questão que afeta os mercados globais é a desorganização da cadeia de suprimentos. A escassez de componentes é ainda agravada por uma crise de frete, segundo o CEO da Multilaser, Alexandre Ostrowiecki. 

Em entrevista ao Seu Dinheiro, o executivo reiterou a previsão do mercado de falta de suprimentos até meados do ano que vem, mas disse que a Multilaser tem vantagem no mercado local por ser a única fabricante nacional de memória semicondutora, um dos componentes mais críticos da cadeia.

Ostrowiecki também contou como o ‘custo Brasil’ acaba beneficiando a fabricante de eletrônicos e falou sobre as principais tendências das linhas de negócio para a companhia, que estreou recentemente na bolsa brasileira. 

2 - A nova Oi, em entrevista exclusiva 

Veterana no mercado de capitais, a Oi teve de se reinventar durante o processo de recuperação judicial, que ainda não acabou: o endividamento da companhia recuou de maneira drástica e o foco de suas operações mudou de telefonia móvel para fibra.

O mais recente passo da operadora foi a conclusão da venda do controle da V.tal, a divisão de infraestrutura de fibra da Oi. Na agenda da empresa, também está o leilão do 5G, que acontece em novembro. 

Em entrevista, o CEO da companhia, Rodrigo Abreu, falou sobre as perspectivas dessa Oi mais enxuta, concorrência e desempenho dos papéis da operadora na B3. A matéria também traz um retrospecto da história da empresa e os números mais recentes

3 - A lista de melhores ações do mês

A Vale deixou a lista de mais recomendadas entre as corretoras no mês de outubro. A mineradora sentiu o peso da queda do minério de ferro e abriu espaço para que, pela primeira vez desde o início deste formato de seleção, um ativo internacional aparecesse entre os mais recomendados pelos analistas.

O ranking das ações do mês é feito com base em uma consulta entre as principais corretoras do país. Dentro das carteiras recomendadas, os analistas indicam as suas três prediletas. Com o ranking nas mãos, selecionamos as que contaram com pelo menos duas indicações.

Veja o pódio de outubro nesta matéria

4 - Os melhores FIIs de outubro

O Seu Dinheiro também publicou nesta semana uma matéria com os melhores Fundos Imobiliários para investir em outubro, segundo oito corretoras. 

O favorito para o mês é um FII que pode lucrar com a alta da taxa básica de juros, que em geral provoca temores no setor. Com quatro recomendações, este fundo ocupa o primeiro lugar do pódio pela terceira vez consecutiva. 

Quem acompanhou a nossa indicação no mês passado viu o FII recuar 0,50%. Apesar de negativo, o resultado ainda passa longe da queda de 1,24% do IFIX no período. A segunda posição ficou novamente tumultuada, com um empate triplo. Veja o ranking nesta matéria

5 - Tesouro Direto mais barato 

O investimento no Tesouro Direto vai ficar mais barato - e, consequentemente, mais rentável. O secretário do Tesouro Nacional, Jeferson Bittencourt, anunciou nesta semana que a plataforma de compra e venda de títulos públicos irá reduzir sua taxa de custódia de 0,25% para 0,20% ao ano a partir de janeiro de 2022.

Com a redução do custo, a rentabilidade do investidor também irá aumentar. A última redução da taxa de custódia do Tesouro Direto foi realizada em 2019, quando caiu de 0,30% para 0,25% ao ano. Confira os detalhes da mudança

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Clique aqui e receba a nossa newsletter diariamente
Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

CERCO FECHANDO?

Com big techs na mira dos órgãos reguladores, Cade britânico manda Meta, a dona do Facebook, vender a Giphy

A Autoridade de Concorrência e Mercados do Reino Unido considera que o negócio tem potencial de prejudicar usuários de redes sociais e anunciantes

Tendências da bolsa

AGORA: Ibovespa futuro recua com novos temores sobre a covid-19 no mundo e dólar também cai

Os investidores permanecem de olho na votação da PEC dos precatórios na CCJ do Senado, marcada para esta terça-feira (30)

O melhor do Seu Dinheiro

Ômicron de “A” a “Z”, dividendos, balanço da Black Friday e outros destaques

A variante ômicron recebeu este nome para evitar maiores conflitos de linguagem, mas Matheus Spiess vai além da semântica em sua análise

A BOLSA HOJE

Esquenta dos mercados: notícia sobre possível baixa eficácia das vacinas contra ômicron derruba mercados, em dia de discurso de Powell e votação dos precatórios

O investidor local ainda permanece de olho nas falas de Roberto Campos Neto e Paulo Guedes em eventos separados hoje

SÓ NO SAPATINHO

Dividendos: Arezzo (ARZZ3) vai distribuir R$ 60 milhões aos acionistas; veja como participar

Serão R$ 33,78 milhões em JCP e R$ 26,22 milhões em dividendos a serem depositados até 31 de janeiro de 2022