Menu
O melhor do Seu Dinheiro
Kaype Abreu
Dados da Bolsa por TradingView
2021-10-09T15:09:52-03:00
o melhor do seu dinheiro

Relatório de emprego e inflação salvam o Ibovespa na semana; veja os destaques do período

9 de outubro de 2021
13:06 - atualizado às 15:09
Fachada do edifício-sede da B3 em São Paulo
Fachada da bolsa de valores (B3) em São Paulo - Imagem: Shutterstock

A semana que termina seria de perda de 2% para o Ibovespa, mas duas notícias - uma ruim e outra menos pior - salvaram o índice de um mergulho. 

Ontem, os números do relatório de emprego nos Estados Unidos mostraram a criação de 194 mil postos de trabalho, contra 500 mil esperados pelo mercado, em um reflexo do impacto da variante Delta sobre a economia norte-americana. 

A informação levou o mercado a acreditar que a retirada de estímulos monetários nos EUA pode demorar mais tempo do que até então se esperava. O cenário beneficiaria a buscar por riscos em países emergentes. 

No Brasil, o IBGE divulgou uma inflação medida pelo IPCA a 1,16% em setembro - maior nível para o mês desde 1994. Mas o dado foi menos pior do que o esperado, de alta de 1,25%, e concentrado em canais como energia elétrica e combustíveis. 

Com o IPCA não surpreendendo para pior, não há riscos por enquanto de o mercado ter de aumentar ainda mais as projeções para o ciclo de alta da Selic, que tende a castigar uma economia capenga. 

No saldo da semana, o Ibovespa registrou uma queda de apenas 0,06%, aos 112.833 pontos. Veja nesta matéria do desempenho dos mercados no período.  

1 - Escassez global, custo Brasil e os planos da Multilaser 

Uma questão que afeta os mercados globais é a desorganização da cadeia de suprimentos. A escassez de componentes é ainda agravada por uma crise de frete, segundo o CEO da Multilaser, Alexandre Ostrowiecki. 

Em entrevista ao Seu Dinheiro, o executivo reiterou a previsão do mercado de falta de suprimentos até meados do ano que vem, mas disse que a Multilaser tem vantagem no mercado local por ser a única fabricante nacional de memória semicondutora, um dos componentes mais críticos da cadeia.

Ostrowiecki também contou como o ‘custo Brasil’ acaba beneficiando a fabricante de eletrônicos e falou sobre as principais tendências das linhas de negócio para a companhia, que estreou recentemente na bolsa brasileira. 

2 - A nova Oi, em entrevista exclusiva 

Veterana no mercado de capitais, a Oi teve de se reinventar durante o processo de recuperação judicial, que ainda não acabou: o endividamento da companhia recuou de maneira drástica e o foco de suas operações mudou de telefonia móvel para fibra.

O mais recente passo da operadora foi a conclusão da venda do controle da V.tal, a divisão de infraestrutura de fibra da Oi. Na agenda da empresa, também está o leilão do 5G, que acontece em novembro. 

Em entrevista, o CEO da companhia, Rodrigo Abreu, falou sobre as perspectivas dessa Oi mais enxuta, concorrência e desempenho dos papéis da operadora na B3. A matéria também traz um retrospecto da história da empresa e os números mais recentes

3 - A lista de melhores ações do mês

A Vale deixou a lista de mais recomendadas entre as corretoras no mês de outubro. A mineradora sentiu o peso da queda do minério de ferro e abriu espaço para que, pela primeira vez desde o início deste formato de seleção, um ativo internacional aparecesse entre os mais recomendados pelos analistas.

O ranking das ações do mês é feito com base em uma consulta entre as principais corretoras do país. Dentro das carteiras recomendadas, os analistas indicam as suas três prediletas. Com o ranking nas mãos, selecionamos as que contaram com pelo menos duas indicações.

Veja o pódio de outubro nesta matéria

4 - Os melhores FIIs de outubro

O Seu Dinheiro também publicou nesta semana uma matéria com os melhores Fundos Imobiliários para investir em outubro, segundo oito corretoras. 

O favorito para o mês é um FII que pode lucrar com a alta da taxa básica de juros, que em geral provoca temores no setor. Com quatro recomendações, este fundo ocupa o primeiro lugar do pódio pela terceira vez consecutiva. 

Quem acompanhou a nossa indicação no mês passado viu o FII recuar 0,50%. Apesar de negativo, o resultado ainda passa longe da queda de 1,24% do IFIX no período. A segunda posição ficou novamente tumultuada, com um empate triplo. Veja o ranking nesta matéria

5 - Tesouro Direto mais barato 

O investimento no Tesouro Direto vai ficar mais barato - e, consequentemente, mais rentável. O secretário do Tesouro Nacional, Jeferson Bittencourt, anunciou nesta semana que a plataforma de compra e venda de títulos públicos irá reduzir sua taxa de custódia de 0,25% para 0,20% ao ano a partir de janeiro de 2022.

Com a redução do custo, a rentabilidade do investidor também irá aumentar. A última redução da taxa de custódia do Tesouro Direto foi realizada em 2019, quando caiu de 0,30% para 0,25% ao ano. Confira os detalhes da mudança

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

Clube do livro

Um passeio entre chás, sementes e cerveja: como “Uma Senhora Toma Chá…” conta a história da estatística moderna de maneira descomplicada

O livro de David Salsburg te convida a conhecer o pouco mais de um dos campos mais necessários para o melhor entendimento do mundo das finanças, e claro, da ciência

A bolsa como ela é

Onde as fake techs não têm vez: mercado não tem mais espaço para empresa que não gera valor de verdade

Com alta dos juros, quem não gerar caixa suficiente para remunerar o investidor em 16% ao ano está, em bom português, no sal

Ora, pois

Bradesco deve abrir base em Portugal para ‘seguir’ milionários brasileiros

Movimento de migração de famílias clientes do segmento private do banco após a pandemia levou à retomada dos estudos para entrar no mercado lusitano

De volta aos dois dígitos

Mercado já vê juros de até 11% em 2022

Drible no teto de gastos gerou movimento generalizado nas instituições financeiras para revisar para cima suas projeções para a taxa de juros

Óleo e gás

3R Petroleum (RRRP3) certifica reservas provadas de 185,1 milhões de barris

Companhia divulgou resultado da certificação de reservas do Campo de Papa-Terra, na Bacia de Campos, cuja participação foi adquirida da Petrobras

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies