Menu
Julia Wiltgen
O melhor do Seu Dinheiro
Julia Wiltgen
Dados da Bolsa por TradingView
2021-04-07T20:22:01-03:00
seu dinheiro na sua noite

Os 200 anos em 10 do Nubank

7 de abril de 2021
20:21 - atualizado às 20:22
Selo O Melhor do Seu Dinheiro
Imagem: Montagem Andrei Morais / Shutterstock

A tecnologia nos permite fazer muito mais em menos tempo (e com mais facilidade e conforto). Tanto que, hoje, a vida parece passar mais rápido do que há cem anos; e há cem anos, parecia passar mais rápido do que cem anos antes.

Mas não é só uma sensação. É o que de fato acontece. Não no sentido de vivermos menos ou envelhecermos mais cedo, pelo contrário. Mas no sentido de sermos capazes de mais conquistas em períodos menores de tempo - e consequentemente, chegar mais longe.

Por exemplo, conhecimentos que levávamos muito tempo para obter hoje estão a um clique de distância. Em homenagem ao Dia do Jornalista, comemorado hoje, não é demais lembrar que, não muito tempo atrás, meus colegas de profissão precisavam recorrer a bibliotecas ou ao arquivo do jornal para recuperar certas informações, enquanto eu já comecei na profissão numa era pós-Google.

O mesmo vale para as mensagens que queremos transmitir, a entrega de mercadorias, as viagens, o compartilhamento de todo tipo de conteúdo e produções artísticas, o desenvolvimento de medicamentos (alô, vacina contra covid em um ano!) e por aí vai.

Tanto é que empresas de tecnologia experimentam um crescimento vertiginoso e muito rápido. Vemos isso acontecer em muitos mercados, mas talvez nenhum deles mostre esse movimento com tanta clareza quanto o segmento financeiro, pelo menos no Brasil.

Os bancos brasileiros eram vistos como colossos intocáveis por décadas, séculos, até que um belo dia as empresas financeiras de tecnologia - as fintechs - chegaram atropelando.

A XP, uma empresa de apenas 20 anos de idade, já saiu como uma das vencedoras desse processo, quando o assunto é investimentos. Mas outro case que causa perplexidade é o do Nubank, que em apenas sete anos já ultrapassou o número de clientes do Santander Brasil.

Meu avô paterno, nascido em 1914 e falecido antes de o Nubank nascer, sempre me contava que, quando era jovem, fazer uma transação bancária exigia ir a uma agência e esperar o caixa anotar a operação num livrão grosso. Ele já achava muito incrível que, na velhice, pudesse simplesmente fazer tudo num caixa eletrônico rapidamente.

Penso nisso com muita frequência quando faço uma transação pelo celular - seja num banco tradicional ou digital - ou verifico a fatura do meu “roxinho” pelo app.

Nesta quarta, a XP soltou um relatório detalhado, que trata do avanço das fintechs sobre os bancos tradicionais. A perspectiva é que, ao completar dez anos, o Nubank alcance uma marca que o Banco do Brasil levou 200 anos para atingir. Vale a pena ler a matéria do Vinícius Pinheiro.

MERCADOS

 O Ibovespa fechou o dia em leve alta de 0,11%, aos 117.623 pontos. O índice ameaçou terminar o pregão no vermelho, após o presidente Jair Bolsonaro novamente demonstrar insatisfação com a política de preços da Petrobras. O dólar subiu 0,78%, a R$ 5,64.

EMPRESAS 

 A Dasa levantou R$ 3,8 bilhões em uma oferta de ações, mas os papéis foram precificados abaixo do valor inicialmente esperado pela companhia. No pregão de hoje, as ações da empresa foram penalizadas de maneira forte, como você confere nesta matéria

A B2W anunciou a compra da plataforma de delivery Shipp. Com o novo ativo, a empresa pretende conectar clientes ao supermercado, farmácias, restaurantes, pet shops e outros estabelecimentos comerciais.

 Já o Magazine Luiza concluiu a aquisição da empresa de e-commerce SmartHint, dona de uma plataforma que deve ajudar a varejista a ampliar ainda mais a assertividade da busca dentro do seu aplicativo.

O IRB Brasil anunciou o fim do processo de fiscalização especial da Susep, o órgão que regula o setor de resseguros, em mais um passo para sair do buraco em que se meteu com a descoberta de fraudes contábeis no balanço.

ECONOMIA

 A CCR e o grupo francês Vinci foram os grandes vencedores do leilão de concessão de aeroportos, organizado pelo Ministério da Infraestrutura hoje, na B3. O certame resultou na arrecadação de R$ 3,3 bilhões em outorgas ao governo federal.

OPINIÃO

 Certa vez, o filho do lendário George Soros contou que o processo que levava seu pai a trocar suas posições no mercado tinha muito mais a ver com a intuição - suas dores nas costas - do que com um processo racional. Na sua coluna de hoje, Felipe Miranda diz que sua posição em produtoras de commodities andava lhe dando dores nas costas, mas que já resolveu o problema. Entenda.

Este artigo foi publicado primeiramente no "Seu Dinheiro na sua noite". Para receber esse conteúdo no seu e-mail, cadastre-se gratuitamente neste link.

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

de olho na inovação

Amazon sinaliza interesse por criptomoedas em anúncio de emprego

Empresa procura “um líder de produto experiente para desenvolver a estratégia e o roadmap de produtos e moedas digitais

balanço em foco

Lucro da Hypera Pharma aumenta 18% no segundo trimestre

Cifra chegou a R$ 470,6 milhões no período; companhia obteve alta de 43,5% na receita líquida, a R$ 1,5 bilhão

seu dinheiro na sua noite

Quebrando recordes na corrida dos ETFs

A pira foi acesa em Tóquio: os Jogos Olímpicos estão oficialmente abertos — e eu estou empolgadíssimo. Não sei vocês, mas eu adoro as Olimpíadas, principalmente os esportes não muito convencionais. Claro, é legal assistir futebol, vôlei e basquete, mas eu gosto mesmo é de ver as modalidades que nunca passam na TV. Duelo de […]

FECHAMENTO DA SEMANA

Inflação salgada pressiona juros, mas dados americanos amenizam alta do dólar — já a bolsa não escapou da queda

Em semana recheada de ruídos políticos e incertezas, o Ibovespa acumulou uma queda de 0,72%. Já o dólar à vista subiu 1,86%, a R$ 5,2105

de olho no ir

Alta da arrecadação não dá ‘total liberdade’ para reduzir impostos, diz secretário do Tesouro

Jeferson Bittencourt considerou também que a reforma do IR ainda está em aberto, com muito para se discutir

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies