Menu
Vinícius Pinheiro
O melhor do Seu Dinheiro
Vinícius Pinheiro
2021-02-23T09:08:23-03:00
O melhor do Seu Dinheiro

O unicórnio que surgiu debaixo do nariz dos bancões

23 de fevereiro de 2021
9:08
Selo O Melhor do Seu Dinheiro; investimentos
Imagem: Montagem Andrei Morais / Shutterstock

Quando ouviu falar pela primeira vez nos juros estratosféricos cobrados pelos grandes bancos brasileiros, o espanhol Sergio Furio decidiu arrumar as malas para empreender no país.

Dessa iniciativa nasceu a Creditas, uma empresa de tecnologia financeira (fintech) que concede empréstimos com taxas bem mais baixas.

O segredo? Furio constatou que mais de 70% das famílias brasileiras contavam com imóvel ou veículo quitado, que poderiam ser usados como garantia em troca de juros menores no financiamento.

A Creditas foi uma das fintechs que eu vi crescer debaixo do nariz dos grandes bancos — que demoraram a se dar conta da concorrência que chegava — desde as primeiras rodadas de aporte de capital.

No fim do ano passado, a empresa recebeu um investimento de US$ 255 milhões e se transformou em um “unicórnio” — como são conhecidas as startups que atingem uma avaliação acima de US$ 1 bilhão.

Os recursos vão ajudar a Creditas a manter o crescimento acelerado, sem a necessidade imediata de uma abertura de capital na bolsa ou mesmo de dar lucro no curtíssimo prazo. 

Furio contou as prioridades da fintech antes do IPO e do lucro em uma entrevista exclusiva ao repórter Ivan Ryngelblum.

O que você precisa saber hoje

MERCADOS

O Ibovespa fechou ontem em forte queda de 4,87%, aos 112.667 pontos, puxado pelo tombo de mais de 20% das ações da Petrobras em reação à decisão do presidente Jair Bolsonaro de trocar o comando da estatal. O dólar subiu 1,27% a R$ 5,45, apesar da intervenção do BC.

O que mexe com os mercados hoje? Calado desde a intervenção na Petrobras, Paulo Guedes reapareceu. E com novidades. O ministro fechou um acordo com líderes no Congresso para a votação da PEC Emergencial, o que deve animar os investidores.

EMPRESAS

Alguns membros do conselho de administração da Petrobras estudam votar pela recondução de Roberto Castello Branco à presidência da estatal, ainda que a troca no comando seja vista como inevitável. Saiba nesta matéria o objetivo dos conselheiros.

E o caso Petrobras ainda deve render pano para manga. A CVM abriu um processo administrativo para analisar a troca no comando da estatal, que foi anunciada inicialmente por Bolsonaro nas redes sociais.

Graças à divisão de mineração, a CSN fechou o quarto trimestre com um aumento de mais de três vezes do lucro líquido e estabeleceu uma meta ousada para redução do endividamento em 2021. 

A Cogna e a Eleva Educação, que tem Jorge Paulo Lemann como um dos principais acionistas, fecharam um acordo para trocar de ativos. Confira os detalhes da transação.

OPINIÃO

Interferência política na Petrobras, dúvidas sobre o avanço das reformas estruturais, Paulo Guedes fica ou não fica, pressão inflacionária no exterior. O nosso colunista Matheus Spiess alerta para o aumento dos riscos nos mercados e diz como você deve se portar diante de toda esta volatilidade.

Este artigo foi publicado primeiramente no "Seu Dinheiro na sua manhã", a newsletter diária do Seu Dinheiro. Para receber esse conteúdo no seu e-mail, cadastre-se gratuitamente neste link.

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

via de mão dupla

PEC do auxílio tem de ter contrapartida, diz Funchal

“Se essa PEC não andar com as contrapartidas, o vulnerável que vai ter o benefício hoje será o desempregado dos próximos anos”, diz Funchal.

Mudanças a caminho

Se PEC for aprovada, 14 Estados já podem congelar salário de servidor

Pela proposta, as medidas de ajuste seriam acionadas sempre que as despesas obrigatórias primárias excedessem 95% das receitas correntes.

Décimo Andar

[Vídeo] O que aconteceu (e acontecerá) com os fundos imobiliários?

Tijolos, argamassa, tinta e cimento. É nisso que investem pessoas que tem fundos imobiliários? Não exatamente. Os empreendimentos como shoppings, escritórios e lojas é que geram valor a esses materiais. E com a pandemia de covid-19, diversos desses estabelecimentos acabaram entregando as chaves, o que provocou um certo desconforto no setor imobiliário. Acompanha o comentário […]

Crise

Vendas do comércio encerram 2020 com queda histórica de 12,2%, diz Serasa

Essa é a maior retração de toda a série, iniciada em 2001.

o que está acontecendo?

5 pontos para entender o resultado e a reação ao PIB do 4º trimestre

Atividade fecha com pior queda da história em 2020, mas vem acima do esperado, só que bolsa está caindo; confira os motivos

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies