O melhor do Seu Dinheiro
Vinícius Pinheiro
2021-10-26T08:49:25-03:00
O melhor do Seu Dinheiro

A batatinha frita 1, 2, 3 do Copom; Petrobras, balanços, Oi e outros destaques

O que a reunião do Comitê de Política Monetária e a série coreana tem em comum?

26 de outubro de 2021
8:49
boneca squid game round 6
São três cenários possíveis para o Copom, e um deles é "extremamente mortal" - Imagem: Divulgação

Os nove integrantes do comitê se reúnem em uma sala fechada por dois dias para analisar os diferentes cenários da economia e chegar a um veredicto.

Ao final do encontro, eles fazem uma votação e anunciam a decisão, junto com um breve comunicado. Vence o jogador que acertar o resultado do comitê.

Parece uma típica competição do Round 6, a série coreana que virou febre na Netflix, mas trata-se da reunião do Comitê de Política Monetária do Banco Central (Copom) sobre a taxa de juros.

Até o começo da semana passada, a aposta consolidada do mercado era de uma alta de 1 ponto percentual da Selic, atualmente em 6,25% ao ano.

Mas o roteiro do Copom sofreu uma reviravolta na semana passada, com a decisão do governo de ampliar as despesas e praticamente implodir o teto de gastos.

A piora na situação fiscal deve forçar o BC a acelerar o ritmo de aperto nos juros na penúltima reunião do ano. Agora, as expectativas são divididas em três, sendo:

  1. Alta de 1 ponto percentual
  2. Alta de 1,25 ponto percentual
  3. Alta de 1,50 ponto percentual

Se a Batatinha Frita do Copom cair na opção três, a Selic subirá para 7,75% ao ano na quarta-feira. O que já sabemos de antemão é que não para por aí. Alguns economistas já falam em juros acima de 11% ao ano na "temporada" de 2022.

Na coluna de hoje, o Matheus Spiess traz uma análise do impacto da quebra no teto nas expectativas de inflação e diz o que esperar para a decisão do BC para a Selic no episódio que termina amanhã.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Clique aqui e receba a nossa newsletter diariamente

O que você precisa saber hoje

ESQUENTA DOS MERCADOS
IPCA-15 e geração de emprego dividem espaço com Auxílio Brasil, precatórios e balanços do dia aqui e no exterior. Os futuros de Nova York seguem no azul depois de renovarem as máximas históricas ontem, com os resultados das empresas animando os negócios. 

PRIVATIZAÇÃO NO RADAR?
Petrobras (PETR4) pede que governo explique estudo para venda de ações; papéis dispararam mais de 6% com notícias sobre privatização. Antes, Bolsonaro reafirmou que a privatização “entrou no radar” do governo, mas destacou que o processo é uma “complicação enorme” e não deve sair tão cedo.

BALANÇOS DA NOITE
TIM, EDP Brasil e EcoRodovias reportam crescimento no lucro líquido trimestral. As três empresas registraram resultados fortes nos balanços divulgados na noite de ontem à noite, depois do fechamento da bolsa.

REDE SOCIAL
Polêmica com vazamentos não afeta balanço do Facebook (FBOK34) e ações avançam em NY. Mais cedo, o noticiário sobre a empresa era dominado por notícias menos favoráveis com a divulgação dos “The Facebook Papers”.

BOLA DA VEZ
Em meio a crise no setor imobiliário chinês, mais uma megaincorporadora deixa de pagar seus credores. Depois da Evergrande e da Fantasia Holdings, agora é a vez de a Modern Land perder o prazo original de um pagamento de títulos de dívida.

VÍDEO
Ainda vale a pena investir nas ações da Oi (OIBR3)? O Victor Aguiar traz cinco pontos para você entender a reestruturação da empresa. Esse é mais um vídeo do quadro “Ações para ficar de olho”, no Youtube do Seu Dinheiro. Aproveite para seguir o nosso canal.

Aquele abraço e uma ótima terça-feira!

Este artigo foi publicado primeiramente no "Seu Dinheiro na sua manhã". Para receber esse conteúdo no seu e-mail, cadastre-se gratuitamente neste link.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Clique aqui e receba a nossa newsletter diariamente
Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

Tendências da bolsa

AGORA: Ibovespa futuro avança em dia de alta volatilidade pós-Fed e dólar recua hoje

Após a decisão de juros do Fed, os mercados operam voláteis em um forte movimento de ajuste de carteiras hoje

O melhor do Seu Dinheiro

Mais um alarme de preço baixo, Tesla em queda, bear market do bitcoin, novo fundo do Itaú e outras notícias que mexem com o seu bolso

Apesar de resultados sólidos no quarto trimestre, papéis de construtoras seguem em queda. Confira se é hora de comprar ações do setor e quais informações você precisa levar em conta antes de decidir

De olho na bolsa

Esquenta dos mercados: Bolsas no exterior tentam se recuperar da queda após decisão do Fed e Ibovespa busca manter ritmo de alta mesmo com risco fiscal no radar

Depois de tocar os 112 mil pontos ontem (26), a bolsa brasileira precisa enfrentar o ajuste de carteiras ao novo cenário de juros altos

Exclusivo

Na “caça aos unicórnios”, Itaú lança fundo para aplicar em gestores de investimentos alternativos

O banco acaba de abrir para captação o Polaris, fundo com objetivo de retorno de até 25% ao ano e foco em investimentos que vão bem além do “combo” tradicional de bolsa, dólar e juros

CONSTRUTORAS COM DESCONTO

Vendas de imóveis em alta, ações em baixa. A queda das incorporadoras abriu uma oportunidade de compra na bolsa?

Os resultados do quarto trimestre mostram que as empresas do setor entregaram desempenhos sólidos, mas as ações caminham na direção contrária