Menu
Vinícius Pinheiro
O melhor do Seu Dinheiro
Vinícius Pinheiro
2021-05-11T10:22:22-03:00
O melhor do Seu Dinheiro

De volta para o futuro do bitcoin, a ata do copom e outros destaques do dia

11 de maio de 2021
9:48 - atualizado às 10:22
De volta para o futuro
Cena do filme "De Volta para o Futuro" - Imagem: Reprodução

Na clássica trilogia De Volta Para o Futuro, o protagonista Marty McFly tem uma ideia brilhante: voltar ao passado com um almanaque que traz todos os resultados esportivos para enriquecer fazendo apostas nos vencedores.

Se eu tivesse nas mãos a chave do DeLorean capaz de viajar no tempo, teria um plano bem mais simples: voltar ali para o começo de 2010 para comprar alguns bitcoins e entregar ao meu “eu” do passado, com a recomendação expressa de não vendê-los de jeito nenhum.

Na época, a criptomoeda valia a bagatela de 9 centavos de dólar. Isso significa que, com apenas US$ 90 (mais ou menos R$ 160, nas cotações de 2010), eu teria nas mãos mil bitcoins.

Se tudo desse certo, quando trouxesse a máquina do tempo de volta a 2021, seria dono de uma fortuna de quase US$ 56 milhões — aproximadamente R$ 300 milhões.

Há quem diga que meu plano fictício não funcionaria na prática e que a compra dos meus mil bitcoins mudaria todo o fluxo dos acontecimentos. De todo modo, eu não ficaria tão chateado em perder R$ 160.

Como a viagem no tempo é possível apenas na ficção, o máximo que podemos fazer é olhar para trás e constatar que o bitcoin sem dúvida foi o melhor investimento da última década.

Infelizmente, retornos passados não são garantia de retornos futuros. O que sabemos no presente é que a possibilidade de perda no pior cenário é de até 100% do capital, mas os ganhos podem ser muito maiores.

Parece claro, portanto, que faz sentido ter uma parcela do capital no mercado cripto, aquele dinheiro que você pode perder e não vai fazer falta quando você voltar a abrir esta newsletter daqui a dez anos.

Mas qual a exposição ideal ao bitcoin e às moedas digitais dentro de um portfólio equilibrado? Esse é o tema de hoje da coluna do Matheus Spiess.

O que você precisa saber hoje

MERCADOS

O que mexe com os mercados hoje? O dia deve ser agitado com a divulgação da ata do Copom e os números do IPCA de abril. Além disso, o pregão conta com mais um dia da temporada de balanços, com a divulgação dos dados do primeiro trimestre de Klabin, Banco Inter, Marfrig e mais. 

Você também pode receber ao longo do dia os comentários e notícias da equipe do Seu Dinheiro sobre o que mexe com os mercados. Basta se inscrever no nosso canal no Telegram.​​​​​​​

EMPRESAS

A Itaúsa apresentou lucro líquido de R$ 2,2 bilhões no primeiro trimestre deste ano, em uma alta de 118,1%, enquanto o BTG Pactual reportou lucro de R$ 1,1 bilhão no período, avanço de 53%. Veja os destaques de cada balanço.

A Petrobras assinou a venda de sua fatia de 50% no campo terrestre de Rabo Branco, na Bacia de Sergipe-Alagoas, para a Petrom, que tinha direito de preferência. De acordo com documento divulgado, o valor da operação foi de US$ 1,5 milhão.

Quem dá mais? Após o sucesso da rodada federal, o leilão de 22 aeroportos regionais de São Paulo está marcado para acontecer na B3 no dia 15 de julho. Saiba mais sobre a concessão e quanto o governo do Estado espera arrecadar.

ECONOMIA

O Banco Central avalia que o segundo semestre deste ano deve mostrar uma retomada robusta da atividade econômica, à medida que os efeitos da vacinação sejam sentidos "de forma mais abrangente". É o que diz a ata do Copom. Veja os destaques.

Antes de me despedir, tenho um presente para você: um guia gratuito e completo sobre como declarar os seus investimentos no imposto de renda 2021, elaborado pela Julia Wiltgen, repórter do Seu Dinheiro. 

Este artigo foi publicado primeiramente no "Seu Dinheiro na sua manhã". Para receber esse conteúdo no seu e-mail, cadastre-se gratuitamente neste link.

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

de olho na reabertura

Vacina no braço e compra de ações: por que o UBS (o banco suíço) agora recomenda a bolsa brasileira

Banco suíço cita as revisões de crescimento para a economia brasileira, menor risco fiscal, expectativa de lucro das empresas e preços em patamares “convidativos”

seu dinheiro na sua noite

Anitta no conselho do Nubank, mais ofertas de ações e o ponto de inflexão do minério de ferro

Acostumado a fazer barulho no mercado, o Nubank fez, nesta segunda-feira, mais um anúncio que deu o que falar: a contratação da cantora e empresária Anitta para integrar o conselho de administração da empresa. A garota do Rio, nascida no bairro suburbano de Honório Gurgel e alçada à fama pelo funk carioca, ocupará uma cadeira […]

linhas 8 e 9

CCR assina acordo de acionistas com RuasInvest no Consórcio Via Mobilidade

Acordo prevê os porcentuais de participação de 80% da CCR e de 20% da RuasInvest no Consórcio ViaMobilidade Linhas 8 e 9

Microcaps

Panvel (PNVL3): é hora de investir?

A rede Panvel é queridinha no Sul do país. Sua recuperação tem mostrado que ela pode ser uma gema entre as microcaps da Bolsa. Descubra se vale a pena investir nela no Chama o Max de hoje.

sinal verde

Câmara aprova texto-base da MP que viabiliza privatização da Eletrobras

Placar foi de 258 votos contra 136; texto já havia sido aprovado pela Casa, mas voltou depois de alterações no Senado

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies