Menu
O melhor do Seu Dinheiro
Victor Aguiar
Dados da Bolsa por TradingView
2021-05-07T19:50:58-03:00
Seu Dinheiro na sua noite

O grande respiro do câmbio e mais…

7 de maio de 2021
19:50
Dólar em queda
Imagem: Shutterstock

“Ih, vai ser uma semana daquelas”, pensei eu na segunda-feira, ao olhar a agenda de eventos previstos para os dias seguintes. Teríamos decisão do Copom e relatório de empregos nos EUA — e isso sem contar os inúmeros balanços corporativos.

Em semanas assim, eu gosto de traçar alguns cenários na minha cabeça: se o BC tiver uma postura X, o mercado vai reagir de maneira Y; mas, num se as sinalizações forem diferentes, aí é de se esperar que a bolsa e o dólar adotem uma postura Z.

A única constante nessa equação toda é: o mercado não vai ter muito tempo para respirar.

E, de fato, não teve. O Copom assumiu uma postura mais agressiva que o imaginado, pegando parte dos investidores de surpresa; os dados do mercado de trabalho americano vieram muito mais fracos que o imaginado. Foi necessária uma correção dos cenários-base.

Essa alteração de planos, quem diria, trouxe um enorme alívio ao câmbio. O dólar à vista caiu forte nesta semana e retornou aos níveis de janeiro. O tão temido patamar dos R$ 6,00 voltou a ficar distante.

E mesmo a bolsa conseguiu avançar: balanços surpreendentemente fortes e o avanço do minério de ferro deram sustentação às negociações — o Ibovespa recuperou o nível dos 122 mil pontos.

A Jasmine Olga acompanhou os pregões desta semana agitada e explica as razões por trás desse respiro no câmbio e na bolsa nesta matéria. Uma leitura imperdível para entender a dinâmica dos mercados domésticos.

Empresas

 A saída da Andrade Gutierrez do bloco societário da CCR causou uma disparada nos papéis da empresa. Nesta matéria, explicamos porque essa mudança, que já era especulada no mercado, mexeu tanto com as ações.

 O novo presidente do Banco do Brasil usou a entrevista pós-balanço para afastar o fantasma da interferência política na instituição. Fausto Ribeiro, que assumiu o cargo no início do mês passado, afirmou que é “zero” o risco de intromissões na gestão do BB.

 A Latam enfrentou mais um trimestre turbulento. A aérea conseguiu reduzir o prejuízo líquido em 79,7%, mas ainda assim registrou perdas de US$ 430,8 milhões entre janeiro e março.

 As carnes de aves e produtos derivados de 11 frigoríficos brasileiros, incluindo sete unidades da JBS, estão proibidos de entrar na Arábia Saudita a partir do dia 23 deste mês. O motivo por trás da decisão unilateral ainda não foi revelado.

POLÍTICA

 Cidades onde o Jair Bolsonaro obteve mais de 50% dos votos no segundo turno das eleições de 2018, tiveram um número de mortes 415% maior do que nos municípios onde ele perdeu o pleito. Coincidência? Não para este estudo internacional.

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

NOVA DEBANDADA?

Mais um técnico da área de Orçamento da Economia deixa cargo e expõe novo desgaste na equipe de Paulo Guedes

O movimento de saída é comum no último ano de governo, mas agora tem ocorrido mais cedo, ainda no primeiro mês de 2022

BARRADAS NO BAILE

Madero e ISH Tech cancelam planos de IPO, elevando para 12 número de desistências na B3 neste ano; veja o que atrapalha as ofertas

E esse número pode crescer ainda mais, pois a Corsan também deve adiar sua oferta em breve. Por enquanto, restam 20 candidatas à estreia na B3

OPERAÇÃO COMPLEXA

Superintendência do Cade dá sinal verde para compra do Big pelo Carrefour, mas prescreve remédios para evitar concentração; entenda

O órgão prevê medidas estruturais e comportamentais para mitigar os problemas concorrenciais identificados durante a análise da operação

Mercados Hoje

Ibovespa tenta se manter em alta em dia negativo em NY e de grande cautela com expectativa em relação ao Fed

Dia é bastante negativo em Wall Street e especialmente na Europa, com temor de invasão da Rússia à Ucrânia e reunião do Fed na quarta-feira

Novo serviço

Saiba se você tem algum dinheiro ‘esquecido’ para receber do banco

O Banco Central disponibilizou serviço para que cidadãos e empresas consultem se têm saldos “esquecidos” em bancos ou valores a receber de devoluções ou cobranças indevidas

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies