O melhor do Seu Dinheiro
Jasmine Olga
2021-10-04T19:41:29-03:00
seu dinheiro na sua noite

Bolsa começa semana com o pé esquerdo; veja os destaques desta segunda

4 de outubro de 2021
19:40 - atualizado às 19:41
azar pé esquerdo bolsa Ibovespa
Imagem: Shutterstock

Não foi só o departamento de TI do Facebook que teve uma segunda-feira (4) difícil. Os mercados acionários globais começaram a semana com o pé esquerdo, e a aversão ao risco tomou conta dos negócios.

A crise energética que atinge a Europa e a China segue trazendo pressão extra para o movimento inflacionário global, o que leva os investidores a temerem cada vez mais a aceleração da redução dos estímulos monetários, como o já sinalizado pelo Federal Reserve. 

Na próxima sexta-feira (8), a divulgação do payroll, o relatório de emprego americano, deve deixar o cenário mais definido. Até lá, a tendência é que os investidores operem em compasso de espera.

A perspectiva de inflação mais persistente reflete em um mercado de juros mais pressionado. Nos Estados Unidos, os investidores também observam a falta de definição do Congresso americano sobre a elevação do teto da dívida federal.

Um avanço significativo dos retornos dos títulos do Tesouro americano já seria gatilho suficiente para uma queda das ações de tecnologia, mas a situação envolvendo a queda dos servidores do Facebook veio adicionar cautela à receita.

O Nasdaq encerrou o dia em queda de 2,14%, enquanto o S&P 500 e o Dow Jones recuaram 1,30% e 0,94%, respectivamente.

Sem gatilhos positivos para seguir um caminho diferente, o Ibovespa acompanhou o movimento. Nem mesmo a nova alta do petróleo e o bom desempenho da Petrobras conseguiram mudar o rumo da sessão.

O olhar dos investidores também se volta para Brasília, onde os “jabutis” que foram adicionados à MP da crise hídrica ameaçam encarecer ainda mais a conta de energia elétrica. Além disso, a indefinição em torno dos precatórios e da reformulação do Bolsa Família ainda persiste.

O Ibovespa fechou o dia em queda de 2,22%, aos 110.393 pontos. Embora o dólar tenha mostrado um comportamento de alta em todo o globo, a desvalorização do real foi mais expressiva, e a moeda americana subiu 1,44%, a R$ 5,4465. Os principais contratos de DI também avançaram. 

No noticiário corporativo, os principais destaques ficaram com a aquisição da Mosaico pelo Banco Pan e os ajustes pós-separação de Itaú e XP Investimentos: o bancão viu suas ações passarem por um desconto de 20%, e os BDRs da corretora estrearam no Ibovespa.

Veja tudo o que movimentou os mercados nesta segunda-feira, incluindo os principais destaques do noticiário corporativo e as ações com o melhor e o pior desempenho do Ibovespa.

FORA DO AR
O WhatsApp e o Instagram desabaram? As ações do Facebook foram junto. Papéis da empresa caíram quase 5% na Nasdaq; queda acentuou-se em meio à instabilidade nos serviços.

FIM DO CASAMENTO
Ação do Itaú caindo quase 20%? Calma, é só um ajuste da separação da participação do banco na XP. Os papéis do Itaú começaram o dia negociados com desconto de 18,69% para as ações ordinárias (ITUB3) e de 17,54% para as ações preferenciais (ITUB4) para refletir separação da XP.

SÓ VIU VANTAGENS
Quem ganha com a compra da Mosaico (MOSI3) pelo Banco Pan (BPAN4)? Os dois e também o BTG Pactual (BPAC11), diz o Itaú BBA. O BTG, que controla 75% do Banco Pan e também detém 13% da Mosaico, pode capturar o potencial de alta em ambos os lados do negócio.

PETRÓLEO NO AZUL
Ações da Petrobras sobem mais de 2% em dia de queda do Ibovespa. Desempenho dos papéis da estatal refletiu o anúncio da Opep+ de manter o acordo já em vigor sobre o aumento gradual da oferta da petróleo.

BANCO DIGITAL
Inter divulga prévia do 3º trimestre sem provisões extras e atinge marca de 14 milhões de clientes. Após forte queda das ações em meio a rumores de perdas no crédito, o Inter informou que o nível de provisões se manteve constante em relação aos trimestres anteriores. Não obstante, units e ações do banco tiveram as maiores quedas do Ibovespa nesta segunda.

EXILE ON WALL STREET
O caminho para o crescimento de empresas de tecnologia é bem pavimentado, mas é preciso mais cuidado com as ‘fake techs’. Na sua coluna de hoje, o sócio-fundador e CIO da Empiricus, Felipe Miranda, chama atenção para o difícil caminho que as empresas de tecnologia têm pela frente e analisa a aquisição da Mosaico pelo Banco Pan.

Quer nossas melhores dicas de investimentos de graça em seu e-mail? Clique aqui e receba a nossa newsletter diariamente
Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

EMISSÃO DE AÇÕES

Marisa (AMAR3) vai aumentar o capital social — o que isso significa para os acionistas?

A varejista de moda emitirá até 81 milhões ações a R$ 3,08 cada, um desconto de cerca de 17,5% em relação ao fechamento dos papéis ontem.

TURISMO DO FUTURO

Embraer (EMBR3) fecha mais uma parceria e vai levar seu ‘carro voador’ para a Grande Barreira de Corais, na Austrália

Em conjunto com a Nautilus Aviation, a empresa irá operar em algumas das atrações turísticas mais icônicas de do estado de Queensland

DOR NO BOLSO

IPVA 2022 encarecerá 30%, em média, em São Paulo; descubra quanto você vai pagar de imposto

E a notícia doí ainda mais no bolso porque a data de pagamento do IPVA está bem próxima: quem quiser desconto tem de quitar a soma já no próximo mês

Bitcoin (BTC) hoje

Bitcoin e ethereum despencam hoje, e principal criptomoeda do mundo se afunda ainda mais no ‘bear market’

Após uma semana que terminou com ganhos, as duas maiores moedas digitais do mercado sofreram na virada de sexta-feira para sábado

Trabalhadores em falta

Como a falta de bebês na China pode provocar uma crise financeira global

A população da China vem recuando desde 2010, e, com as taxas de natalidade nos menores níveis em 80 anos, o cenário ameaça todo o planeta