Menu
Julia Wiltgen
O melhor do Seu Dinheiro
Julia Wiltgen
Dados da Bolsa por TradingView
2021-04-06T19:33:10-03:00
seu dinheiro na sua noite

A nova geração de bilionários brasileiros

6 de abril de 2021
19:33
Selo O Melhor do Seu Dinheiro
Imagem: Montagem Andrei Morais / Shutterstock

Pode parecer um contrassenso, mas em 2020, ano da pandemia de coronavírus e de uma das maiores crises financeiras e econômicas da História, o Brasil ganhou 11 novos bilionários - em dólar.

De acordo com o famoso ranking da Revista Forbes, divulgado nesta terça-feira, o país tem hoje um total de 65 pessoas com patrimônio em dólar de pelo menos dez dígitos, liderado pelo sócio da 3G Capital e da cervejaria AB Inbev, Jorge Paulo Lemann.

Mas o perfil dos 11 novos ultrarricos mostra que esse aumento no número de bilionários brasileiros em ano de crise faz mais sentido do que parece à primeira vista.

Aparecem na lista os herdeiros do banqueiro Joseph Safra, morto no ano passado, mas também sócios de empresas de tecnologia, as grandes beneficiadas no contexto de juros baixos, liquidez abundante e vida conectada do mundo pós-pandemia.

Algumas delas são fintechs, que também vêm provocando uma verdadeira disrupção no mercado financeiro e assustando os grandes bancos tradicionais. Além, é claro, da Weg, que já foi caracterizada pelo Estadão como uma “fábrica de bilionários”.

Conheça os brasileiros com patrimônio de mais de US$ 1 bilhão que estrearam no ranking da Forbes nesta matéria.

MERCADOS

 O Ibovespa fechou o dia com leve recuo de 0,02%, aos 117.498 pontos, depois de uma segunda-feira de forte alta. Já o dólar caiu 1,41%, a R$ 5,59, refletindo um maior otimismo com a economia americana.

 As ações das novatas na bolsa Méliuz e Enjoei foram impulsionadas nesta terça por suas prévias operacionais do primeiro trimestre. Ambas mostraram forte avanço no volume de vendas pelo critério GMV e aumento no número de usuários, como você confere nesta matéria.

EMPRESAS

 As aventuras financeiras do family office Archegos devem provocar perdas da ordem de US$ 4,7 bilhões ao Credit Suisse, um dos bancos com maior exposição ao fundo. O Archegos operava no mercado altamente alavancado (utilizando recursos de empréstimos) e amargou fortes prejuízos após um punhado de apostas erradas.

 A Vitreo e o Inter Invest começaram a oferecer a seus clientes um fundo de ações de gestão conjunta. Segundo as instituições, o produto agrega “as melhores ideias” das duas casas, além de análises fundamentalistas feitas pela casa de análises Empiricus.

 A Oi prorrogou novamente o prazo do acordo de exclusividade firmado com um fundo gerido pelo BTG Pactual para discutir a venda da unidade de negócios de fibra ótica da operadora.

OPINIÃO

 O ano passado ainda não acabou: com a pandemia, os problemas, inclusive políticos e econômicos, são os mesmos. Mas desde que o ex-presidente Lula voltou à cena, só se fala em 2022. Na sua coluna de hoje, Felipe Miranda fala da importância de uma candidatura de centro, que não necessariamente precisa ser um nome novo. Mas lembra que, até as próximas eleições, ainda temos que viver este ano.

Este artigo foi publicado primeiramente no "Seu Dinheiro na sua noite". Para receber esse conteúdo no seu e-mail, cadastre-se gratuitamente neste link.

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

Ele está de volta?

Setores fazem pressão por volta do horário de verão

Criado com a finalidade de aproveitar o maior período de luz solar durante a época mais quente do ano, o horário de verão foi instituído no Brasil em 1931 pelo então presidente Getúlio Vargas e adotado em caráter permanente a partir de 2008.

MANOBRAS

Juiz põe no banco dos réus ex-gestores do banco Máxima por gestão fraudulenta

O Banco Máxima S.A. informa que seus atuais acionistas assumiram a administração do banco em 2018, após aprovação pelo Banco Central, e que os integrantes da antiga gestão não têm mais qualquer relação com a instituição financeira

Foguete? Tô fora!

Warren Buffet: o bilionário que não quer conhecer as estrelas

Enquanto Bezos, Musk e Branson protagonizam a nova corrida especial, o Oráculo de Omaha prefere apenas observar

O melhor do Seu Dinheiro

O seu momento Sherlock Holmes

Na adolescência, ouvia que quem buscasse por romance policial brasileiro deveria ler algo do Rubem Fonseca. Era uma vontade minha achar uma história desse gênero que fosse mais próxima da minha realidade — e o filtro nacionalidade me pareceu o mais adequado.  A ideia surgiu depois de ter conhecido parte das histórias criadas por Agatha […]

Mesa Quadrada

Comentarista da ESPN Paulo Antunes fala da sua paixão por futebol americano e experiência no mercado financeiro

Ele conta sobre suas aventuras na cobertura de futebol americano e basquete e ainda revela seus investimentos na Bolsa em novo episódio do podcast Mesa Quadrada

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies