Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2021-11-22T19:57:06-03:00
Vinícius Pinheiro
Vinícius Pinheiro
Diretor de redação do Seu Dinheiro. Formado em jornalismo, com MBA em Derivativos e Informações Econômico-Financeiras pela FIA, trabalhou nas principais publicações de economia do país, como Valor Econômico, Agência Estado e Gazeta Mercantil. É autor dos romances O Roteirista, Abandonado e Os Jogadores
Mudança societária

Ações da TIM Brasil (TIMS3) podem subir até 59% em caso de oferta aos minoritários com venda da Telecom Italia

O preço por ação da TIM Brasil poderia sair a R$ 21,50 em uma possível oferta — o chamado “tag along”, no jargão de mercado —, nos cálculos do BTG Pactual. Mas esse cenário é pouco provável

22 de novembro de 2021
12:37 - atualizado às 19:57
Loja da TIM
Loja da TIM - Imagem: Divulgação

As ações da TIM Brasil (TIMS3) estiveram entre os destaques de alta no pregão desta segunda-feira na B3. Os investidores reagem à oferta de US$ 12 bilhões feita pelo fundo norte-americano KKR pela Telecom Italia, controladora da operadora brasileira.

Por volta das 12h15, TIMS3 operava em alta de 3,19%, cotada a R$ 13,91. No fechamento, o papel era cotado em R$ 13,71, uma alta de 1,71% em um dia de queda do Ibovespa. O potencial de valorização das ações, contudo, pode ser bem maior caso os compradores da Telecom Italia sejam obrigados a estender a oferta aos minoritários brasileiros.

O preço por ação da TIM Brasil poderia sair a R$ 21,50 em uma possível oferta — o chamado “tag along”, no jargão de mercado —, nos cálculos do BTG Pactual. Esse valor representa um potencial de alta de 59% em relação ao preço de fechamento de TIMS3 na sexta-feira. Vale destacar, contudo, que esse é um cenário pouco provável.

A TIM Brasil faz parte do Novo Mercado da B3, que tem como regra o tag along de 100% a todos os acionistas. Em bom português, isso significa que qualquer oferta que envolva mudança no controle da empresa deve ser estendida a todos os acionistas, nas mesmas condições.

A oferta do KKR avaliou a Telecom Italia em um múltiplo entre o valor da firma e o Ebitda (EV/Ebitda) de 6 vezes. Esse índice é bem superior aos 3,9 vezes das ações TIMS3, de acordo com o BTG.

A dúvida dos investidores é: a oferta da KKR pela Telecom Italia envolve uma mudança de controle? Para o BTG, a resposta é "não", porque a operação não tira o controle da TIM das mãos da empresa italiana. Mas os analistas não descartam por completo o cenário de tag along.

TIM Brasil à venda?

Mesmo que os minoritários brasileiros não tenham direito ao tag along, a oferta da KKR pela Telecom Italia é positiva para quem tem ações da TIM Brasil.

A avaliação do mercado é que a entrada do fundo no capital da Telecom Italia vai levar a empresa a buscar alternativas para aumentar a rentabilidade do grupo. Entre as opções está a venda de ativos, incluindo a TIM Brasil.

“Esperamos que as ações da TIM reajam positivamente ao evento de hoje, pois, pelo menos por agora, a TIM foi colocada em jogo pela oferta potencial da KKR pela Telecom Italia”, escreveram os analistas do BTG.

Leia também:

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

NOVATA NA FINAL

Não estranhe: patrocinadora da final entre Palmeiras e Flamengo é a nova corretora de criptomoedas do Brasil; conheça Crypto.bom

A exchange resolveu investir no segmento de esportes e patrocina Fórmula 1, NBA e até o campeonato europeu

Raio-X

Análise: Por que a alta da inflação pode ameaçar o pacote de infraestrutura de Joe Biden?

O presidente americano tem ambiciosos planos pela frente, mas a alta da inflação e gargalos estruturais da economia podem alterar o rumo

A SEMANA EM GRÁFICOS

Covid-19 pressiona aéreas, turismo, Ibovespa e bitcoin, mas inflação avança no mundo: entenda a última semana com estes gráficos

As companhias aéreas sofreram perdas significativas na bolsa esta semana e nem o bitcoin (BTC) conseguiu se salvar

O MELHOR DA SEMANA

Piora da covid no mundo e criptomoedas além do bitcoin (BTC): 5 assuntos mais lidos no Seu Dinheiro esta semana

O mercado já trabalhava amplamente com a visão do verdadeiro normal. Mas os mercados globais voltaram a entrar em pânico com a covid-19

PAPO CRIPTO #007

Tecnologia que criou o bitcoin (BTC) pode reduzir custo de captação de recursos em quase 70%, diz chefe de ativos digitais do BTG

“Empresas pequenas e médias têm menor possibilidade de acesso ao mercado de capitais, muito por causa dos custos envolvidos”, comenta

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies