Menu
2020-10-03T13:12:07-03:00
Estadão Conteúdo
Decepção

Indicação de Kassio Nunes Marques ao STF une alas do governo

Em raro consenso, auxiliares militares, ideológicos, evangélicos e técnicos relataram desapontamento com a escolha e surpresa com a rapidez da confirmação

3 de outubro de 2020
12:50 - atualizado às 13:12
stf
Imagem: Fellipe Sampaio/SCO/STF

Ao confirmar ontem a indicação do desembargador Kassio Nunes Marques para o Supremo Tribunal Federal (STF), o presidente Jair Bolsonaro criou um inusitado consenso entre seus auxiliares militares, ideológicos, evangélicos e técnicos. Em rara concordância, nos bastidores relataram desapontamento com a escolha e surpresa com a rapidez da confirmação.

Após o anúncio na transmissão ao vivo nas redes sociais, a militância digital tratou de resumir o sentimento colocando a palavra "decepção" entre os assuntos mais comentados no Twitter. Apoiadores enviaram ao presidente, pelo WhatsApp, informações que, na visão deles, depunham contra o desembargador, mas foi em vão. O principal incômodo na base é que Marques agrada ao Congresso e a membros do STF, com quem há pouco tempo o governo e a militância trocavam farpas.

A avaliação no Planalto é que a reação nas redes sociais já é pior do que as críticas pela indicação de Augusto Aras para a Procuradoria-Geral da República, no ano passado. Supera até mesmo a ocasião em que o ex-ministro da Justiça, Sérgio Moro, deixou o governo.

Indicado com a bênção do Centrão, o empenho de Alcolumbre e com a chancela de Gilmar Mendes e Dias Toffoli, Marques se tornou imbatível, segundo interlocutores do governo, por ter o apoio do senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ). Ele é investigado no caso envolvendo seu ex-assessor Fabrício Queiroz e as "rachadinhas" na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) e que pode chegar à Corte.

Nomeação

Maria do Socorro Marques, mulher de Kassio, foi nomeada anteontem, para um cargo comissionado na Quarta Secretaria do Senado, atualmente comandada pelo senador Luis Carlos Heinze (PP-RS). A nomeação ocorreu no mesmo dia em que o presidente Jair Bolsonaro confirmou a indicação de Kassio Marques para a vaga de Celso de Mello no Supremo Tribunal Federal (STF), que se aposenta no dia 13.

Maria do Socorro era funcionária da liderança do Podemos e ocupava um cargo no gabinete do senador Elmano Férrer (PI), que recentemente foi para o PP. O partido é comandado pelo senador Ciro Nogueira (PP-PI), um dos principais líderes de Centrão, que contribuiu pela indicação e articula a aprovação de Marques pelo Senado. O presidente da Casa, Davi Alcolumbre (DEM-AP), pretende fazer a sabatina a partir dia 15.

No gabinete do Podemos, Maria do Socorro recebia R$ 11,5 mil mensais. No site do Senado não consta quanto ela receberá na secretaria comandada pelo PP. Maria do Socorro já trabalhou em gabinetes de outros parlamentares do Piauí, entre eles o do ex-senador e atual governador do Estado, Wellington Dias (PT). Ontem, Elmano Férrer voltou a comemorar nas redes sociais a escolha de Bolsonaro. "Mérito e competência do Kassio refletem em orgulho do Nordeste e do Piauí em ter um representante na mais alta Corte do país", escreveu.

A assessoria do desembargador informou que a vaga de Maria do Socorro era da cota de Elmano Férrer no Podemos, e que a migração para a Quarta Secretaria foi feita por causa mudança do parlamentar para o PP. Procurado, Heinze disse que não estava sabendo da nomeação. A reportagem não localizou Maria Socorro.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

responsabilização

JBS aprova em assembleia ação contra irmãos Batista

Processo diz respeito a prejuízos causados por crimes revelados nos acordos de colaboração e leniência firmados pela JBS com a Procuradoria Geral da República

em live

Se necessário, voltaremos a fazer transferência do BC para o Tesouro, diz secretário

Em agosto, CMN já havia autorizado o Banco Central a repassar R$ 325 bilhões para o Tesouro Nacional

Balanço do mês

Bitcoin e dólar são os melhores investimentos de outubro; ativos de risco ficaram para trás de novo

Por pouco o Ibovespa não ficou entre os melhores investimentos do mês, mas segunda onda de coronavírus na Europa derrubou as bolsas; risco fiscal, eleições americanas e indefinição quanto a estímulos fiscais nos EUA também pesaram

seu dinheiro na sua noite

O saci à solta nos mercados

Não sei dizer exatamente quando nem quem tomou a iniciativa de importar dos países anglófonos a celebração do Halloween, o Dia das Bruxas. O fato é que desde que as crianças brasileiras começaram a sair fantasiadas pedindo doces no último dia de outubro houve uma série de tentativas de “tropicalizar” o evento. Embora não seja […]

Disparou

Dívida bruta do governo deverá encerrar o ano em 96% do PIB

Endividamento cresceu 20,2 pontos por causa de pandemia.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies