Menu
2020-05-20T10:23:25-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
mudança para a classe artística

Regina Duarte deixa secretaria de Cultura do governo Bolsonaro

É a segunda baixa em uma semana. No último dia 15, o então ministro da Saúde Nelson Teich pediu demissão

20 de maio de 2020
10:11 - atualizado às 10:23
49461781407_a2c5e68bf0_c
(Brasília - DF, 29/01/2020) Encontro com a atriz Regina Duarte. Foto: Marcos Corrêa/PR -

O presidente Jair Bolsonaro disse nesta quarta-feira (20) que atriz Regina Duarte vai deixar o cargo de secretária especial de Cultura do governo federal. Ela deve assumir a Cinemateca, em São Paulo.

"Regina Duarte relatou que sente falta de sua família, mas para que ela possa continuar contribuindo com o Governo e a Cultura Brasileira assumirá, em alguns dias, a Cinemateca em SP", disse Bolsonaro em publicação em uma rede social.

A atriz Regina Duarte assumiu a Cultura no dia 4 de março, com a promessa de "pacificar" a secretaria — que lida com uma área considerada essencial pela área mais ideológica do governo.

É a segunda baixa em uma semana. No último dia 15, o então ministro da Saúde Nelson Teich pediu demissão, após divergências com Bolsonaro sobre o uso da cloroquina e as recomendações de distanciamento social.

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

Seu Dinheiro na sua noite

A receita do dr. Copom: +0,75 ponto de Selic na veia

O Copom cumpriu as expectativas e aumentou a Selic ao nível de 3,5%. No entanto, o comunicado trouxe algumas surpresas

Ficou para 31 de maio

Bolsonaro veta novo adiamento de prazo para entrega do Imposto de Renda

O presidente aceitou a recomendação feita pelo Ministério da Economia, que previa um impacto negativo na arrecadação da União e estados com uma nova data

Mudança nos juros

COMPARATIVO: Veja o que mudou no novo comunicado do Copom

Veja o que ficou igual e o que mudou na decisão do Copom a respeito da taxa Selic, elevada ao patamar de 3,5% ao ano

CRYPTO NEWS

O mercado está cheio de bitcoin, mas as prateleiras estão vazias

O fluxo de saída da criptomoeda mais famosa das exchanges é algo inédito deste ciclo e pode representar a falta do ativo nas exchanges de cripto

DIA DE DECISÃO

Copom eleva Selic para 3,5% ao ano e indica aumento semelhante na próxima reunião

Essa é a segunda alta consecutiva da Selic em 0,75 ponto percentual — no começo do ano, a taxa de juros estava nas mínimas históricas, em 2% ao ano

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies