Menu
2020-06-01T07:13:09-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
conflito entre poderes

Ministro do STF compara Brasil à Alemanha de Hitler e diz que bolsonaristas querem ditadura

Em mensagem a ministros da corte, Celso de Melo diz que “é preciso resistir à destruição da ordem democrática”, segundo informações obtidas pela Folha de S. Paulo

31 de maio de 2020
13:13 - atualizado às 7:13
Celso de Melo
Imagem: Ed Ferreira/Estadão Conteúdo

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Celso de Mello, comparou o momento vivido pelo Brasil com o da Alemanha à época de Adolf Hitler, em mensagem a ministros da corte, segundo a Folha de S. Paulo.

O decano do Supremo diz que que a intervenção militar, "como pretendida por bolsonaristas e outras lideranças autocráticas", nada mais é senão "a instauração, no Brasil, de uma desprezível e abjeta ditadura militar".

Celso de Mello afirma que, guardadas as proporções, "à semelhança do que à semelhança do que ocorreu na República de Weimar (1919-1933) parece estar prestes a eclodir no Brasil". Ele defende que "é preciso resistir à destruição da ordem democrática

O ministro do STF é relator do inquérito que investiga as acusações de ex-ministro da Justiça Sergio Moro contra Bolsonaro. A operação apura tentativas do presidente de interferir politicamente na Polícia Federal.

Até a publicação desta nota, Bolsonaro e Celso de Melo não haviam comentado publicamente o assunto.

Protesto em frente ao STF

A divulgação da mensagem pelo jornal acontece após o grupo bolsonarista "300 pelo Brasil", liderado pela ativista Sara Winter, realizar um protesto em frente à sede do STF, em Brasília.

Na noite deste sábado (30), o grupo carregou tochas acesas, e algumas pessoas usavam máscaras de personagens de filmes de terror cobrindo todo o rosto. Os manifestantes gritavam palavras de ordem contra o Supremo e o ministro Alexandre de Moraes, relator do inquérito das fake news.

O ato ocorre depois de Sara e empresários bolsonaristas terem sido alvo de mandados de busca e apreensão no âmbito da investigação que apura ameaças, ofensas e fake news contra ministros da Corte e seus familiares.

Integrantes do STF ouvidos reservadamente pelo Estadão/Broadcast apontaram semelhanças entre o protesto de Sara Winter e a manifestação de neonazistas e membros da Ku Klux Klan que ocorreu em 2017 na cidade de Charlottesville, nos Estados Unidos.

A "KKK" é organização racista dos Estados Unidos que prega a supremacia branca e já praticou inúmeros atos violentos contra negros.

A reportagem do Estadão procurou a Polícia Federal e o STF para comentar o protesto em Brasília, mas eles não se pronunciaram até a publicação deste texto. O Planalto informou que não vai comentar.

*Com Estadão Conteúdo, em atualização. Mais informações em instantes.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

escolha da CEO

Criptomeme bilionário, $moda$ de Hering e Arezzo, aposta contra o BC… veja o que bombou na semana no Seu Dinheiro

Você apostaria contra o Banco Central do Brasil?  Não falo de apostas mequetrefes com a turma do escritório, do tipo “quem perder paga uma rodada”.  Estou falando de colocar o seu patrimônio em investimentos que podem dar retornos altos se o BC estiver errado. Pois é justamente o que defende Rogério Xavier, da SPX Capital, um […]

empresa de porto alegre

Startup Zenvia entra com pedido de IPO na Nasdaq

Empresa quer levantar até US$ 100 milhões; oferta terá seus recursos destinados para pagar o montante utilizado na aquisição da startup D1, entre outros

LDO

LDO de 2022 prevê ‘vacinas’ contra manobras do Orçamento

Proposta exclui a possibilidade de indicação das emendas de relator e proíbe o Congresso de subestimar despesas obrigatórias sem aval do Executivo

negociações no varejo

Negociação de venda da Hering à Arezzo envolve questões de negócio e familiares

Alta cúpula da Arezzo passou os últimos dias em reuniões e deverá formar um grupo de trabalho para tratar sobre a proposta para a Hering, afirmou uma fonte

fique de olho

Itaú anuncia pagamento de juros sobre capital próprio

Serão R$ 0,05648 por ação, com retenção de 15% de imposto de renda na fonte; pagamento é uma antecipação aos aos dividendos e JPC do resultado de 2021

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies