Menu
2020-08-13T14:15:11-03:00
Estadão Conteúdo
OTIMISMO DO EX-SECRETÁRIO

Cintra: reforma tributária do Executivo é mais viável do que projetos da Câmara

Segundo ele, é possível que a reforma tributária seja aprovada em dois meses desde que seja o projeto de lei 3887, do governo.

13 de agosto de 2020
14:12 - atualizado às 14:15
marcos Cintra - Receita Federal
Imagem: osé Cruz/Agência Brasil

O ex-secretário especial da Receita Federal Marcos Cintra, acredita que a atual proposta de reforma tributária do governo é mais viável que outros projetos em tramitação no Congresso. "Pela primeira vez, podemos ver sucesso no andamento… Estou otimista em relação à reforma tributária", disse ele, durante live promovida pelo BTG Pactual.

Segundo ele, é possível que a reforma tributária seja aprovada em dois meses desde que seja o projeto de lei 3887, do governo, e que os complementos desoneração de folha também sejam trazidos à baila. "A reforma tributária do Executivo é mais viável do que projetos do Congresso. Lá na frente, podem se unificar novamente", avaliou

O ex-secretário não vê, contudo, a possibilidade no avanço das PECs 45 e 110.

"Em termos de criação de novos impostos, o projeto de lei 3887 não exclui a PEC 45, de trabalhar tributos do Estado. A PEC 45 pode seguir, mas tributos estaduais e federais devem ser discutidos separadamente. Aí eu vejo que tem viabilidade", avaliou Cintra.

Ele afirmou que seria 'ideal' seria incluir ICMS. Ponderou, contudo, que colocar todos os debates na mesa pode inviabilizar a reforma tributária.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

O MELHOR DO SEU DINHEIRO

As ações das novas petroleiras valem a pena?

Nos recentes movimentos de rotação de carteiras nos mercados, temos nos deparado com a dicotomia Velha Economia (empresas de segmentos tradicionais) e Nova Economia (empresas ligadas à tecnologia e novas formas de consumo). Dentro do que se convencionou chamar de Velha Economia, temos visto o destaque das empresas de commodities, justamente o forte do Brasil. […]

Problemas no paraíso

Cesp, Engie, AES Brasil e mais: seca reduz brilho de ações do setor de geração hídrica

Com menos água, as empresas geram menos em hidrelétricas, mas não ficam livres de cumprir os contratos de fornecimento de energia

Jabuti do bem?

MP da Eletrobras: contratação de térmicas a gás pode diminuir conta de luz, diz estudo da Abegás

A medida vem sendo criticada pela maioria das elétricas, que alegam que ela vai na contramão da modernização e competitividade do setor

Viagem bilionária

Bilhete dourado: comprador misterioso gasta R$ 1,4 bilhão para ir ao espaço com Jeff Bezos

O turista espacial superou cerca de sete mil ofertas em um leilão beneficente realizado para definir o tripulante da espaçonave New Shepard

Fechamento dos mercados

Vacinação no Brasil volta a fazer preço, e Ibovespa sobe 0,59%, deixando para trás cautela com ‘Super Quarta’; dólar recua mais de 1%

Mercado deve operar em compasso de espera até a próxima quarta-feira, quando os BCs do Brasil e dos Estados Unidos divulgarão as suas decisões de política monetária

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies