Menu
2020-06-08T19:05:22-03:00
Estadão Conteúdo
PGR elogiado

Aras tem agido com ‘prudência e parcimônia’, diz Toffoli

O ministro também afirmou que Aras tem exercido suas ‘funções com altivez, firmeza e liderança’, mas ‘sem fazer holofotes’

8 de junho de 2020
19:05
Augusto Aras em sabatina na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) do Senado
Augusto Aras em sabatina na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) do Senado - Imagem: Pedro França/Agência Senado

O presidente do Supremo Tribunal Federal e do Conselho Nacional de Justiça Dias Toffoli afirmou na manhã desta segunda, 8, que o procurador-geral da República, Augusto Aras tem 'agido com prudência e parcimônia' atuando 'do ponto de vista a não trazer problemas'. O ministro também afirmou que Aras tem exercido suas 'funções com altivez, firmeza e liderança', mas 'sem fazer holofotes'.

"Fica aqui o meu testemunho da firmeza, da coragem de atuação e, mais do que nunca, de não cair na vaidade que outros no passado caíam, de achar que o holofote é a solução, quando não é. É o trabalho, é a dedicação, é o conteúdo, é a defesa da instituição e é o que vossa excelência, o PGR, vem fazendo", declarou.

As afirmações foram feitas durante abertura III Fórum Nacional de Corregedores (Fonacor), evento da Corregedoria Nacional de Justiça do Conselho Nacional de Justiça para discutir soluções e projetos para o enfrentamento dos desafios dos corregedores federais, eleitorais, trabalhistas, militares e estaduais diante da realidade do Judiciário.

Além de Tofolli e de Aras, participaram da abertura do evento os presidentes da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM/RJ), e do Senado Federal, Davi Alcolumbre (DEM/AP).

Durante seu discurso, Toffoli ainda manifestou solidariedade ao PGR diante de críticas que chamou de 'injustas', sem se citar expressamente as mesmas. Recentemente, Aras divulgou duas notas públicas sobre seus posicionamentos, uma relativa às Forças Armadas e ao artigo 142 da Constituição, e outra sobre seus pareceres no âmbito do inquérito das fake news - que inclusive está pautado para análise do Plenário do Supremo Tribunal Federal nesta quarta, 10.

O chefe do Ministério Público Federal está prestes a decidir se denuncia ou não o presidente no âmbito do inquérito sobre suposta tentativa de interferência política na Polícia Federal, aberto após acusações feitas pelo ex-ministro Sérgio Moro ao anunciar sua demissão no fim de abril.

Nesta segunda, 8, o ministro Celso de Mello, relator da investigação, determinou a prorrogação das apurações por mais 30 dias, atendendo a pedido a pedido da delegada Christiane Correa Machado - chefe do Serviço de Inquéritos Especiais no STF e responsável pela condução do inquérito na PF - com 'expressa concordância' da Procuradoria-Geral da República.

Em meio a momento crítico do inquérito, o presidente Jair Bolsonaro fez diferentes gestos de aproximação com relação a Aras. Somente na última semana de abril, o presidente 'se convidou' para vistar o PGR, acenou que poderia indicar o atual chefe do Ministério Público Federal para uma vaga do Supremo Tribunal Federal e ainda condecorou Aras com Ordem de Mérito Naval.

Como mostrou o Estadão, desde que assumiu o comando do Ministério Público Federal (MPF) em setembro do ano passado, Aras vem tomando uma série de medidas que atendem aos interesses do presidente Jair Bolsonaro.

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

prévias

Eztec tem queda de 48% nas vendas no quarto trimestre

Lançamentos da empresa atingiram R$ 380,8 milhões, chegando a R$ 1,150 bilhão no ano – 85% a mais do que no terceiro trimestre

seu dinheiro na sua noite

2 milhões de mortos, 2 trilhões em estímulos e uma queda de mais de 2%

Se a primeira semana de 2021 nos mercados refletiu o otimismo geral com o novo ano que se iniciava, com perspectivas de vacinação contra o coronavírus e recuperação econômica, na segunda semana do ano, os investidores optaram pela cautela. Por ora, 2020, o ano do qual todos queríamos nos livrar, ainda não ficou para trás. […]

FECHAMENTO

Atritos políticos e covid-19 voltam para assombrar o mercado e Ibovespa recua mais de 2%; dólar sobe forte

Existe uma certa desconfiança de que o plano de US$ 1,9 trilhão apresentado por Biden encontre dificuldades de ser aprovado pelo Congresso, ainda que o democrata tenha conquistado a maioria das duas casas. No Brasil, situação do coronavírus reacende a pressão sobre o cenário fiscal

match com o mercado?

Concorrente do Tinder, Bumble pode levantar US$ 100 milhões em IPO

Ações da empresa estreiam em fevereiro na Nasdaq; companhia, que é dona do Badoo, não deu lucro no ano passado

pandemia

Itamaraty confirma que Índia atrasará entrega de vacinas

Chanceler indiano atribuiu o atraso na liberação a “problemas logísticos” decorrentes das dificuldades de conciliar o início da campanha de vacinação no país de mais de 1,3 bilhão de habitantes

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies