Menu
2020-09-19T10:55:21-03:00
Estadão Conteúdo
em recuperação judicial

Justiça dos EUA libera empréstimo de US$ 2,4 bi da Latam

Nova proposta retirou cláusula questionada por minoritários

19 de setembro de 2020
10:55
Avião da Latam
Imagem: Shutterstock

Após disputas com minoritários e um revés da Justiça dos Estados Unidos, a Latam informou ontem que recebeu aprovação do Tribunal do Distrito Sul de Nova York para a proposta de financiamento modificada, dentro do processo de recuperação judicial (Chapter 11).

"A decisão do juiz James L. Garrity Jr. permite que o grupo tenha acesso aos US$ 2,45 bilhões necessários para enfrentar os impactos da covid-19", comunicou a companhia aérea, em nota.

Acionistas minoritários da empresa haviam questionado na Justiça a proposta de financiamento inicial, que abria espaço para a conversão do valor emprestado em ações com desconto de 20%, favorecendo os controladores em detrimento dos minoritários. A nova proposta, apresentada na quinta-feira, retirou essa cláusula.

A estimativa do mercado era que o sinal verde da Justiça saísse rapidamente, uma vez que todas as barreiras haviam sido retiradas pela companhia na proposta nova. O prazo para o veredicto era de 14 dias, mas era esperado que o juiz se antecipasse diante da situação frágil do setor aéreo na pandemia.

O financiamento é composto por duas parcelas. Uma de até US$ 1,15 bilhão, sendo US$ 750 milhões fornecidos pela Qatar Airways e pelos grupos chilenos Cueto e Eblen, além de US$ 250 milhões pela empresa americana Knighthead Capital. Acionistas minoritários da Latam poderão participar com até US$ 150 milhões.

A outra parcela, de até US$ 1,3 bilhão, será liderado pela Oaktree Capital Management (companhia americana de investimento de risco), que contribuirá com US$ 1,125 bilhão, enquanto a Knighthead Capital participará com US$ 175 milhões.

Em nota, o presidente da Latam, Roberto Alvo, comemorou o resultado. "A aprovação do DIP (modelo do financiamento) é um passo muito significativo para a sustentabilidade do grupo e agradecemos o amplo interesse e confiança no que a Latam construiu e em nosso projeto de longo prazo. Agora começamos uma nova etapa, de apresentar o nosso plano de reorganização", disse.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

Orçamento em foco

Presidente da Câmara defende a desvinculação total do orçamento

Arthur Lira (PP-AL) rejeita tese segundo a qual desvinculação deixaria setores essenciais sem recursos

Liminar

Tribunal de Contas de São Paulo suspende leilão de linhas da CPTM

Leilão estava previsto para a próxima terça-feira

Contra a pandemia

Câmara dos EUA aprova pacote de US$ 1,9 trilhão

Projeto de lei segue agora para o Senado

IPO registrado

Rio Branco Alimentos protocola pedido de registro de oferta pública de ações

Oferta será primária e terá como coordenador-líder o Citi, além da coordenação do Bank of America Merril Lynch e do BTG Pactual

Boleto salgado

Aneel mantém bandeira amarela em março; conta de luz continua com taxa adicional

É o terceiro mês consecutivo que o órgão regulador aciona bandeira neste patamar

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies