Menu
2020-08-27T20:51:32-03:00
Felipe Saturnino
Felipe Saturnino
Graduado em Jornalismo pela USP, passou pelas redações de Bloomberg e Estadão.
ipo à vista

HBR Realty engrossa lista de incorporadoras e vai abrir capital na bolsa

Empresa protocolou pedido de IPO na CVM nesta quinta-feira. A operação será realizada por meio de oferta primária e secundária

27 de agosto de 2020
18:59 - atualizado às 20:51
Prédios em São Paulo
Prédios em São Paulo - Imagem: Shutterstock

Outra incorporadora quer dar ingresso na B3. Trata-se da HBR Realty Empreendimentos, que protocolou nesta quinta-feira (27) pedido de IPO (oferta pública inicial, traduzido do inglês) na Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

A operação será realizada tanto por meio de oferta primária (em que os recursos vão para a empresa) quanto secundária (em que os acionistas vendem os papéis detidos).

A oferta de ações ordinárias da HBR Realty terá também esforços de colocação no exterior, de acordo com informações do prospecto preliminar em análise pela CVM. As ações serão listadas no segmento Novo Mercado da bolsa.

Os acionistas vendedores são Hélio Borenstein e o fundo de investimentos Tierra.

A HBR, empresa de 56 anos, atua no segmento de locação de propriedades comerciais. A companhia mantém mais de 78 operações no Brasil, como lajes corporativas, malls, shopping centers, hotéis, estacionamentos, galpões, entre outros.

Ela segrega sua estratégia por meio de cinco plataformas de ativos. A ComVem, de centros de conveniência com foco em São Paulo; a HBR 3A, plataforma concebida para o desenvolvimento e gestão de lajes corporativas de alto padrão em São Paulo; a HBR Malls, de shopping centers, com abordagem oportunística para aquisições e eventuais desenvolvimentos no segmento.

Por fim, há a HBR Opportunities, que concentra ativos que representam oportunidades pontuais e complementares às demais estratégias da HBR (hotéis, empreendimentos built-to-suit, sales-lease-back, selfstorage e estacionamentos) e que possuem alto potencial de geração de valor, e a HBR Reits, que atualmente é consultora imobiliária de fundo de investimento imobiliário.

O coordenador líder da oferta será o Bradesco BBI. Fazem parte da coordenação BTG Pactual, Itaú BBA, Santander e Genial Investimentos.

Comentários
Leia também
CUIDADO COM OS ATRAVESSADORES

Onde está o seu iate?

Está na hora de tirar os intermediários do processo de investimento para deixar o dinheiro com os investidores

Primeira vez no mês

Investidores estrangeiros retiram R$ 163,047 milhões da B3 no pregão de 20/11

Naquele dia, o Ibovespa teve queda de 0,59%, a 106.042,48 pontos e giro financeiro de R$ 24,4 bilhões, em dia de preocupação com o avanço da pandemia do novo coronavírus no Brasil e no mundo, além da volta à pauta do risco fiscal.

narrativa em xeque

Mercado é completamente insensível a casos como o do Carrefour, diz gestor pioneiro em ESG

Diretor da Fama Investimentos afirma que investidores só reagiram após a repercussão de assassinato de homem negro em unidade da rede, não com a morte em si; caso põe pressão sobre narrativa ESG

Apertou

Secretário do tesouro diz que espaço para extensão de auxílio é muito reduzido

Funchal participa de audiência pública na Comissão Mista que discute as ações do governo de combate à covid-19.

RECOMENDANDO COMPRA

Cenário positivo abre caminho para valorização de 51% da Petrobras, diz BofA

Banco eleva recomendação para ações preferenciais a compra, citando que empresa é beneficiada por recuperação econômica e reestruturação

Mundo dos fundos

Está na hora de fazer rotação na bolsa? Saiba o que pensam grandes gestores

Apesar da migração recente para a “velha economia”, ações de tecnologia na bolsa seguem atrativas no longo prazo, segundo as gestoras Brasil Capital, Constellation e Velt

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies