Menu
2020-08-19T12:27:32-03:00
Vinícius Pinheiro
Vinícius Pinheiro
Formado em jornalismo, com MBA em Derivativos e Informações Econômico-Financeiras pela FIA. Trabalhou por 18 anos nas principais redações do país, como Agência Estado/Broadcast, Gazeta Mercantil e Valor Econômico. É coautor do ensaio “Plínio Marcos, a crônica dos que não têm voz" (Boitempo) e escreveu os romances “O Roteirista” (Rocco), “Abandonado” (Geração) e "Os Jogadores" (Planeta).
Incorporadoras

Gafisa parte para o ataque e lança oferta hostil para fusão com Tecnisa

Juntas, Gafisa e Tecnisa formariam a maior companhia do setor imobiliário do país, com um banco de terrenos (landbank) avaliado em R$ 10,3 bilhões e R$ 2 bilhões em lançamentos previstos para este ano e 2021

19 de agosto de 2020
11:17 - atualizado às 12:27
jardim das perdizes
Jardim das Perdizes, empreendimento da Tecnisa - Imagem: Tecnisa

Protagonista de uma série de reviravoltas corporativas e mudanças de controle nos últimos anos, a incorporadora Gafisa partiu para o ataque e lançou hoje uma proposta para combinar seus negócios com a Tecnisa. Trata-se de uma típica oferta hostil, ou seja, que não foi negociada previamente com a administração da empresa.

A Gafisa não deu detalhes de como ficaria a participação de cada empresa no novo negócio formado pela combinação. O anúncio da oferta movimenta ambas as companhias na B3.

As ações da Tecnisa (TCSA3) chegaram a subir mais de 6%, mas por volta das 11h eram negociadas em alta de 1,43% na manhã desta quarta-feira. Os negócios com papéis da Gafisa (GFSA3) ficaram suspensos nos primeiros 20 minutos de pregão e no mesmo horário recuavam 2,54%. Leia também nossa cobertura completa de mercados.

Juntas, Gafisa e Tecnisa formariam a maior companhia do setor imobiliário do país, segundo a apresentação que foi encaminhada pela Gafisa junto com o anúncio da oferta.

As duas empresas possuem um banco de terrenos (landbank) avaliado em R$ 10,3 bilhões, com R$ 2 bilhões em lançamentos previstos para este ano e 2021. O valor de mercado do estoque de imóveis prontos e em construção das incorporadoras é estimado em R$ 1,1 bilhão.

A empresa combinada ficaria com uma posição de caixa de R$ 1,057 bilhão — sendo R$ 287 milhões da Tecnisa e R$ 770 milhões da Gafisa, que inclui nessa conta uma captação que será liquidada neste mês.

A meta seria atingir um caixa de R$ 3 bilhões com uma futura oferta de ações (follow on) de R$ 1,5 bilhão na bolsa.

A Gafisa passou por maus bocados em 2018, quando o investidor Mu Hak You assumiu o comando da incorporadora. A era do gestor coreano na companhia durou pouco e no seguinte ele foi forçado a se desfazer da participação.

Hoje quem dá as cartas na Gafisa é o empresário Nelson Tanure, conhecido por investir em empresas em dificuldades e que faz parte do conselho da companhia.

Reação da Tecnisa

Resta saber como o conselho de administração da Tecnisa vai reagir à ofensiva. A primeira manifestação não foi lá muito simpática. Até porque, junto com a proposta, a Gafisa pediu a convocação de uma assembleia geral de acionistas com uma pauta polêmica.

Além da análise da proposta, está um pedido para eliminação de uma cláusula no estatuto que dificulta a aquisição de uma participação relevante por um acionista — conhecida como "poison pill" (pílula de veneno)

A Gafisa pede ainda que a assembleia de acionistas discuta a votação de nova chapa de membros do conselho de administração e um aumento de capital de R$ 500 milhões.

“O conselho de administração da companhia irá se reunir, em caráter extraordinário, para avaliar, de forma detalhada, a Proposta Não Solicitada e o Pedido de Convocação”, informou a Tecnisa, que tem a família Nigri como principal acionista, embora possua hoje a maioria das ações nas mãos de minoritários na B3.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

Mais lidas

MAIS LIDAS: De bolso cheio para brigar contra todos

Na semana em que o Seu Dinheiro completou dois anos no ar, refleti sobre quanta água rolou em tão pouco tempo. Foram muitos acontecimentos relevantes para os mercados, como eleição presidencial, guerra comercial de China e Estados Unidos, aprovação da Reforma da Previdência e a chegada do coronavírus. A Julia Wiltgen levantou o ranking de […]

Aviação regional

Governo quer licitar cinco blocos de aeroportos na Amazônia Legal

Pontapé inicial será no Amazonas, onde o governo espera transferir para uma empresa a operação de oito aeroportos regionais em 2022

Reforma Tributária

Cresce resistência a “nova CPMF”

Presidente do Senado, Davi Alcolumbre, avisou a interlocutores que a criação do imposto dificilmente passará no Congresso

Reforma Tributária

Dúvida é adotar desoneração da folha horizontal ou vertical

Há consenso sobre desonerar as empresas de tributos sobre os salários de quem ganha até um salário mínimo, mas forma ainda está em discussão no Executivo.

Referente a 2019

BR Distribuidora vai pagar R$ 547,2 milhões em dividendos adicionais

Valor equivale a R$ 0,4687 por ação, e será pago em 30 de setembro.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements