Menu
2020-03-19T13:20:21-03:00
Seu Dinheiro
Seu Dinheiro
tensão diplomática

PSL e frente Brasil-China reagem a acusações de Eduardo Bolsonaro sobre coronavírus

Filho do presidente culpou o regime comunista chinês pela pandemia do novo coronavírus

19 de março de 2020
13:19 - atualizado às 13:20
18/03/2019 Jantar oferecido pelo Conselho Empresarial Brasil-Est
(Washington, DC - EUA 18/03/2019) Deputado Federal Eduardo Bolsonaro. - Imagem: Alan Santos/PR

A Frente Parlamentar Brasil-China e o PSL, partido do deputado Eduardo Bolsonaro (SP), repudiaram nesta quinta-feira (19) a declaração do parlamentar, que culpou o regime comunista chinês pela pandemia do novo coronavírus. O episódio abriu uma crise diplomática entre os países, com a inédita reação de diplomatas de Pequim.

A frente parlamentar disse que Eduardo Bolsonaro agiu "irresponsavelmente" ao tentar "imputar à nação chinesa a culpa pelo surgimento do novo coronavírus".

"Não cabe a um parlamentar alimentar teorias conspiratórias e, por conseguinte, colocar em xeque mais de 45 anos de amizade e parceria entre duas grandes nações que sempre se respeitaram", disse a frente em nota assinada pelo presidente, deputado Fausto Pinato (SP).

"A China não apenas vem combatendo bravamente a propagação do vírus no seu território, como tem colaborado, com vários países, inclusive o Brasil, com o envio de materiais, informações e pesquisas".

Na nota, Pinato cobrou que o governo brasileiro apure ameaças ao embaixador da China em Brasília, Yang Wanming. O diplomata relatou ter sofrido ameaças nas redes sociais e depois apagou a mensagem.

"Tal imprudência, além de ser um atentado às nossas relações diplomáticas, ainda contribuíram para que o embaixador da China no Brasil, Yang Wanming, se tornasse alvos de ameaças em relação à sua segurança pessoal. Nós exigimos que o governo apure tais manifestações e assegure a integridade física do embaixador e da sua família", escreveu a frente parlamentar.

"É inaceitável que uma relação de parceria e amizade sofra um revés dessa magnitude por conta de uma atitude inconsequente e irresponsável de um parlamentar (filho do presidente da República)".

Já o PSL ressaltou que a China tem colaborado com o Brasil. "Dizer que a China foi omissa e escondeu da comunidade internacional tal hecatombe é, no mínimo, injusto.

Em nome do povo brasileiro, o PSL pede desculpas ao Partido Comunista Chinês, ao governo e ao povo daquele país", relatou o partido em nota assinada pelo presidente e deputado Luciano Bivar (PSL-PE).

A reportagem não conseguiu contato com Eduardo Bolsonaro. O espaço está aberto para manifestações de defesa do deputado. A embaixada chinesa disse que só vai se manifestar por nota e por meio das redes sociais.

*Com Estadão Conteúdo

Comentários
Leia também
ENCRUZILHADA FINANCEIRA

Confissões de um investidor angustiado

Não vou mais me contentar com os ganhos ridículos que estou conseguindo hoje nas minhas aplicações. Bem que eu queria ter alguém extremamente qualificado – e sem conflito de interesses – para me ajudar a investir. Só que eu não tenho o patrimônio do Jorge Paulo Lemann. E agora?

Pesquisa da FGV

Presente mais caro: inflação do Dia das Mães é a maior dos últimos quatro anos

Levantamento da FGV mostra que a inflação no Dia das Mães é a maior desde 2017; eletrodomésticos e passagens aéreas tiveram maiores saltos

Expansão

SPX Capital assume operações do Carlyle no país

As operações do Carlyle no Brasil serão absrovidas pela SPX Capital. Com isso, a gestora de Rogério Xavier se expande em private equity

ESTRADA DO FUTURO

Um pé no abismo e outro na casca de banana: como identificar ações de empresas decadentes

Excesso de otimismo, planos mirabolantes e desprezo pela inovação estão entre as receitas para uma empresa falhar, segundo o gestor que se dedicou a descobrir empresas terríveis

Novo competidor

Grupo catarinense que fatura R$ 8,8 bi vai abrir 1º atacarejo no estado de SP

O Grupo Pereira vai abrir uma unidade da Fort Atacadista, sua bandeira de atacarejo, na cidade de Jundiaí; forte competição em SP é desafio

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies