Menu
2020-09-11T16:59:22-03:00
Estadão Conteúdo
política fiscal americana

Déficit dos EUA quase triplica nos primeiros 11 meses deste ano fiscal

O total da dívida detida pelo público aumentou a US$ 20,8 trilhões até a quarta-feira, de US$ 17,4 trilhões no início de março

11 de setembro de 2020
16:59
estados unidos eua pib dólar
Imagem: Shutterstock

O custo do serviço da crescente dívida dos Estados Unidos continuava a diminuir ao longo dos 11 primeiros meses do atual ano fiscal, o que sugere que o país continua a ter espaço para emprestar e combater os impactos da pandemia da covid-19. O déficit anual quase triplicou nos primeiros 11 meses do ano fiscal, a US$ 3 trilhões, de US$ 1 trilhão em igual intervalo do ano anterior.

O total da dívida detida pelo público aumentou a US$ 20,8 trilhões até a quarta-feira, de US$ 17,4 trilhões no início de março.

A demanda pela segurança dos Treasuries tem mantido os juros perto da mínimas históricas neste ano, levando os custos líquidos com juros a uma queda de 10% entre agosto e outubro, informou nesta sexta-feira o Tesouro americano. "Isso ocorre apesar de um aumento significativo no nível da dívida em circulação", afirmou uma graduada autoridade do Tesouro em telefonema com repórteres.

*Com informações da Dow Jones Newswires

Comentários
Leia também
Um self service diferente

Como ganhar uma ‘gorjeta’ da sua corretora

A Pi devolve o valor economizado com comissões de autônomos na forma de Pontos Pi. Você pode trocar pelo que quiser, inclusive, dinheiro

fique de olho

Itaú anuncia pagamento de juros sobre capital próprio

Serão R$ 0,05648 por ação, com retenção de 15% de imposto de renda na fonte; pagamento é uma antecipação aos aos dividendos e JPC do resultado de 2021

mudanças na estatal

Conselheiro recém-eleito da Petrobras renuncia

Marcelo Gasparino da Silva foi eleito no último dia 12; executivo indica medida como “irrevogável”

seu dinheiro na sua noite

B3 Fashion Week

A semana de moda da bolsa brasileira está pegando fogo! Flashes por todos os lados, comentários entusiasmados, queixos caídos a cada novo desfile. As grandes marcas não pouparam esforços para a coleção outono/inverno — e, como era de se esperar, um intenso burburinho toma conta dos bastidores. Essa sexta-feira foi particularmente animada, com a Renner […]

Moradia classe A

Pandemia, juros baixos e dólar caro: combo impulsiona o mercado de imóveis de luxo

Uma combinação que prejudicou boa parte das empresas brasileiras acabou beneficiando o segmento imobiliário de alto padrão

fechamento da semana

Brasília impede Ibovespa de decolar, mas saldo da semana ainda é positivo; dólar vai a R$ 5,58

No Brasil, o que garantiu um bom desempenho do Ibovespa foi a alta das commodities e a recuperação econômica de Estados Unidos e China.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies