Menu
2020-03-08T13:09:16-03:00
Estadão Conteúdo
Impactos da epidemia

Coronavírus faz Itaú reduzir projeção para PIB mundial

Banco revisou expectativa de crescimento mundial em 2020 de 3,1% para 2,7% em consequência da difusão do coronavírus

8 de março de 2020
14:56 - atualizado às 13:09
coronavírus vírus máscaras
Imagem: Shutterstock

A equipe de analistas do Itaú Unibanco enviou para clientes do banco na noite de sexta-feira relatório em que reporta revisão da sua projeção de crescimento mundial em 2020 de 3,1% para 2,7%.

Leia também:

“Também baixamos nossas previsões de crescimento para China no ano, para 5,3% ante 5,8%, e Europa, para 5,3%, ante 5,8%. Mas mantemos a projeção de crescimento do PIB dos EUA em 2,0% para 2020”, escreveram os economistas do Itaú Unibanco.

As alterações foram feitas pautadas por expectativas de que a difusão do coronavírus pelo mundo, atingindo mais de 80 países em todas as regiões, vai afetar a economia mundial.

“Em nossa visão, as respostas de política econômica ajudarão a amortecer a queda, mas os riscos adversos para o cenário permanecem”, apontaram os analistas.

“Antes concentrado na China, o novo coronavírus continua a se difundir pelo globo, atingindo mais de 80 países em todas as regiões. Além de um grande problema de saúde pública, a epidemia segue afetando preços de ativos e as cadeias de produção global”, acrescentaram os economistas do Itaú Unibanco.

De acordo com os profissionais do banco, para mitigar os impactos da epidemia na economia e nas condições financeiras, também crescem apelos por políticas econômicas mais estimulativas.

Foi nesse contexto, avaliam os economistas do Itaú, que o Federal Reserve (Fed, o banco central dos Estados Unidos) implementou um corte emergencial de 0,50 ponto porcentual na taxa básica de juros norte-americana. “Em nossa visão, uma nova redução, de 0,25 ponto, provavelmente está a caminho”, observam.

Para o Itaú Unibanco, os EUA parecem mais resilientes neste momento e, apesar de uma pequena desaceleração no curto prazo, devem se recuperar de maneira mais rápida nos trimestres à frente, devido aos estímulos monetários. A exemplo do Fed, outros bancos centrais também seguiram ou ainda devem seguir na mesma direção.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

App da Pi

Aplique de forma simples, transparente e segura

desafio dos 21 dias

Lição #14: De olho na sua reserva de emergência

Na lição #14 do Desafio dos 21 dias do Felipe, ele chamou a atenção dos investidores para a reserva de emergência, aquele dinheirinho destinado para o seu ‘colchão’ de liquidez… Na sua visão, antes mesmo de começar a aplicar dinheiro, é preciso pensar bem onde alocar a sua reserva. E, depois do que aconteceu em […]

Produto Interno Bruto

PIB pode cair em torno de 4% em 2020, diz Guedes

Ministro afirma que o o Brasil gastou 10% do Produto Interno Bruto na ‘operação de resgate na pandemia’; projeções de mercado estão em recuo de 5,5% a 5,0%

DEVAGAR COM O ANDOR

‘Há grande trabalho a fazer antes de decisão sobre moedas digitais’, diz presidente do Fed

Powell diz que é preciso ter certeza que divisas digitais podem melhorar a efetividade e segurança do sistema de pagamentos

Facilitação do comércio

Bolsonaro cita pacote de acordos comerciais e anticorrupção com os EUA

Presidente afirma que o Brasil vai continuar sua ‘ambiciosa agenda de reformas’, após a aprovação da reforma da previdência

DE SAÍDA?

C&A sobe mais de 8% após notícia sobre controlador querendo vender sua fatia na empresa

Família controladora já se desfez de participações no México e na China para se concentrar na Europa

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu
Advertisements