Menu
2020-06-02T18:30:57-03:00
Felipe Saturnino
Felipe Saturnino
Graduado em Jornalismo pela USP, passou pelas redações de Bloomberg e Estadão.
Assistência para saúde e emprego

Bank of America anuncia ajuda de US$ 1 bilhão contra desigualdade racial e econômica nos EUA

Programas financiados estão voltados a propiciar assistência a comunidades não-brancas que experienciam maior impacto da crise de saúde, em meio a manifestações ao redor do país após a morte de George Floyd, negro asfixiado por um policial em Minneapolis

2 de junho de 2020
15:31 - atualizado às 18:30
Bank of America
Imagem: Shutterstock

O Bank of America anunciou nesta terça-feira (2) ajuda financeira adicional no valor de US$ 1 bilhão, em um compromisso de quatro anos, com o objetivo de auxiliar comunidades locais a tratar a aceleração de desigualdades racial e econômica causada pela pandemia.

Os programas estão voltados a propiciar assistência a comunidades que experienciam maior impacto da crise de saúde — como negros e latinos — e ocorre em meio a manifestações ao redor do país após a morte de George Floyd, negro asfixiado por um policial em Minneapolis, no estado de Minnesota.

"Os eventos da última semana criaram um senso de verdadeira urgência que surgiu pelo nosso país, particularmente em vista das injustiças raciais que nós temos visto nas comunidades onde trabalhamos e vivemos. Todos nós precisamos fazer mais", disse o CEO do banco, Brian Moynihan.

O trabalho será feito por programas que focam em mobilidade econômica e desenvolvimento da força de trabalho, os quais já recebem apoio do Bank of America, segundo nota do banco. No entanto, a contribuição deverá fortalecer o foco e acelerar os recursos, adicionando ênfase particular nos serviços de saúde.

Segundo a nota do banco, as áreas apoiadas serão as de saúde, de treinamento profissional, ajuda a pequenos negócios e habitação. Os programas serão executados pelos 91 presidentes locais do Bank of America nos Estados Unidos, além de executivos do banco em outros países.

A ação do Bank of America inclui US$ 100 milhões adicionais para dar ajuda a parceiros sem fins lucrativos em suas comunidades.

Enquanto isso, serão disponibilizados US$ 250 milhões no empréstimo a empresas menores e pertencentes a minorias por meio de apoio ao desenvolvimento financeiro de comunidades e de instituições depositárias minoritárias.

São atribuições do programa, também, testagem contra vírus, telemedicina, clínicas de vacinação contra a gripe e outros serviços de saúde com foco em comunidades negras, parcerias com universidades historicamente negras e instituições hispânicas para contratações, programas de pesquisa e outras áreas de oportunidades mútuas.

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

nova fase

Descredenciada pela XP, EWZ Capital estreia parceria com o BTG Pactual

Empresa, que tem foco educacional e no segmento de renda variável, quer avançar dos atuais R$ 630 milhões em patrimônio investido para R$ 1 bilhão

Dia de decisão

Fed mantém juros e ritmo de estímulos, mas fala de Powell pesa nos mercados

Presidente do Federal Reserve vê um longo caminho até que a economia americana se recupere dos impactos do coronavírus

desigualdade de gênero

Fundos têm que investir em empresas com mulheres no conselho, diz Luiza Trajano

No Brasil, 8% das posições em conselhos de administração, instância estratégia de uma companhia, são ocupadas por mulheres

Reação

Dias melhores virão para a Cielo? Saiba o que o mercado espera para a empresa depois do lucro acima do esperado

Empresa de maquininhas de cartão registra o primeiro aumento no lucro trimestral em três anos e ações disparam na B3. Mas os analistas ainda não recomendam a compra dos papéis

em meio à pandemia

Financiamento imobiliário cresce 58% em 2020 e bate recorde histórico

Expansão do crédito imobiliário em 2020 foi puxada, principalmente, pela liberação de financiamentos para a pessoa física fazer a compra de moradias

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies