Menu
Marina Gazzoni
O melhor do Seu Dinheiro
Marina Gazzoni
É CEO do Seu Dinheiro
2020-05-27T09:17:26-03:00
Tudo que vai mexer com seu dinheiro hoje

16 notícias para começar o dia bem informado

27 de maio de 2020
9:16 - atualizado às 9:17
O Melhor do Seu Dinheiro; investimentos
Imagem: Andrei Morais/Seu Dinheiro

Warren Buffett se desfez de todas as suas ações de companhias aéreas americanas durante a crise do coronavírus. Ele viu um risco elevado no segmento - e não uma oportunidade de levar barganhas. Será que ele estava certo?

No seu texto de hoje, o mestre Ivan Sant’Anna traz um panorama sobre os efeitos da crise no setor aéreo. O que vai acontecer com a Boeing, que já estava encrencada e com pátios lotados de um avião problemático? E o que será das empresas aéreas? A Latam já pediu recuperação judicial... E os aeroportos, ainda são um bom negócio?

Ivan relembra outras crises para dar uma dimensão do problema e dá sua opinião se vale ou não investir no setor aéreo. O texto é um dos benefícios para os leitores Premium do Seu Dinheiro. Você pode virar Premium aqui (o acesso é gratuito por 30 dias - caso não goste é só pedir 100% de reembolso).

O que você precisa saber hoje

MERCADOS

O Ibovespa registrou queda de 0,23% ontem, aos 85.468,91 pontos, e o dólar à vista caiu 1,83%, a R$ 5,3578, em um dia de otimismo nos mercados globais. 

O que mexe com os mercados hoje? Em meio às tensões entre Estados Unidos e China, os investidores seguem otimistas com a reabertura econômica em alguns países e com um possível tratamento para a covid-19. Na Ásia, as bolsas fecharam o dia de forma mista. Nesta manhã, o mercado aguarda com otimismo um novo pacote de estímulos bilionário da União Europeia. Os índices futuros em Nova York e as bolsas europeias amanhecem em alta firme. 

SEU DINHEIRO PREMIUM
• Quanto vai custar o coronavírus para a aviação global? Ivan Sant’Anna lembra que o governo americano gastou US$ 5 bilhões para socorrer as companhias aéreas americanas após o 11 de Setembro - e elas ficaram apenas dois dias com voos suspensos. No texto de hoje, Ivan reflete sobre os impactos da crise do coronavírus e dá sua opinião se vale ou não investir no setor aéreo agora. O conteúdo é um dos benefícios exclusivos para leitores Premium.  Você pode destravar seu acesso aqui.

EMPRESAS

 O presidente da Mastercard, João Pedro Paro Neto, revela que a pandemia acelerou a migração para meios de pagamentos digitais. Em entrevista exclusiva ao Vinícius Pinheiro, ele conta como você vai pagar suas contas após a quarentena.

 O lucro da rede de shoppings Iguatemi caiu 77,5% no primeiro trimestre, para R$ 12,5 milhões. A empresa foi afetada pelo fechamento da maioria das lojas no fim de março.

 Shoppings e centros comerciais do Distrito Federal reabrem as portas hoje. Segundo decreto, o horário de funcionamento será restrito, das 13h às 21h.

 A reestruturação da Latam deve durar até 18 meses, segundo o presidente do grupo, Roberto Alvo. A aérea pretende manter as operações em escala reduzida, cortar o quadro de funcionários e devolver jatos.

 A Nasa e a SpaceX, do bilionário Elon Musk, enviam uma missão tripulada ao espaço hoje. Saiba como acompanhar a transmissão ao vivo

 O “efeito batom” não apareceu na pandemia, segundo o presidente do grupo Boticário, Artur Grynbaum. Em entrevista ao Estadão, o executivo conta como sentiu a crise e qual é o plano de retomada. 

 Mesmo com a crise, o governo está contratando estudos para a privatização dos Correios, segundo o secretário-executivo do Ministério da Economia, Marcelo Guaranys. Avaliação é de que a situação econômica pode ser melhor daqui a três meses. 

 A Aneel retirou de pauta o processo de reajuste das tarifas da Cemig. Os valores atuais serão prorrogados até 30 de junho. 

ECONOMIA

O Brasil tem 391,2 mil casos confirmados de coronavírus, segundo o Ministério da Saúde. São 24,5 mil mortes.

O presidente Jair Bolsonaro disse não poderá mais socorrer Estados e insistiu na reabertura da economia. Ele se comprometeu a sancionar o projeto de socorro aos entes da federação até hoje.

 A MP que aumenta a remuneração da Polícia Militar, do Corpo de Bombeiros Militar e da Polícia Civil do Distrito Federal foi publicada ontem. As categorias terão um reajuste de 8% a 25% a um custo de R$ 505 milhões ao ano.

A Câmara aprovou a MP que aumenta o salário mínimo para R$ 1.045 em 2020. O texto, que segue para análise do Senado, incorpora a inflação um pouco acima do esperado no ano passado.

 A presidente do Banco Central Europeu, Christine Lagarde, disse que a zona do euro deverá sofrer uma contração econômica que ficará entre os cenários "médio" e "severo".

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

Dinheiro no bolso

Banco do Brasil anuncia percentual do lucro que vai pagar em dividendos em 2020 e 2021

Banco pretende distribuir 35,29% do lucro líquido do ano de 2020 aos acionistas e 40% do resultado deste ano

Seu Dinheiro na sua manhã

Pendurados em São Pedro

O desempenho pífio da economia brasileira nesta última década, quem diria, pode ter nos livrado de um grande problema: um novo racionamento de energia. A ameaça vem desde 2013, quando o país passou a consumir um volume muito grande de energia das hidrelétricas, o que derrubou o nível dos reservatórios — mais uma herança do […]

Pré-mercado

Em dia de feriado na B3, bolsas internacionais reagem a notícias sobre covid-19 e balanços

Semana nas bolsas será marcada pela divulgação dos balanços dos pesos pesadíssimos da tecnologia Microsoft, Apple, Facebook, Tesla e Amazon

Mais uma baixa

Wilson Ferreira Junior vai deixar a presidência da Eletrobras

A saída do presidente da Eletrobras enfraquece ainda mais a ala liberal do governo Bolsonaro e deve jogar ainda mais terra no plano de privatização da companhia

Entrevista

Como blindar a Petrobras do populismo com o preço dos combustíveis? Para Adriano Pires, a solução está na venda das refinarias

O diretor do Centro Brasileiro de Infraestrutura (CBIE) também defende o uso do gás do pré-sal para afastar o risco de um novo racionamento de energia no país

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies