Menu
Marina Gazzoni
O melhor do Seu Dinheiro
Marina Gazzoni
É CEO do Seu Dinheiro
2020-09-18T11:49:42-03:00
Tudo que vai mexer com seu dinheiro hoje

8 notícias para começar o dia bem informado

17 de setembro de 2020
9:55 - atualizado às 11:49
Selo O Melhor do Seu Dinheiro; investimentos
Imagem: Montagem Andrei Morais / Shutterstock

Nada mudou na taxa de juros brasileira. Ao contrário do que fez nas últimas nove reuniões do Copom, o Banco Central decidiu ontem não cortar a taxa de juros. A Selic permanece em 2% ao ano, a mínima histórica.

A decisão veio em linha com as expectativas dos mercados. Sem surpresas ou sobressaltos, como tem que ser uma política monetária bem executada.

Agora os mercados se debruçam sobre o comunicado de 954 palavras do Banco Central, que traz as justificativas para a manutenção do juro e sua visão para o futuro.

Em entrevista ao Seu Dinheiro, o diretor do Asa Investments e ex-secretário do Tesouro, Carlos Kawall, avaliou que havia espaço para um corte adicional, mas que o Banco Central acertou ao fazer uma parada técnica. Em vez de reduzir o juro, ele sinalizou no comunicado que vai demorar mais para voltar a subir a taxa.

A interpretação de Kawall é de que é mais provável uma nova queda dos juros em 2020 e 2021 do que uma alta, mesmo com as recentes pressões inflacionárias. Veja aqui a entrevista completa concedida ao repórter Felipe Saturnino.

O que você precisa saber hoje

MERCADOS

O Ibovespa caiu 0,62% ontem, aos 99.675,68 pontos, acompanhando a deterioração dos negócios em Wall Street. Já o dólar à vista recuou 0,96%, a R$ 5,2384.

O que mexe com os mercados hoje? Os investidores devem repercutir as decisões de política monetária anunciadas na tarde de ontem pelos bancos centrais do Brasil e dos Estados Unidos. Nesta quinta-feira, o dia começa com o sinal negativo prevalecendo nos mercados internacionais. As bolsas asiáticas fecharam em queda durante a madrugada. As principais praças europeias e os índices futuros em Nova York também operam no vermelho.

SEU DINHEIRO PREMIUM
• A inflação concentrada em parte dos alimentos acendeu o sinal amarelo do governo, que ameaçou deixar o liberalismo de lado ao pedir “patriotismo” aos donos de supermercados. O colunista Ivan Sant’Anna analisa o caso e conta como você pode proteger seus investimentos da alta dos preços. O conteúdo é exclusivo para leitores Premium do Seu Dinheiro, cujo acesso pode ser liberado aqui.

EMPRESAS

A BRF anunciou uma oferta de US$ 500 milhões em títulos da dívida (bonds) de 30 anos, com taxa de 5,750% ao ano. Os títulos têm vencimento em 21 de setembro de 2050.

 Os bancos estão travando uma “guerra das chaves” para ganhar o cliente, faltando dois meses para o início do PIX - o sistema brasileiro de pagamentos instantâneos. Esta matéria mostra a intensa movimentação das instituições financeiras para oferecer o produto.

ECONOMIA

O presidente Jair Bolsonaro entrou com um recurso no STF contra a decisão do ministro Celso de Mello que determinou que o chefe do Executivo prestasse um depoimento presencial. A investigações apuram se ele tentou interferir politicamente na Polícia Federal.

O Brasil chegou a 134 mil mortes por covid-19, segundo o Ministério da Saúde. O total de casos é de 4,4 milhões.

Comentários
Leia também
INVISTA COMO UM MILIONÁRIO

Sirva-se no banquete de investimentos dos ricaços

Você sabe como ter acesso aos craques que montam as carteiras dos ricaços com aplicações mínimas de R$ 30? A Pi nasceu para colocar esses bons investimentos ao seu alcance

seu dinheiro na sua noite

Fidelidade em baixa com a pandemia

Não, não estou falando da fidelidade entre casais. Até porque, por mais que a convivência excessiva em família na quarentena tenha abalado alguns casamentos, o momento não anda muito propício às puladas de cerca. Estou falando do setor de fidelidade, que abarca as empresas de programas de pontos e milhagem, sobretudo aqueles ligados às companhias […]

Empresa ligada à Vale

Justiça aprova pedido de Recuperação Judicial da Samarco

RJ não terá impacto nas atividades operacionais da mineradora, nem nas ações de reparação e compensação pela tragédia de Mariana

FECHAMENTO

Ibovespa ignora tensão em Brasília e NY no vermelho e avança 1%; dólar também sobe

Enquanto as blue chips garantiram o bom desempenho do Ibovespa, o dólar avançou 0,84%, pressionado pelo noticiário em Brasília

Exaltou integração

Presidente do Banco Central não enxerga competição entre bancos e fintechs

Segundo Campos Neto, a integração entre as mídias sociais e o sistema financeiro é maior inovação que existe no momento

Menos pontos e milhas

Setor de empresas de fidelidade encolhe quase 30% em 2020

O segmento de fidelidade movimentou R$ 5,3 bilhões em 2020, segundo a Associação Brasileira das Empresas do Mercado de Fidelização (ABEMF)

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies