Menu
Marina Gazzoni
O melhor do Seu Dinheiro
Marina Gazzoni
É CEO do Seu Dinheiro
2020-06-17T10:14:53-03:00
Tudo que vai mexer com seu dinheiro hoje

13 notícias para começar o dia bem informado

17 de junho de 2020
9:55 - atualizado às 10:14
O Melhor do Seu Dinheiro; investimentos
Imagem: Andrei Morais/Seu Dinheiro

O ponto mais alto do dia hoje será no fim da tarde, quando o Comitê de Política Monetária do Banco Central, o Copom (ou “Copão”, como brincamos na redação), divulga sua decisão sobre a taxa de juros brasileira. A maioria do mercado espera um corte de 0,75 ponto, o que derrubaria a taxa para 2,25% ao ano.

Tão importante quanto o número é o texto do comunicado do BC. Vivemos tempos estranhos na economia, com uma pandemia que pouco se sabe como vai terminar e uma política estimulativa dos bancos centrais sem precedentes. 

O mercado quer sinalizações do que vem pela frente e qual o limite da atuação do banco central brasileiro.

Nós vamos acompanhar a decisão por aqui. Sugiro fortemente que você fique ligado no Seu Dinheiro hoje.

O que você precisa saber hoje

MERCADOS

O Ibovespa subiu 1,25% ontem, para 93.531,17 pontos. O dólar à vista fechou em alta de 1,79%, a R$ 5,2340. O dia foi marcado por um otimismo com a economia americana e cautela com a segunda onda do coronavírus.

 O Banco Central vai anunciar no fim do dia sua decisão para a taxa de juros. A expectativa da maioria do mercado é de redução da Selic em 0,75 ponto percentual, de 3% para 2,25% ao ano. Entenda o cenário e o impacto para seus investimentos.

O que mexe com os mercados hoje? Enquanto investidores locais aguardam a decisão do Copom, tensões geopolíticas envolvendo China, Índia e as duas Coreias ficam em primeiro plano, limitando os ganhos do mercado. Na Ásia, as bolsas fecharam o dia com ganhos moderados. Tanto os índices futuros em Nova York quanto o pregão europeu operam em leve alta nesta manhã. 

EMPRESAS

 Sem traçar uma meta, o Itaú diz esperar que o programa criado para ajudar pessoas físicas e empresas a atravessarem a crise 'se multiplique' no segundo semestre. Até o momento, a medida alongou mais de R$ 40 bilhões em dívidas e concedeu R$ 10 bilhões em crédito novo.

O consumo de gás natural caiu 25% em abril, na comparação anual. A inadimplência, com impactos nos setores automotivo, no comércio e na indústria, preocupa as distribuidoras.

 A startup de transferências internacionais Remessa Online anunciou que recebeu um aporte de R$ 110 milhões em rodada liderada pelo fundo Kaszek, que já fez investimentos em empresas como Nubank, Loggi e QuintoAndar. 

ECONOMIA

 O Brasil tem 45.241 mortes por covid-19, segundo o Ministério da Saúde. São 923.189 pessoas infectadas.

 O Senado deu o aval para o governo prorrogar a suspensão de contratos de trabalho e a redução de jornadas e salários até o fim do ano. O texto vai para sanção presidencial. 

 A Câmara aprovou a MP que reduz as contribuições obrigatórias de empresas para financiamento de serviços sociais autônomos, o Sistema S. Em uma derrota para o governo, deputados diminuíram o período do corte das contribuições de três para dois meses.

 O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, defendeu a retomada de discussão sobre a reforma tributária o mais rápido possível. 

 A população inscrita no programa Bolsa Família começa a receber hoje a terceira parcela do auxílio emergencial. Os repasses de R$ 600 a R$ 1.200 obedecem ao calendário habitual do programa. 

 Os EUA anunciaram um candidato próprio para disputar a presidência do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). Até ontem, o governo brasileiro acreditava que teria o apoio de Trump no pleito e conseguiria emplacar um nome para a presidência da instituição.

 O Guia Definitivo do Imposto de Renda: libere aqui o seu acesso por sete dias sem compromisso.

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

pandemia

Brasil registra 1.340 mortes por covid-19 em 24h

Resultado ficou atrás apenas do dia 7 de janeiro, quando foram confirmadas 1.524 novos falecimentos

seu dinheiro na sua noite

Tudo caiu – até o forward guidance

Os mercados domésticos ficaram hoje divididos sob a influência de acontecimentos distintos, o que resultou em um comportamento geral incomum: tudo caiu. O Ibovespa perdeu o patamar dos 120 mil pontos e fechou em queda, na contramão das bolsas americanas, animadas pela posse do novo presidente Joe Biden e a nova fornada de estímulos fiscais […]

Análise

Sem o “forward guidance”, Banco Central arranca bola de ferro dos pés

Decisão do BC de abrir mão do compromisso de não mexer com os juros foi acertada, mas a adoção do instrumento mais ajudou ou atrapalhou a economia?

sem "efeito Biden"

Vacinação e risco fiscal derrubam o Ibovespa em dia de festa em NY; dólar também recua

Euforia dos mercados internacionais com o “efeito Biden” foi barrada pelas incertezas domésticas e fez a bolsa brasileira ir na contramão de NY

taxa básica

BC mantém Selic em 2% ao ano, mas retira o ‘forward guidance’

Bolsa pode ter realização de lucros nesta quinta com derrubada de prescrição, diz especialista; decisão de hoje acontece em meio à alta dos preços das commodities e à valorização do dólar

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies