Menu
Marina Gazzoni
O melhor do Seu Dinheiro
Marina Gazzoni
É CEO do Seu Dinheiro
2020-11-05T09:39:03-03:00
Tudo que vai mexer com seu dinheiro hoje

9 notícias para começar o dia bem informado

5 de novembro de 2020
9:39
O Melhor do Seu Dinheiro; investimentos
Imagem: Andrei Morais/Seu Dinheiro

No exato momento em que escrevo esta newsletter, não sei quem será o presidente dos Estados Unidos nos próximos quatro anos. E essa não é a única coisa importante que eu não sei agora.

Outras questões relevantes que derrubaram os mercados na semana passada ainda estão sem respostas: qual o tamanho da segunda onda do coronavírus na Europa? Será que ela chegará ao Brasil? Eu não sei também.

Só sei que nada sei, como disse Sócrates, sempre atual.

Mesmo sem a clareza do cenário, precisamos tomar decisões importantes. Quem está à frente de um negócio, precisa decidir se volta para o escritório e qual o orçamento de 2021.

Cada um de nós tem suas próprias decisões financeiras a tomar. O que fazer com o seu patrimônio? Vai continuar na poupança? Vai fazer um plano de previdência? Vai entrar na bolsa agora? Não se iluda: não fazer nada também é uma escolha.

Quem estiver pensando em aproveitar que a bolsa brasileira ainda está abaixo dos 100 mil pontos, o Seu Dinheiro traz hoje sugestões de ações para comprar.

A Ação do Mês de novembro é um papel resiliente a crises, daqueles para enfrentar qualquer cenário e segurar na carteira por um bom tempo. É uma ação coringa para um cenário de tantas incertezas.

Para você ter uma ideia, de 14 corretoras consultadas pela repórter Jasmine Olga, nove selecionaram essa ação entre suas três favoritas.

Todo mês o Seu Dinheiro consulta as corretoras para saber quais são seus três papéis preferidos (geralmente, suas carteiras recomendadas têm 10 ações). A partir desta lista tríplice, fazemos um cruzamento de dados e apontamos a Ação do Mês.

Além da vencedora, o Seu Dinheiro traz também a lista completa de todas as ações favoritas das 14 corretoras consultadas.

Como fomos no mês passado? A campeã de indicações em outubro foi a ação da Gerdau, que avançou 5,04% no período, enquanto o Ibovespa recuou 0,7%.

O conteúdo é exclusivo para os leitores Premium do Seu Dinheiro. A assinatura custa R$ 5 ao mês, mas você pode liberar aqui uma degustação sem compromisso por 30 dias.

PS: por que não é de graça? É com o valor das assinaturas que o Seu Dinheiro financia a produção de mais de 1.000 conteúdos gratuitos por mês. Convenhamos, é um preço simbólico para um conteúdo que pode te entregar um retorno financeiro.

O que você precisa saber hoje

MERCADOS

O Ibovespa subiu 1,97%, aos 97.866,81 pontos, acompanhando o bom humor das bolsas americanas. O dólar teve um dia de alívio com a melhora do cenário político em Brasília e fechou em queda de 1,7%, a R$ 5,6643.

O que mexe com os mercados hoje? A apuração do resultado das eleições americanas segue, com Joe Biden na liderança até o momento. Os investidores ignoram o risco de judicialização da eleição, pretendida por Donald Trump, e seguem otimistas. Na agenda, destaque para a decisão de política monetária do Federal Reserve. As bolsas asiáticas fecharam no azul. Os índices futuros em Nova York e as principais praças europeias operam em alta firme.

EMPRESAS

 A Ultrapar, Hering e EcoRodovias, empresas do Ibovespa, divulgaram os seus resultados do terceiro trimestre na noite de ontem. Confira aqui os números que devem mexer com os mercados nesta quinta-feira.

 Agora pela manhã foi a vez do Banco do Brasil divulgar os seus números do terceiro trimestre. A companhia teve um lucro de R$ 3,5 bilhões no período, abaixo das projeções dos analistas.

 Lá fora, o Mercado Livre registrou uma alta de 62,1% no seu volume de vendas no e-commerce. As ações reagiram bem e subiram mais de 4% ontem no after market.

 Hoje é dia de estreia na bolsa. As ações da plataforma de cupons de desconto Méliuz começam a ser negociadas nesta quinta-feira, a R$ 10. Mas o que planeja a Méliuz? O Kaype Abreu te conta nesta matéria.

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) multou em R$ 450 mil a KPMG e seu sócio Manoel Fernandes Rodrigues de Sousa por irregularidades nas auditorias das demonstrações financeiras da Petrobras nos anos de 2009 a 2014.

ECONOMIA

O Brasil registrou 610 mortes e 23,9 mil novos casos do coronavírus nas últimas 24 horas, segundo boletim do Ministério da Saúde.

Comentários
Leia também
OS MELHORES INVESTIMENTOS NA PRATELEIRA

Garimpei a Pi toda e encontrei ouro

Escolhi dois produtos de renda fixa para aplicar em curto prazo e dois para investimentos mais duradouros. Você vai ver na prática – e com a translucidez da matemática – como seu dinheiro pode render mais do que nas aplicações similares dos bancos tradicionais.

Novidades na bolsa

B3 vai lançar 37 BDRs de fundos de índices estrangeiros (ETF)

Com os novos BDRs, os investidores brasileiros poderão ficar expostos à variação de uma série de fundos que acompanham índices estrangeiros sem sair da B3

Retorno

Vale consegue licença para retomar operações em Serra Leste, no Pará

As operações estão paralisadas desde janeiro de 2019, após a mineradora ter atingido o limite da área até então licenciada para extração de minério de ferro.

Revolucionário

Média de tempo de transações do PIX deve estar entre 2 e 3 segundos, diz BC

Lançado em 16 de novembro, o PIX permite pagamentos e transferências 24 horas por dia, 7 dias por semana, todos os dias do ano.

alívio

Congresso quer Refis para negociação de dívidas geradas com a pandemia

Área técnica do Ministério da Economia resiste, avaliando que medida faz contribuintes deixarem de pagar regularmente os tributos

mal entendido

Guedes nega atritos com o presidente do Banco Central

Na quinta-feira à noite, quando falava sobre a aprovação da Lei de Falências, Guedes ficou irritado com uma pergunta sobre perda de credibilidade pelo mercado financeiro e as críticas de que não tem plano para a economia

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies