Menu
Julia Wiltgen
O melhor do Seu Dinheiro
Julia Wiltgen
Dados da Bolsa por TradingView
2020-12-14T21:13:39-03:00
seu dinheiro na sua noite

Pessoa física, a personalidade do ano

14 de dezembro de 2020
21:12 - atualizado às 21:13
Selo O Melhor do Seu Dinheiro; investimentos
Imagem: Montagem Andrei Morais / Shutterstock

O presidente eleito dos Estados Unidos, Joe Biden, e sua vice Kamala Harris foram escolhidos pela revista Time como as personalidades do ano de 2020. Mas a divulgação da tradicional Person of the Year na última quinta-feira gerou alguma polêmica.

Causou certa surpresa que os escolhidos não fossem pessoas diretamente ligadas à descoberta e ao combate do coronavírus, como os trabalhadores de saúde da linha de frente.

Se eu tivesse que eleger a(s) personalidade(s) do ano do Seu Dinheiro no mundo dos investimentos - talvez eu esteja fazendo isso agora -, escolheria o investidor pessoa física, que “deu show este ano”, como bem disse recentemente o presidente da B3, Gilson Finkelsztain.

Com a continuidade do movimento de queda de juros iniciado em 2019, as pessoas físicas seguiram investindo em ativos que pudessem render mais que a poupança, incluindo a renda variável. Do final do ano passado para cá, os números de contas e de CPFs na bolsa quase dobraram, chegando à casa dos 3 milhões.

Na crise do coronavírus, em março, em vez de saírem correndo da bolsa, as pessoas físicas entraram comprando, e conseguiram surfar a recuperação do mercado. Desde o pior momento da crise, o Ibovespa já valorizou coisa de 80%.

A proliferação de influenciadores nas redes sociais e canais de YouTube sobre educação financeira tiveram forte papel nesse movimento. A maioria dos novos investidores diz se informar por estas fontes.

Eu tenho sentimentos mistos em relação a isso, porque assim como há influenciadores muito competentes, fazendo um bom trabalho, esse mercado também está cheio de amadores e até mesmo de pessoas mal intencionadas.

Mas os números mostram que a pessoa física está seguindo a boa cartilha das finanças: começando aos poucos, com foco no aprendizado, e diversificando mesmo com pouco dinheiro.

Ainda resta o temor de que os neófitos acabem se sentindo excessivamente confiantes e quebrando as pernas pelo caminho, mas se permanecerem com essa disciplina, é possível que tenhamos mais histórias de sucesso que de fracasso.

A B3 divulgou hoje um estudo sobre o perfil dos novos investidores pessoas físicas que quebra uma série de preconceitos e mitos que se costuma ter em relação a esse público. Nesta matéria, eu trago os principais pontos do estudo. Parabéns, pessoa física!

MERCADOS

 O Ibovespa terminou a sessão de hoje em queda de 0,45%, aos 114.610 pontos, após passar o dia perto da estabilidade. Já o dólar subiu 1,5%, a R$ 5,12. A perspectiva de novos lockdowns nos EUA e o noticiário político local pesaram nas negociações, como mostra o Felipe Saturnino.

EMPRESAS

 A Oi levantou R$ 16,5 bilhões com a venda de sua rede móvel em um leilão realizado nesta segunda. Conforme esperado pelo mercado, quem levou foi o consórcio formado por TIM, Claro e Vivo. Saiba mais.

 De volta para o futuro, a Cogna projeta retomar seu Ebitda de 2019 apenas em 2024. A empresa tem reforçado seu caixa, mas o nível de alavancagem ainda preocupa o mercado. Leia sobre as projeções da companhia na matéria do Vinícius Pinheiro

 O Grupo SBF, que controla a Centauro, surpreendeu o mercado ao decidir se aventurar no mercado de produção de conteúdo. Nesta segunda, anunciaram a compra da produtora NWB, dona do canal Desimpedidos, por R$ 60 milhões. Confira na matéria do Ivan Ryngelblum

 Falando em aquisições multimilionárias, a Ser Educacional (SEER3) anunciou a aquisição da Sociedade Educacional de Rondônia (Unesc) por R$ 120 milhões. A compra fortalece a posição da empresa no Norte do País. Entenda tudo sobre a negociação nesta matéria

 A Locaweb anunciou a aquisição da Melhor Envio, uma empresa que conecta pequenos e médios vendedores às principais transportadoras e companhias de logística. O valor da transação, quinta compra da Locaweb após o IPO, foi de R$ 83 milhões. Saiba mais

ECONOMIA

 A economia brasileira continuou expandindo pelo sexto mês consecutivo em outubro, mas em um ritmo menor do que o visto em setembro e abaixo do esperado pelo mercado. É o que mostra o IBC-Br, divulgado hoje pelo Banco Central e considerado a “prévia do PIB”. 

 O Ministério da Infraestrutura prevê contratar R$ 137,5 bilhões em investimento no próximo ano, com leilões, renovações de concessão e privatizações envolvendo mais de 50 ativos. Veja quais projetos estão na lista do governo.

OPINIÃO 

 Se comecei esta newsletter falando de como a pessoa física mandou bem nos investimentos neste ano, é bom não perder de vista que não é prudente achar que se sabe tudo, principalmente quando se é um iniciante. O aprendizado leva tempo.

Para quem não dispõe de tempo para se dedicar, nem mesmo para se aconselhar com especialistas, o colunista Felipe Miranda sugere hoje uma regra de bolso para resolver sua vida financeira dividindo seu patrimônio em apenas quatro “caixas”.

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

Fusão cheia de travas

Na Omega Geração (OMGE3), um grupo importante de acionistas está descontente — e quer barrar os planos da empresa

Fundos detentores de 28,6% da Omega Geração (OMGE3) se uniram e dizem que não vão aprovar a fusão com a Omega Distribuição nos termos atuais

Potencial de 36% de alta

Como fica a XP após a separação do Itaú? Para o JP Morgan, é hora de comprar as ações da corretora

A equipe do JP Morgan vê as pressões vendedoras nas ações da XP após a separação com o Itaú se dissipando; assim, a recomendação é de compra

Digitalização

A hora e a vez do e-commerce: com pandemia, comércio online mais que dobra e já chega a 21% das vendas do varejo

O fechamento das lojas físicas promovido pela pandemia fez o setor de varejo acelerar a aposta no e-commerce e nas vendas digitais

A bolsa como ela é

Stone, Inter e Méliuz caem forte na bolsa. É o fim das fintechs como as conhecemos?

Muito desse movimento tem a ver com a subida dos juros. Mas alguns fatores específicos também pesaram sobre as ações. Em alguns casos, pesaram com razão; em outros, nem tanto

Ajuste seu relógio

Pregão terá uma hora a mais a partir de novembro; entenda a mudança e veja a nova agenda da bolsa

As alterações começam a valer a partir do dia 8 de novembro; a B3 vai ajustar a bolsa para refletir o fim do horário de verão nos EUA

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies