Menu
Julia Wiltgen
O melhor do Seu Dinheiro
Julia Wiltgen
2020-12-01T20:12:42-03:00
seu dinheiro na sua noite

Onde eu devo investir meu dinheiro agora?

1 de dezembro de 2020
20:08 - atualizado às 20:12
O Melhor do Seu Dinheiro; investimentos
Imagem: Andrei Morais/Seu Dinheiro

A pergunta do título é talvez a que eu mais ouço de amigos, parentes e colegas por trabalhar na cobertura de finanças e investimentos. Tenho certeza de que não é muito diferente para aqueles que trabalham no mercado financeiro como analistas, operadores e consultores financeiros e de investimentos.

Esteja o profissional credenciado para dar recomendação de investimentos ou não, a verdade é que, por trás dessa pergunta, o que se esconde geralmente não é um desejo genuíno de se montar uma carteira de investimentos equilibrada e com foco no longo prazo, mas sim de descobrir “a grande tacada”, “o investimento do momento” que vai fazer o cara ganhar dinheiro - de preferência, rápido.

Todo mundo quer ficar rico, mas a maioria das pessoas acha que o processo de construção de patrimônio pode ser feito rapidamente, com um ou dois investimentos excepcionais e de uma forma superempolgante. Até pode ser assim, mas essa não é a regra para os investidores de sucesso. Até porque as “grandes tacadas” sozinhas geralmente embutem muito risco.

O processo de construção de riqueza é mais lento e desinteressante do que muita gente gostaria de acreditar - com ou sem grandes tacadas no meio do caminho. Ele é muito mais dependente do ato de se gastar menos do que se ganha e poupar diligentemente, bem como de investir de forma consistente e diversificada, do que de ficar procurando a próxima ação da moda ou o investimento mais inovador do momento.

Na sua coluna de hoje, o Matheus Spiess traz justamente alguns insights sobre a questão da diversificação. Ele mostra o quanto a diversificação bem feita é muito mais determinante para o bom retorno da sua carteira de investimentos e a construção de riqueza do que qualquer outro fator.

Se com a recente disparada da bolsa você anda se perguntando “ok, onde investir agora?”, recomendo muito essa leitura!

MERCADOS

• O rali continua. O Ibovespa disparou 2,3% hoje, com novas esperanças de vacina no curto prazo e dados animadores da economia da China. O otimismo também pegou no dólar e nos juros, que recuaram com o maior apetite ao risco. Veja tudo que mexeu com os mercados nesta matéria.

 A B3 divulgou a primeira prévia da carteira teórica do Ibovespa, válida para o período de janeiro a abril. A operadora da bolsa adicionou quatro ações e não excluiu nenhum papel. Conheça as possíveis estreantes e veja como pode ficar a composição do índice.

 Já a Petrobras voltou ao índice de sustentabilidade (ISE) da B3 após 12 anos. O Vinícius Pinheiro conta quais outras empresas entraram no índice e qual companhia saiu.

 O BTG Pactual iniciou a cobertura da Track&Field, varejista de moda esportiva, recomendando a compra dos papéis. Os analistas do banco estimam que as ações da companhia podem chegar a R$ 16 - o que representaria uma alta de 42%. Entenda a tese dos especialistas.

INVESTIMENTOS

 A CVM abriu hoje uma audiência pública para alterar a regulamentação de fundos de investimento e FIDCs. As mudanças podem tornar mais acessíveis às pessoas físicas os fundos que investem no exterior e os fundos de direitos creditórios.

 A bolsa foi um dos investimentos que mais se destacaram em novembro, enquanto o dólar amargou a maior perda. Quais foram os melhores e piores investimentos do mês e por quê? Foi o que eu e o Vinícius Pinheiro discutimos nessa live.

EMPRESAS

 O que já era grande, ficou ainda maior. A rede Centauro concluiu a compra da operação comercial da Nike do Brasil e com isso dobrou de tamanho. Confira todos os detalhes da negociação nesta matéria

 O vice-presidente do Banco BMG, Márcio Alaor de Araújo, foi afastado temporariamente do cargo por ordem da Justiça. O banco e o executivo já haviam sofrido busca e apreensão no âmbito de operação da Polícia Federal que apura lavagem de dinheiro e pagamento de propinas.

OPINIÃO

 O Ibovespa pode atingir novamente seu topo histórico em breve? Talvez sim. Mas o que vem depois disso? Onde investir a partir daí? O mundo está muito mudado, e a pandemia só contribuiu para deixar as coisas ainda mais confusas. A forma de avaliar ações está mudando junto, e talvez a projeção de múltiplos cenários se faça mais necessária do que nunca. É isto que explica o Felipe Miranda na sua coluna de hoje.

Este artigo foi publicado primeiramente no "Seu Dinheiro na sua noite", a newsletter diária do Seu Dinheiro. Para receber esse conteúdo no seu e-mail, cadastre-se gratuitamente neste link.

Comentários
Leia também
DINHEIRO QUE PINGA NA SUA CONTA

Uma renda fixa pra chamar de sua

Dá para ter acesso a produtos melhores do que encontro no meu banco? (Spoiler: sim).

agora vai?

Caixa Seguridade retoma análise de oferta de ações

Empresa também pretende aderir ao Novo Mercado, segmento de mais alto padrão de governança corporativa da B3; processo havia sido interrompido no ano passado

balanço do ano

Tesouro Direto encerra 2020 com quase 1,5 milhão de investidores ativos

No último mês de dezembro, a STN registrou 67.839 novos investidores ativos. Ao todo, o Tesouro Direto possui 9,2 milhões de investidores cadastrados

balanço

Apple tem lucro de US$ 28,76 bilhões e recorde de receita no 1º trimestre fiscal

Segundo o gerente financeiro da Apple, o desempenho foi puxado por um crescimento de dois dígitos em todas as categorias de produtos da empresa

seu dinheiro na sua noite

Quando as sardinhas engolem os tubarões

Como bem disse o economista John Maynard Keynes, “os mercados podem se manter irracionais por mais tempo do que você é capaz de se manter solvente”. Isso é especialmente verdade para quem resolve apostar na queda de um ativo e o vende a descoberto. E, nos últimos dias, alguns fundos de hedge americanos sentiram isso […]

MERCADOS HOJE

Ibovespa até tenta, mas discurso de Powell deixa a bolsa no vermelho; dólar vai a R$ 5,40

Cautela com recuperação econômica em escala global levou o Ibovespa a fechar em baixa e dólar acumular uma alta de 1,5%

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies