Menu
Marina Gazzoni
O melhor do Seu Dinheiro
Marina Gazzoni
É CEO do Seu Dinheiro
2020-07-18T12:00:10-03:00
O melhor do Seu Dinheiro

MAIS LIDAS: Onde investir no 2º semestre

Pandemia exige mudança de rota

18 de julho de 2020
12:00
O Melhor do Seu Dinheiro; investimentos
Imagem: Andrei Morais/Seu Dinheiro

Há duas semanas lancei um desafio à equipe do Seu Dinheiro: fazer uma série especial sobre Onde Investir no Segundo Semestre de 2020, com perspectivas para seis classes de ativos: ações, renda fixa, dólar, fundos imobiliários, criptomoedas, imóveis (disponível em 20/7).

Nós fizemos o mesmo especial em 2019, no início e na metade do ano. Esse é um dos conteúdos que eu mais tenho orgulho de ter publicado no Seu Dinheiro.

O motivo? Simplesmente porque quem leu a série especial de 2019 ganhou dinheiro. A nossa missão de melhorar a vida do investidor pessoa física foi cumprida.

Em 2020, a situação foi mais complicada. Boa parte das perspectivas para o ano foram por água abaixo com a disseminação do coronavírus. Nem no pior cenário previsto estava uma pandemia que deixaria a população global trancada dentro de casa por meses.

A revisão de rota no meio do ano era mais do que necessária. Além disso, muito desafiadora. Não há clareza sobre o que virá pela frente. Quando tempo o mundo levará para voltar ao normal? Será que teremos um "novo normal"? Fazer esse especial neste momento é dar a cara à tapa.

Mesmo com tantas dúvidas no ar, a equipe do Seu Dinheiro teve a coragem de tentar entender o que está acontecendo, avaliar riscos e buscar oportunidades em diferentes classes de ativos.

Esse especial é o melhor que temos a oferecer aos leitores neste momento. Há análise de cenário e sugestões concretas de investimento.

As cinco primeiras reportagens foram ao ar esta semana e estão na lista de "mais lidas". Neste link você pode encontrar todas elas.

Se quiser ouvir os comentários do Vinícius Pinheiro e do Victor Aguiar sobre o tema, sugiro também que acesse a última edição da live Touros e Ursos.

A série Onde Investir é 100% gratuita. O Seu Dinheiro oferece conteúdos extras na sua versão Premium, pelo preço simbólico de R$ 5 ao mês. É com assinaturas e publicidade que financiamos a produção de mais de 1.000 conteúdos gratuitos por mês.

Deixo aqui o link para você conhecer os benefícios do Premium e nos ajudar a melhorar a educação financeira no Brasil.

Veja as 5 notícias mais lidas da semana:
1 - Onde investir no 2º semestre: a bolsa tem potencial para continuar se recuperando, mas há riscos no radar

2 - CVC, Embraer, Gol, Azul e Vale: os destaques da bolsa nesta quarta-feira

3 - Onde investir no 2º semestre: entre os fundos imobiliários, destaques são os mais defensivos

4 - Os melhores e piores fundos imobiliários do primeiro semestre

5 - Onde investir no 2º semestre: A renda fixa não morreu e ainda reserva oportunidades

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Quem é a Pi

Uma plataforma de investimentos feita para ajudar a atingir seus objetivos por meio de uma experiência #simples, #segura, #acessível e #transparente.

abaixo do esperado

Pedidos de auxílio-desemprego nos EUA caem 228 mil na semana

número ficou abaixo da expectativa de analistas consultados pelo The Wall Street Journal, que previam 1,1 milhão de solicitações

Títulos públicos

Veja os preços e as taxas do Tesouro Direto nesta quinta-feira

Confira os preços e taxas de todos os títulos públicos disponíveis para compra e resgate

exile on wall street

A eterna morte das Big Techs

Se o retorno com as ações de Apple, Google e Facebook tem sido excepcional na última década, intacto através de subprimes e pandemias, onde está o risco?

Mercados hoje

Ibovespa abre em alta e dólar cai com alívio fiscal e indicadores no Brasil e nos EUA

Fala de Bolsonaro sobre teto de gastos e indicadores no Brasil e nos EUA aliviam um pouco a pressão sobre a bolsa e o dólar

queda na receita

Volume de serviços sobe 5% em junho ante maio, mas cai 12,% ante junho de 2019

A taxa acumulada no ano foi de redução de 8,3%. Em 12 meses, os serviços acumulam queda de 3,3%.

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu