Menu
Marina Gazzoni
O melhor do Seu Dinheiro
Marina Gazzoni
É CEO do Seu Dinheiro
2020-07-23T10:14:58-03:00
Tudo que vai mexer com seu dinheiro hoje

12 notícias para começar o dia bem informado

23 de julho de 2020
9:30 - atualizado às 10:14
O Melhor do Seu Dinheiro; investimentos
Imagem: Andrei Morais/Seu Dinheiro

Quando você ouve falar que alguém tem dinheiro no exterior, já vem aquela desconfiança de que tem mutreta envolvida.

É bem verdade que esse artifício de tirar o dinheiro do país foi usado para esconder desvios de dinheiro público por políticos ou como estratégia de sonegação de imposto, como mostraram as diversas fases da Lava Jato e os Panama Papers.

Mas não podemos fechar a cabeça por causa do mau comportamento de alguns.

O investimento em ativos no exterior é importante para diversificação de portfólio. Além de balancear a classe de ativos na carteira, é de bom tom manter também investimentos em títulos de dívida estrangeiros e ações globais.

Antigamente, era praticamente impossível para o brasileiro comum, como eu e você, investir em ativos globais. E não era tão atrativo assim, afinal, vivíamos na farra da renda fixa com rendimento anual acima de dois dígitos.

Felizmente, o mercado evoluiu e há opções na prateleira para investir no exterior sem sair da sua corretora.

O Vinícius Pinheiro escolheu um fundo global como sugestão na edição de hoje da Lupa dos Fundos, um conteúdo exclusivo para os leitores Premium (veja aqui todos os benefícios).

O que você precisa saber hoje

MERCADOS

O dólar à vista fechou em queda de 1,83% ontem, a R$ 5,1157. Trata-se do menor valor de fechamento desde 12 de junho. O Ibovespa terminou o dia perto da estabilidade, em queda de 0,02%, aos 104.284,57 pontos.

O que mexe com os mercados hoje? A tensão entre Estados Unidos e China segue em primeiro plano, mas os investidores mostram otimismo com a temporada de balanços e a perspectiva de um novo pacote de estímulos à economia americana. As bolsas asiáticas fecharam majoritariamente em queda. Os índices futuros em Nova York e as principais praças europeias avançam.

SEU DINHEIRO PREMIUM
• Invista no exterior em um dos maiores fundos globais (sem sair da sua corretora). Confira a sugestão da Lupa dos Fundos, exclusiva para leitores Premium. Libere aqui a degustação da sua assinatura.

EMPRESAS

A Oi fechou um acordo de exclusividade com a Highline do Brasil para a venda da rede móvel, deixando para trás a proposta conjunta de Tim, Vivo e Claro. A empresa apresentou um preço acima do mínimo requisitado de R$ 15 bilhões.

A Petrobras aprovou o pagamento de dividendos no valor de R$ 1,7 bilhão para as ações ordinárias da empresa e de R$ 2,5 milhões para ações preferenciais.

O Grupo Pão de Açúcar concluiu a venda de imóveis à TRX por R$ 446 milhões. O negócio é a terceira etapa de uma venda global de 41 imóveis para a gestora.

A Tesla registrou lucro de US$ 104 milhões no 2º trimestre, em forte contraste com o mesmo período do ano passado, quando teve prejuízo de US$ 408 milhões. As ações sobem no pré-mercado.

 Executivos do Santander, Bradesco e Itaú se reuniram ontem com representantes do governo federal para discutir uma agenda conjunta para a Amazônia. O grupo de bancos planeja uma série de medidas na esteira da preocupação internacional com a preservação ambiental no Brasil.

ECONOMIA

 O Brasil bateu recorde de casos diários de coronavírus ontem. Foram 67,8 mil em 24 horas, chegando a um total de 2,2 milhões. São 82,7 mil mortes pela covid-19 no país.

Os pedidos de seguro-desemprego desaceleraram na primeira quinzena de junho. Até o dia 15, o governo federal recebeu 288.845 solicitações, um valor 1,9% menor do que no mesmo período do ano passado e 4,3% a menos do que a quinzena anterior.

 O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, disse que um dos grandes desafios para o próximo ano será manter o teto de gastos. Ele reforçou ser contra a criação de um imposto nos moldes da antiga CPMF, mas também falou que é contra taxar grandes fortunas.

 A alíquota de 12% proposta pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, para o novo imposto federal que pretende substituir o PIS/Cofins pode fazer com que a tributação final sobre o consumo no Brasil seja a maior do mundo, segundo o Estadão.

Comentários
Leia também
UMA OPÇÃO PARA SUA RESERVA DE EMERGÊNCIA

Um ‘Tesouro Direto’ melhor que o Tesouro Direto

Você sabia que existe outro jeito de investir a partir de R$ 30 em títulos públicos e com um retorno maior? Fiz as contas e te mostro o caminho

ARMADILHAS FINANCEIRAS

Dois investimentos que parecem uma boa, mas são ‘cilada’

As armadilhas costumam travestir-se de “grandes retornos, com baixo risco”.

Coronavírus

Brasil atinge 100 mil mortos por covid-19; STF decreta luto de 3 dias

Enquanto isso, Bolsonaro destaca 2 milhões de recuperados

Balanço

Lucro da Berkshire Hathaway, de Warren Buffett, sobe 87% no 2º trimestre

Recuperação do mercado de ações teve bons reflexos no balanço da companhia do megainvestidor Warren Buffett, mas no ano a empresa ainda amarga prejuízo

Às vésperas do orçamento

Ministros pedem mais recursos a Guedes

Sob pressão interna para ampliar os gastos como forma de combater os efeitos econômicos da covid-19, o ministro da Economia, Paulo Guedes, precisa entregar o Orçamento do ano que vem até o dia 31 deste mês

Entrevista

Meirelles: ‘A raiz da pressão por aumento de gastos é sempre a mesma, eleição’

Em entrevista ao Estadão, Henrique Meirelles lembra que o País tem pouca memória e que quebrar o teto levaria a uma crise muito maior do que a de 2015

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu