Menu
Dados da Bolsa por TradingView
2020-10-07T18:22:09-03:00
Vinícius Pinheiro
Vinícius Pinheiro
Diretor de redação do Seu Dinheiro. Formado em jornalismo, com MBA em Derivativos e Informações Econômico-Financeiras pela FIA, trabalhou nas principais publicações de economia do país, como Valor Econômico, Agência Estado e Gazeta Mercantil. É autor dos romances O Roteirista, Abandonado e Os Jogadores
Bomba fiscal

Brasil não tem espaço para financiar programa de renda com mais gastos, diz Verde Asset

Para a gestora de Luis Stuhlberger, o espaço para um novo programa de combate à pobreza deveria ser criado dentro do teto, sem “malabarismos ou pedaladas”

7 de outubro de 2020
12:50 - atualizado às 18:22
Luis Stuhlberger, sócio e gestor da Verde Asset
Luis Stuhlberger, sócio e gestor da Verde Asset - Imagem: Murillo Constantino/Quatetto

Em meio às discussões sobre a criação de um programa de renda permanente na esteira do auxílio emergencial, o Brasil simplesmente não tem espaço fiscal para acomodar mais gastos, com o aumento do déficit ou dívida. A análise é da Verde Asset, de Luis Stuhlberger.

Na carta mensal aos investidores, a gestora de um dos fundos mais bem sucedidos de todos os tempos do mercado brasileiro publicou um estudo detalhado sobre os impactos do auxílio emergencial na economia e nas contas do governo.

O levantamento mostra que o Brasil foi um dos países que mais gastaram para minimizar os efeitos do coronavírus na economia, com despesas equivalentes a quase 10% do PIB. Ao mesmo tempo, o país já era um dos emergentes com maior nível de endividamento antes da pandemia.

“Os únicos países emergentes que gastaram parecido com o Brasil são Peru e Chile, ambos com grau de investimento e dívida pública antes da pandemia próximas a 25% do PIB, com muita margem de manobra”, escreveu a Verde.

Como resultado, o Brasil sairá de um déficit primário de R$ 62 bilhões em 2019 para mais de R$ 800 bilhões, nos cálculos da gestora. Nas condições atuais, ou seja, sem a criação de um novo programa social, como o Renda Cidadã, e assumindo que o governo manterá o teto de gastos, o país só voltará a ter as contas no azul em 2025.

“Não é por capricho, portanto, que as reações dos preços de ativos, câmbio, juros e bolsa, são extremamente fortes quando o governo dá mostras de querer abandonar a única âncora que segura toda a sustentabilidade da dívida, que é o Teto de Gastos.”

Para a gestora, o espaço para um novo programa de combate à pobreza deveria ser criado dentro do teto, sem “malabarismos ou pedaladas”, cortando gastos ineficientes e usando melhor os recursos da já elevada carga tributária brasileira.

Na avaliação da Verde, a poupança formada pelas famílias com os recursos do auxílio emergencial deve servir de “amortecedor” para o fim do programa em dezembro, especialmente se houver confiança na solidez da economia e das contas públicas.

Desempenho

Em setembro, o Verde registrou um retorno negativo de 1,22%. O fundo teve ganho nas posições em ações no exterior, mas perdeu com a queda da bolsa brasileira, além de pequenas contribuições negativas em moedas e renda fixa. No ano, o Verde acumula perda de 1,47%, contra uma variação de 2,29% do CDI, o indicador de referência. Leia a íntegra da carta do Verde.

Comentários
Leia também
A REVOLUÇÃO 3.0 DOS INVESTIMENTOS

Que pi… é essa?

Eu decidi sair do banco, mas não queria entrar em uma enrascada. Bem, acredito que eu tenha encontrado um portal para fugir dessa Caverna do Dragão das finanças. E cá estou para explicar essa descoberta.

RIQUEZA DIGITAL

Dancinha milionária: estrelas do TikTok já ganham mais do que grandes executivos nos Estados Unidos; veja quanto elas faturam

Os milhões de seguidores de alguns tiktokers são irresistíveis para as marcas, que acabam gastando muito dinheiro não só em anúncios como em suas linhas de produtos

DA REALIDADE PARA O NOVO DIGITAL

Walmart no metaverso: gigante do varejo dos EUA vai fabricar e vender no mundo virtual; entenda

Para ter um pé nesse universo, Nike e marcas de vestuário como Urban Outfitters, Ralph Lauren e Abercrombie & Fitch também entram com pedidos de marca registrada

PEGA LADRÃO!

Fechada na economia e aberta ao cibercrime: Coreia do Norte desvia milhões de dólares com ataques a plataformas de criptomoedas em 2021

Norte-coreano Lazarus ganhou notoriedade com invasões cibernéticas à Sony Pictures e à WannaCry. Grupo já foi sancionado pelos Estados Unidos e pela ONU

EFEITOS DO CLIMA

Usiminas (USIM5) retoma gradualmente atividades de mineração afetadas por chuvas em Minas Gerais

Segundo o grupo, os problemas ainda afetam empresas responsáveis pela cadeia de escoamento de minério

Conteúdo Empiricus

Dos R$2 mil aos R$100 mil em 12 meses com esta criptomoeda? Criptoativo criado por sócio de Steve Jobs faz parte do segmento que pode decolar e deixar o Bitcoin no chinelo após evento do dia 24 de janeiro

Ele fundou a Apple junto de Steve Jobs e agora criou uma nova criptomoeda que custa centavos e pertence ao ecossistema que pode saltar 5.000% em 2022 e enriquecer os seus investidores

Carregar mais notícias
Carregar mais notícias
Fechar
Menu

Usamos cookies para guardar estatísticas de visitas, personalizar anúncios e melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com nossas políticas de cookies